Reavivados por Sua Palavra


SALMO 108 – #RPSP – COMENTÁRIO ROSANA BARROS by Ivan Barros
16 de fevereiro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Porque acima dos céus se eleva a Tua misericórdia, e a Tua fidelidade para além das nuvens” (v. 4).


O SENHOR tem um modo peculiar para agir em cada situação. Quando enfrentamos dificuldades, costumamos pensar em como resolvê-las. Ainda que oremos e entreguemos nossos problemas nas mãos de Deus, temos a triste mania de ficar cogitando meios para tentar resolver o que não está ao nosso alcance fazer. É claro que existem coisas que Deus nos capacita a realizar. Por exemplo: Se por um acaso magoamos alguém, devemos procurar resolver a questão com um pedido de perdão. Mas se o pedido não for aceito, daí para frente o nosso papel é orar e confiar na provisão divina. Se fazemos o bem, mas só recebemos o mal como retorno, o nosso dever é continuar fazendo o bem e confiar na justiça do SENHOR (Vide Romanos 12:17-21). Se levamos o evangelho a um amigo e ele não o aceita, cabe a nós continuar amando-o e por ele intercedendo, porque a tarefa de convencer não cabe a nós, mas ao Espírito Santo.

Davi inicia o Salmo de hoje com uma expressão de inteira confiança: “Firme está o meu coração, ó Deus!” (v. 1). A confiança plena, a fé inabalável e a firmeza de propósitos só podem ser desenvolvidas mediante uma vida de íntima comunhão diária com o SENHOR. Precisamos estabelecer um limite entre o que Ele nos pede para fazer e o que só Ele é capaz de realizar.

Quando Jesus realizou o Seu primeiro milagre nos deixou uma grande lição que, diante de uma leitura descuidada da Bíblia, nos priva de entendê-la. Havia acabado o vinho (leia-se vinho como sendo o mais puro suco da vide), então Maria, Sua mãe, vai até Ele e expõe a situação constrangedora. Depois, se dirige aos servos e diz: “Fazei tudo o que Ele vos disser” (João 2:5). Eis a fórmula do sucesso de toda boa obra: Fazer tudo o que Deus nos pede para fazer! Conhecemos a história. Os servos enchem as talhas com água e Jesus transforma a água em vinho.

Amados, cabe a nós encher as talhas e não transformar a água em vinho. Cabe a nós render graças ao SENHOR “entre os povos” (v. 3), não convencê-los de que também devem fazer o mesmo. Cabe a nós exaltar o nome do SENHOR e proclamar a Sua libertação (v. 5), mas a salvação e a resposta vêm do SENHOR (v. 6). É dEle o poder de decidir o que vai dividir, o que vai medir (v. 7); e decidir o papel de cada um de nós na Sua obra de salvação (v. 9).

“Quem me conduzirá…? Quem me guiará…?” (v. 10) Que a nossa resposta seja: “Em Deus faremos proezas, porque ELE MESMO calca aos pés os nossos adversários” (v. 13). Que a nossa confiança esteja sempre firme e depositada em Deus, sabendo que “vão é o socorro do homem” (v. 12).

Bom dia, corações firmes no SENHOR!

Desafio do dia: Oremos para que a nossa fé seja mais consistente e vibrante para suportar as dificuldades dos últimos tempos.

adventistas.org/10dias

*Leiam #Salmo108

Rosana Garcia Barros


2 Comentários so far
Deixe um comentário

Bom dia Rosana, tudo bem?

Acompanho o RPSP todos os dias e vejo que vc sempre dá alguma pincelada no assunto dos 10 dias de Oraçao. Tenho um pequeno grupo que está estudando a revista e surgiu uma dúvida em nosso meio: gostaria que me explicasse a frase ou assunto que está na pag. 21 da mesma, que diz assim: “Na manifestação desse poder que ilumina a Terra com a glória de Deus, eles só verão alguma coisa que, em sua cegueira, consideram perigosa; alguma coisa que despertará seus receios, e irão se dispor a resistir-lhe.” Ficamos pensando, o que será este receio? Obrigada por ser um instrumento nas mãos do SENHOR para ajudar tantos no reavivamento. Tenha um ótimo dia. Deus abençoe vc sua familia e toda a equipe do RPSP. Abs, Marcia Ribeiro

Comentário por Marcia Ribeiro

Olá Márcia,

Obrigado pelas palavras de apreço e desejamos que você e sua família siga firme buscando ser Reavivados Por Sua Palavra!!!

Quanto ao vosso questionamento, veja o que escreveu nosso amigo Jefferson Araújo (A Última Verdade Presente / Minutos Proféticos):

“O perigo pressuposto por aqueles que resistirão à manifestação do poder de Deus em seu povo é sem dúvidas o fanatismo.

Esta questão do fanatismo é real e a serva do senhor mostra como uma das principais “armas” de satanás para desviar o povo da verdade presente. Entretanto, muitos formalistas e liberais acusarão o verdadeiro movimento de Deus na igreja como sendo espírito fanático e por isso resistirão a ele.

Experiência semelhante ocorreu na proclamação da mensagem do primeiro e segundo anjo em 1843 e 1844. A maioria dos religiosos tiveram os seus receios despertados e acusaram Miller e os seus seguidores de fanáticos. Apontaram um espírito maligno para um movimento que era movido pelo Espírito de Deus.”

Lhe sugiro a leitura do capítulo 20 e 38 do Grande Conflito tendo em vista este ponto.

E também dos capítulos: A Mensagem do Primeiro Anjos, A Mensagem do Segundo Anjo e A Mensagem do Terceiro Anjo do livro Primeiros Escritos. Estes são bem curtos mas esclarecem bem esta questão.

Ivan e Rosana Barros
Equipe RPSP

Comentário por Ivan Barros




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: