Reavivados por Sua Palavra


I Samuel 26 – quinta, 03.01.2013 by Jeferson Quimelli
2 de janeiro de 2013, 23:02
Filed under: Sem categoria
Texto bíblico àI Samuel 26
Texto de hoje do blog da Bíblia:
Neste capítulo, Saul está novamente perseguindo Davi com três mil homens. Batedores de Davi descobrem o acampamento de Saul e Davi, destemidamente, se infiltra no acampamento com seu sobrinho Abisai. Para surpresa deles, encontram todos, inclusive o próprio rei e sua guarda pessoal, dormindo profundamente porque “um sono pesado vindo do Senhor havia caído entre eles ” (v. 12 NVI).
Desta vez é Abisai que se oferece para matar Saul, mas, novamente Davi diz: “Não o mates, pois quem haverá que estenda a mão contra o ungido do Senhor e fique inocente? “
Embora Saul não mereça mais ser rei e Davi tenha sido ungido em seu lugar ele não agirá à frente do Senhor. Silenciosamente, ele apanha a lança e o jarro de água de Saul e volta para seus próprios homens.
De uma distância segura Davi chama a Saul, defendendo sua inocência, e apontando para o pecado de Saul de persegui-lo sem motivo. Por duas vezes ele o chama de “meu senhor, o rei” (v. 17, 19), e quatro vezes “o ungido do Senhor” (v. 9, 11, 16 e 23). Por fim, ele diz: “Assim como eu hoje considerei a tua vida de grande valor, que o Senhor também considere a minha vida e me livre de toda a angústia ” (v. 24 NVI).
Como resultado desses eventos ameaçadores Davi descobre que vale a pena ser forte e ter coragem, mas que o mais importante é esperar no Senhor (Ver Sal 27:14). Quem poderia imaginar que o rei e todos os seus soldados iriam dormir tão pesadamente?

Nossas grandes vitórias vem de nossos esforços e prudência, mas acima de tudo são resultado da bênção e cuidado de Deus sobre nós. Confie no Senhor e problemas aparentemente insolúveis serão resolvidos com a intervenção divina a seu favor. 
Ralph Neall
Professor aposentado e missionário
Trad JAQ – Rev JDS


Comentários bíblicos selecionados:

7 sua lança. A lança de Saul é a insígnia de seu reinado, em vez de um cetro real (19:9). Ele foi usado nas tentativas de matar Davi e, posteriormente, Jônatas (Andrews Study Bible).

9 não o mates. Davi exercitava o pensamento independente. Era superior à atitude de tomar qualquer ser humano como critério para sua conduta. Ele desenvolveu sua filosofia de vida não com base na tradição, mas nos princípios estabelecidos pela revelação divina. Entre os preceitos da lei mosaica, com a qual Davi era familiarizado, estava o seguinte: “Contra Deus não blasfemarás, nem amaldiçoarás o príncipe do teu povo” (Êx. 22:28). Davi possuía refinado discernimento espiritual e compreendia que essa lei proibia qualquer ação contra o rei, como a que Abisai defendia. A interpretação espiritual de Davi das leis de Moisés era muito mais avançada do que a dos líderes judeus dos tempos de Cristo, que tentavam manter a letra da lei, ao passo que violavam o seu espírito (CBASD, vol. 2, p. 622).

11 bilha (jarro). Um recipiente de água é vitalmente importante no deserto (Andrews Study Bible).

12 Profundo sono. Davi deve ter recebido encorajamento ao perceber a proteção do Altíssimo à medida que ele e Abisai percorriam com cuidado o caminho por entre as fileiras do exército de Saul. O milagre que permitiu a esses homens caminhar em meio a 3 mil soldados, até o centro do grupo, sem serem vistos, foi uma evidência do lado do conflito em que se encontrava a Providência. A intervencção foi uma condenação da natureza instável de Saul, que prometera uma coisa e, pouco tempo depois, violou sua palavra, fazendo exatamente o contrário (CBASD, vol. 2, p. 622).

19 serve a outros deuses. Davi está sendo pressionado a buscar refúgio em país estrangeiro, como a Filístia, aonde ídolos são adorados. Estas palavras preparam o caminho para o próximo capítulo (Andrews Study Bible).

24 muita estima. Literalmente, “magnificado”, ou seja, de grande valor. Duas vezes, Davi asseverou sua integridade ao preservar a vida de Saul, mas, em vez de se confiar às mãos do rei, orou pedindo proteção divina para si em todas as tribulações (CBASD, vol. 2, p. 623).

25 Bendito. As últimas palavras de Saul a Davi foram uma bênção, assegurando-lhe o sucesso (Andrews Study Bible).




%d blogueiros gostam disto: