Reavivados por Sua Palavra


ATOS 22 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
16 de maio de 2018, 0:30
Filed under: Sem categoria


“E agora, por que te demoras? Levanta-te, recebe o batismo e lava os teus pecados, invocando o nome dEle” (v.16).


Emudecidos por um instante, as multidões “guardaram ainda maior silêncio” ao ouvirem que Paulo “falava em língua hebraica” (v.2). Seu discurso foi um resumo de seu testemunho. De como fora, desde a infância, educado “segundo a exatidão da lei de [seus] antepassados” (v.3) e de como o encontro com Jesus mudou a sua vida. Paulo demonstrou, antes de tudo, compreensão àqueles que agiam como dantes ele mesmo agia, ao dizer: “sendo zeloso para com Deus, assim como todos vós o sois no dia de hoje” (v.3).

Seu histórico de vida incluía uma formação religiosa rigorosa e uma firmeza de propósito sinceramente errada. A luz que o envolveu na estrada de Damasco revelou as trevas que o guiavam a perseguir a Quem julgava servir. Jesus, o grande EU SOU, o fez cego para que finalmente ele pudesse ver. Foram três dias de uma dura batalha espiritual até que Ananias lhe restituísse a visão. A ordem foi clara: Sê tu uma testemunha de Jesus a todos os homens. E não bastasse isso, o próprio Jesus Se mostrou a Paulo e pessoalmente lhe ordenou: “Vai, porque Eu te enviarei para longe, aos gentios” (v.21).

E com a palavra “gentios”, cessou o silêncio e gritando, diziam: “Tira tal homem da terra, porque não convém que ele viva!” (v.22). O argumento do povo, no entanto, era vago e confuso, não sendo suficiente para condenar Paulo à morte. A fim de conter os ânimos e pôr fim ao tumulto instalado em toda Jerusalém, o comandante mandou açoitar o apóstolo até que este confessasse o motivo pelo qual “clamavam contra ele” (v.24). Declarando, porém, sua cidadania romana, “imediatamente, se afastaram os que estavam para o inquirir com açoites” (v.29). Observem que era questão extremamente grave punir um cidadão romano sem um justo julgamento. Mas aqueles que se orgulhavam de fazer parte da nação eleita de Deus não faziam caso de matar seus irmãos com as próprias mãos usando de seus injustos critérios.

No limiar dos últimos instantes deste mundo, surgirá, do meio do povo de Deus, uma classe que perseguirá os santos de Deus com tanto furor quanto os de fora. “Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios” (1Tm 4:1). Estes serão precisamente os piores inimigos do povo de Deus, conforme está escrito: “Nesse tempo, muitos hão de se escandalizar, trair e odiar uns aos outros” (Mt 24:10). Sobre este tempo, revela a palavra profética:

“Ao aproximar-se a tempestade, uma classe numerosa que tem professado fé na mensagem do terceiro anjo, mas não tem sido santificada pela obediência à verdade, abandona sua posição, passando para as fileiras do adversário. Unindo-se ao mundo e participando de seu espírito, chegaram a ver as coisas quase sob a mesma luz; e, em vindo a prova, estão prontos a escolher o lado fácil, popular. Homens de talento e maneiras agradáveis, que se haviam já regozijado na verdade, empregam sua capacidade em enganar e transviar as almas. Tornam-se os piores inimigos de seus antigos irmãos. Quando os observadores do sábado forem levados perante os tribunais para responder por sua fé, estes apóstatas serão os mais ativos agentes de Satanás para representá-los falsamente e os acusar e, por meio de falsos boatos e insinuações, incitar os governantes contra eles” (EGW, O Grande Conflito entre Cristo e Satanás, 608).

O álibi da cidadania usado por Paulo não valerá de nada quando o mundo for agitado pela última tempestade. Pelo contrário, ao declararmos a nossa cidadania celestial e a firme esperança de que muito em breve, “de um sábado a outro” (Is 66:23), estaremos adorando ao Senhor pelos séculos eternos, despertaremos a derradeira fúria de Satanás que tentará esmagar a nossa fé. Portanto, amados, hoje, agora, é tempo de buscar ao Senhor enquanto podemos achá-Lo e invocá-Lo enquanto ainda está perto. Logo, o Espírito Santo encerrará a Sua obra e somente os “que suspiram e gemem por causa de todas as abominações que se cometem” na Terra (Ez 9:4), receberão o selo que abrirá para eles os portais eternos. Então, “porque te demoras? Levanta-te, recebe o batismo e lava os teus pecados, invocando o nome” de Jesus! Não perca mais tempo! Pode ser a sua última chance!

Bom dia, cidadãos do Reino dos Céus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Atos22 #RPSP


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: