Reavivados por Sua Palavra


SALMO 99 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
7 de fevereiro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

SALMO 99 – A revelação divina a nós pecadores não veio acomodada a nossa situação, mas para moldar-nos e elevar-nos acima de nossos melhores padrões.

Deus não rebaixa Suas normas devido a nossas fraquezas, mas nos concede tudo de que precisamos para viver à altura do ideal que Ele tem para nós. Portanto, jamais deveríamos nos acomodar com menos do que a santidade plena.

O Salmo em apreço revela que o Deus que reina sobre o Universo e também sobre a Terra é santo e exige santidade.

1. O Soberano Deus que reina sobre o Universo inteiro é santo e faz tremer as nações e, inclusive a Terra inteira. Contudo, Ele faz Sua morada em meio de Seu povo (em Sião). Sim, embora Deus esteja entronizado entre os querubins, Ele quer estar entre Seu povo (vs. 1-2).

2. O soberano Se revela e revela Sua justiça mediante Sua santa Lei, mostrando uma verdade absoluta e princípios desprovidos de relativismo. A lei é a perfeita vontade de Deus dada aos pecadores mostrando o que a divindade espera deles. Porém, como Jacó, falhamos; mesmo assim, Deus continua investindo em nós (vs. 4-5).

3. O justo e santo Deus que reina soberanamente ama aos pecadores imensuravelmente, por isso anseia ter comunhão com eles. Moisés, Arão e Samuel são citados no Salmo para deixar isso evidente (vs. 6-9). Também nos fornecer outras preciosas lições:

a) A oração é o meio de comunicação em que o pecador fala e o Santo Deus responde. A oração refaz a ligação com Deus que fora desligada devido ao pecado. Jesus é responsável pelo religar do pecador com Deus, por isso encerramos a oração em Seu nome (João 14:14).

b) A Palavra de Deus é o manual de instrução para uma vida de santificação, paz e satisfação. É a revelação dos atributos divinos escritos em forma de estatutos para os humanos. Hoje temos dois Testamentos dados por Deus, aos quais chamamos de Antigo e Novo Testamento. Precisamos guardá-los, praticá-los (Romanos 15:4).

c) O perdão divino retira a culpa do pecador arrependido, mas não retira as consequências; porque, perdão sem correção não nos educaria, nem nos transformaria (Hebreus 12:1-13).

Pela graça do Deus santo somos motivados a louvar Seu nome, exaltá-lO e adorá-lO!

“Senhor, motiva-nos!” – Heber Toth Armí.


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Inspirador, esclarecedor. Pão do Céu. Bendito Seja o Nome do Senhor.

Comentário por Paulo Roberto de Oliveira




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: