Reavivados por Sua Palavra


II Samuel 13 – segunda, 21.01.2013 by Jeferson Quimelli
20 de janeiro de 2013, 23:02
Filed under: Sem categoria
Texto bíblico à II Samuel 13

Texto de hoje do blog da Bíblia:

Escândalos em capítulo após capítulo estão vinculados a Davi. Mais uma vez este capítulo registra os momentos embaraçosos de um dos filhos de Davi, desta vez Amnom. Ele se apaixonou pela irmã de um dos outros filhos de Davi, Absalão. Ele fingiu estar doente e foi aconselhado por outra pessoa ruim, o sobrinho de Davi, Jonadabe. Jonadabe ouviu falar do amor de Amnom por Tamar e aconselhou-o a fingir estar doente. Davi mandou Tamar a Amnom para dar-lhe comida e cuidar da sua saúde, sem saber que estava jogando a vítima nas mãos dos conspiradores. Tamar e Amnom sentaram-se juntos na sala de estar para comer, mas Amnom colocou todos para fora e pediu que Tamar o seguisse até o quarto para alimentá-lo. Ele lhe pediu que se deitasse com ele e quando ela se recusou, ele a forçou e violou a sua virgindade (v. 14). A consciência de Amnom se endureceu e ele odiou a sua irmã. Ela tinha uma túnica de mangas compridas que as virgens vestiam que ela rasgou quando foi lançada para fora do quarto de Amnom e chorou. Ela foi até Absalão em grande aflição e ficou em sua casa. Quando Davi soube disso, ele ficou muito irado (v. 21).

Absalão odiava profundamente a Amnom pelo que ele havia feito para sua irmã e dois anos depois ele concebeu um plano perverso para convidar e levar todos os filhos de Davi, incluindo Amnom, para a festa da tosquia em sua fazenda. Então ele determinou a seus servos que matassem Amnom quando ele estivesse bêbado pelo vinho. Os servos mataram Amnom e os demais filhos de Davi se levantaram e fugiram em suas mulas. As notícias chegaram a Davi, que ficou terrivelmente chocado. Absalão ordenou a morte de Amnom por causa do estupro de Tamar. O perverso Jonadabe disse para Davi não chorar a perda de Amnom porque apenas um de seus filhos havia morrido nas mãos de Absalão, como já prenunciavam suas feições desde o estupro de Tamar (v. 32).


Absalão, então, fugiu para outra cidade e se escondeu lá por três anos. Após este período, Davi havia se consolado pela morte de Amnom e cessou de perseguir Absalão, sentindo muita saudade dele.

Esta é um história de “pontes queimadas”: estupro, incesto, assassinato por vingança, ódio, depressão e separação dos entes queridos. E aquele que inicialmente sugeriu o mal se tornou o confortador de Davi. Que irônico…


É como se este capítulo fosse a lista de desejo de compras de Satanás. E todas estas coisas aconteceram porque Davi abriu as portas de sua vida no capítulo 11. O pecado que liga todos estes eventos é encontrado em Davi ao este ceder à tentação de Satanás para trazer Bate-Seba para o palácio, o que lhe custou ao final toda essa experiência dolorosa.


Querido Deus
Ajude-nos a perceber que se tranquilamente testemunhamos maldades como as que aqui vimos e não fazemos nada,estamos, em essência, condescendendo com o crime e passivamente participando de sua aprovação. Guarde-nos entre Suas mãos. Amém.


Koot van Wyk
Kyungpook Universidade Nacional
Sangju, Coréia do Sul
Trad JAQ – Rev GASQ




%d blogueiros gostam disto: