Reavivados por Sua Palavra


MIQUEIAS 2 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
25 de março de 2021, 1:10
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO MIQUEIAS 2 – Primeiro leia a Bíblia

MIQUEIAS 2 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

MIQUEIAS 2 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO – ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUÁREZ(link externo)

COM. VÍDEO PR VALDECI JÚNIOR (link externo)

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO(link externo)

COM. VÍDEO PR WEVERTON CASTRO E EQUIPE (link externo)

COM. VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA (link externo)

COM. VÍDEO PR MICHELSON BORGES (link externo)



MIQUEIAS 2 by Jeferson Quimelli
25 de março de 2021, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/mq/2

Miqueias condena as violações dos direitos à terra (vv. 1-5, 9-10), uma das principais causas de injustiça ao longo da história. Deus deu direitos à terra para todos (Ez 47:22-23) e isso está intimamente ligado aos sábados (Levítico 25). Deus diz que a ganância é “a raiz de todo mal” (1Tm 6:10), mas a ganância mais destrutiva é roubar os direitos da terra, que Deus considera como violência (Ez 45:8-9), traz tristeza (Isaías 5:7- 8), causa a escravidão infantil (Ne 5), trará maior condenação (Mt 23: 14; Lc 20:47), etc. Começa um ciclo vicioso de ganância, depois concentração de poder e depois tirania. Deus adverte contra a ganância com mais de vinte pesadelos, incluindo tristeza para as famílias (Pv 15:27), tempos terríveis (2Tm 3:1-2), erradicação da piedade (1Jo 3:17), etc.

Ellen White escreve que “nenhuma invenção do homem” jamais melhorou os planos de Deus sobre os direitos à terra. A maior parte da miséria hoje vem da rejeição do plano de Deus quanto aos direitos à terra” (Beneficência Social, 195). “Há multidões de famílias pobres pelas quais não se poderia fazer nenhum melhor trabalho missionário do que ajudá-las a se estabelecerem no campo, e aprenderem a tirar dele um meio de vida” (A Ciência do Bom Viver, p. 192, Lt 72, 1898).

A maior parte das terras do mundo, hoje, é monopolizada pelos 10% mais ricos. Visto que Deus repetidamente conecta direitos equitativos à terra com paz (1 Reis 4:25) e restauração (2 Cr 7:14, Mq 4:4) e até mesmo com o céu (Is 66:22-23), de que maneira cristãos piedosos podem implementar este princípio na atualidade?

Bryan Bissell
Diretor, Ministérios JOLT

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=1141
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



MIQUEIAS 2 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
25 de março de 2021, 0:50
Filed under: Sem categoria

1 Ai daqueles. Nos v. 1 e 2, Miqueias condena a injustiça e a opressão para com os pobres.

No seu leito. Isto é, à noite, eles elaboram o plano que esperam executar no dia seguinte (ver Jó 4:13; Sl 4:4; 36:4).

O poder. Eles operavam sob o princípio perverso de que “o poder dá o direito”. Quando os homens tiram proveito de seu poder, é quase certo que irão abusar dele.

2 Cobiçam campos. Eles eram tão cobiçosos e vorazes pela posse da terra que executavam seus projetos avarento através da violência (cf. 1Rs 21; Is 5:8; Os 5:10, Am 4:1).

3 Eis que projeto. Assim como eles projetavam a iniquidade, Deus iria “projetar um mal”.

Não tirareis a vossa cerviz. O castigo seria como um jugo pesado e irritante, do qual não poderiam se livrar.

Não andareis altivamente. Isto é, com a cabeça erguida. O orgulho dos opressores seria humilhado.

Será mau. O profeta está falando do julgamento futuro que Deus enviaria sobre o Seu povo.

4 Um provérbio. “Naquele dia”, ou no tempo mau mencionado no versículo anterior, o inimigo provocaria os israelitas, empregando as palavras que eles mesmos usaram em lamento por sua calamidade (ver Hc 2:6). Com zombaria, eles imitariam os judeus aflitos … Não há zombaria mais ferina do que a repetição em tom jocoso para lamentar o mal ocorrido a alguém.

Reparte. Por uma mudança no texto hebraico, a NTLH diz: “Ele tirou o que era nosso e deu aos que nos conquistaram.

5 Lançando o cordel. Miqueias informa ao opressor que ele não ter;a mais herança em Israel porque negociou injustamente com a terra de seu vizinho. O cordel era a linha de medição utilizada na medição da terra (ver Am 7:17).

6 Não babujeis. O texto diz, literalmente: “Não profetize desse jeito, não diga coisas assim. Essas coisas ruins nunca acontecerão conosco.”As palavras parecem ser um protesto por parte dos repreendidos por Miqueias.

7 Coisas anunciadas. Miqueias repreende os que falam (v. 6) para expressar pensamentos estranhos ao Espírito de Deus.

Suas obras. Assim como o sol não poder ser responsabilidade por um objeto, do mesmo modo Deus não pode ser responsabilizado pela iniquidade do pecador (Tg 1:13-15).

Fazem o bem. A Palavra de Deus é boa e carregada de bênçãos para quem a obedece (Dt 7:9-11; Sl 18:25, 26; 25:10; 103:17, 18; Rm 7:12; 11:22).

Retamente. Aqui, o profeta repreende aqueles que acusam o Senhor de ser impaciente e de ameaçar Seu povo. Isso não é assim, pois Deus tem sido longânimo em suas relações com Israel. No entanto, quando pecam, as pessoas devem esperar colher os resultados de suas más ações (Êx 34:6, 7).

8 Como inimigo. Uma acusação contra os de classe alta que tratavam as pessoas comuns como inimigas, roubando e pilhando as mesmas.

A capa. Do heb salmah, um manto externo também utilizado para cobrir o corpo durante o sono. Não era permitido ao credor manter consigo o salmah do devedor durante a noite (ver com. [CBASD] de Êx 22:26).

Que passam seguros. Os da classe alta apreendiam essas peças de vestuário de pessoas pacíficas e comuns.

9 As mulheres. Provavelmente, as viúvas que deveriam ser defendidas (ver Is 10:2).

Minha glória. As crianças seriam despojadas de suas bênçãos, provavelmente devido a necessidades e ignorância, ou por serem vendidas como escravas, sendo privadas da liberdade dada por Deus.

10 Ide-vos. Os opressores deviam ser expulsos de suas terras, assim como haviam banido os outros.

Imundícia. Por causa de suas necessidades (ver Lv 18:25, 27).

11 Se houver alguém. Por causa de suas iniquidade, os pecadores entre o povo de Deus não gostavam dos que repreendiam e condenavam suas transgressões. Os que flertavam com o mal tomavam uma atitude de indiferença para com o pecado e profetizavam mentiras agradáveis. Eram os profetas populares (ver Jr 14:13-15; 23:25-27; Ez 13:1-7).

Se houver alguém que, seguindo o vento da falsidade (ARA). Do heb. ruach, significando também “espírito”, daí a tradução: “Se houver algum que siga o espírito de falsidade” (ARC).

Eu te profetizarei. Não há nada que possa enganar tanto as pessoas crédulas como revestir a Palavra de Deus com ensinamentos falsos (Mt 7:15; 15:7-9).

Vinho. Esses videntes espúrios prometiam prosperidade material e prazeres sensuais.

12 Certamente, te ajuntarei. Miqueias volta a atenção da maioria do povo, que havia tomado o caminho do mal, para a minoria, o remanescente, que entraria na promessa de restauração e libertação após o cativeiro. Desse modo, o profeta nega a acusação repetida pelos falsos profetas de que ele era um incurável prognosticador de tristeza e angústia. Com um otimismo de longo alcance profético, ele afirma que, depois do exílio, haveria um futuro de alegria e felicidade para os que servem ao Senhor.

Todo. Ou seja, todo o remanescente. Embora Deus deseje que todo o Seu povo professo “seja salvo”(1Tm 2:3, 4; cf. Tt 2:11; 2Pe 3:9), apenas poucos, “o restante”, que sinceramente se converterem dos seus pecados e andarem no caminho da justiça, serão salvos (ver Is 10:20-22; Jr 31:7, 8; Ez 34:11-16; Sf 3:12, 13). Pela graça de Deus, “muitos são chamados”, mas, por causa da iniquidade perversa do coração humano, infelizmente, “poucos são escolhidos”(Mt 22:14, NVI; cf. Mt 7:13, 14).

Grande ruído. O remanescente se tornaria uma grande multidão.

13 O que abre caminho. O paralelismo do versículo aponta para Yahweh, destruindo toda oposição diante de Seu povo.

Romperão. Ou, “atravessarão”. Os cativos seguem seu líder. Sua passagem através dos portões mostra a saída da terra do exílio.

O seu Rei. O mesmo Deus que tirou Seu povo da terra da servidão no Egito e, mais tarde, o livrou do cativeiro [babilônico], libertará, em um futuro próximo, os Seus remidos da servidão e do cativeiro deste mundo de pecado.

 

Referência: Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 1121-1123.



MIQUEIAS 2 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
25 de março de 2021, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Subirá diante deles o que abre caminho; eles romperão, entrarão pela porta e sairão por ela; e o seu Rei irá adiante deles; sim, o Senhor, à sua frente” (v.13).

O capítulo de hoje apresenta um contraste entre aqueles “que, no seu leito, imaginam a iniquidade e maquinam o mal” (v.1), e “o restante de Israel”, congregados por Deus “como ovelhas no aprisco” (v.12). A ganância e a mentira regiam a vida da maioria dos líderes políticos e religiosos da nação, de forma que o povo comum sofria devido as suas práticas abusivas. E apesar dos constantes e claros apelos dos profetas do Senhor, rebelavam-se cada vez mais e, com seus profetas ébrios (v.11), declaravam: “a desgraça não cairá sobre nós” (v.6). Contudo, toda a maligna ambição que os tornava duros de coração, logo revelaria seus trágicos resultados, “porque o tempo será mau” (v.3).

O juízo anunciado foi ignorado, e, em seu lugar, foi proclamado um tempo de paz e prosperidade. E à pergunta retórica: “Está irritado o Espírito do Senhor?”, lhes foi dada a resposta que não queriam ouvir: “Sim, as Minhas palavras fazem o bem ao que anda retamente” (v.7). O povo, porém, agia como se fosse inimigo de Deus, roubando os que queriam paz e provocando a ruína de muitas famílias (v.8). Caso não se arrependessem, sua imundícia os destruiria “dolorosamente” (v.10). E enquanto davam ouvidos a falsos profetas (v.11), a calamidade os alcançaria quando menos esperassem.

Mas o Senhor enxergou algo de precioso em meio à sujeira. O “que anda retamente” (v.7) foi identificado pelo Investigador divino, que procura todo aquele que abre o coração para a sagrada obra do Espírito Santo. Apesar da humilhante devastação que os assírios causariam a Israel, Deus prometeu congregar o restante do Seu povo, “como ovelhas no aprisco” (v.12), abrindo caminho e indo adiante deles assim como um pastor conduz o seu rebanho (v.13). Esta promessa não ficou no passado, mas foi confirmada por Jesus a todas as gerações de Seu fiel povo.

Como os líderes de Israel foram comparados a ladrões e salteadores, Jesus ampliou essa analogia para todos os líderes insensatos do Seu povo: “Em verdade, em verdade vos digo: o que não entra pela porta no aprisco das ovelhas, mas sobe por outra parte, esse é ladrão e salteador” (Jo.10:1). Ele também disse: “Eu sou a porta. Se alguém entrar por Mim, será salvo; entrará, e sairá, e achará pastagem […] Eu sou o bom Pastor. O bom Pastor dá a vida pelas ovelhas […] conheço as Minhas ovelhas, e elas Me conhecem a Mim” (Jo.10: 9, 11 e 14). Através desta ilustração, conseguimos vislumbrar um Deus que deseja suprir as nossas necessidades em todas as esferas, e que, pensando em Mim e em você, declarou: “Ainda tenho outras ovelhas, não deste aprisco; a Mim Me convém conduzi-las; elas ouvirão a Minha voz; então, haverá um rebanho e um Pastor” (Jo.10:16).

O bom Pastor está hoje apelando: “Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-O enquanto está perto. Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os seus pensamentos; converta-se ao Senhor, que Se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar” (Is.55:6-7). Há um tempo limite para o mal e uma medida determinada para a iniquidade, que estão prestes a ser atingidos. Porque o “Meu Espírito não agirá para sempre no homem”, diz o Senhor (Gn.6:3). Permita que o bom Pastor vá adiante de você abrindo caminho e, certamente, Ele te levará “para junto das águas de descanso” e habitarás “na Casa do Senhor para todo o sempre” (Sl.23:2 e 6). Vigiemos e oremos!

Bom dia, ovelhas de Jesus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Miqueias2 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



MIQUEIAS 2 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
25 de março de 2021, 0:40
Filed under: Sem categoria

Você sabe quão importante é o livro de Miqueias? Observe esta análise:

“O livro de Miqueias é a obra central dos Profetas Menores (o Livro dos Doze). Ele contém sinteticamente os temas dos livros que o antecederam e seguem.” (John D. W. Watts).

O capítulo em pauta nos mostra que o perigo do pecado é tão real e atual como era nos dias de Miqueias e sua mensagem contra Israel:
• Planejar maldades para arruinar ao próximo (v. 1);
• Praticar fraudes e agir violentamente para explorar ao próximo (v. 2);
• Rejeitar a obra do Espírito Santo e negligenciar ser transformado pela Palavra de Deus (vs. 6-7);
• Furtar, manipular e tirar vantagens do próximo (v. 8);
• Prejudicar aos indefesos, fracos e simples da sociedade (vs. 9-10);
• Preferir pregadores que não condenam ao pecado que agem visando serem amados pela multidão (v. 11).

Deus não gosta do pecado assim como nós não gostamos das funestas consequências dele. Deus, graciosamente, quer evitar que o pecado nos atinja e destrua, por isso antes que o efeito dele nos alcance, Ele age para destruí-lo juntamente com seus efeitos.

1. Ricos que exploram aos pobres são julgados e condenados por Deus (vs. 1-5);
2. Arrogantes que petulantemente rejeitam a Palavra de Deus notarão quão ignorantes foram (vs. 6-11);
3. Religiosos que se elevaram e exaltaram a própria palavra em lugar da Palavra de Deus, não gostarão do que receberão no dia do juízo (vs. 12-13).

A primeira profecia de Miqueias envolve os dois primeiros capítulos. Sua mensagem começa negativa (1:1-2:11), porém, encerra positivamente (2:12-13). Deus reverte qualquer quadro negativo!

Reflita:
• As pessoas precisam ter consciência de que ganância e violência resultam em demência e decadência;
• Os religiosos precisam ter conhecimento que líderes espirituais falsos, alegando possuir o dom de profecia, estão destinados à desgraça por rejeitarem a graça;
• Os crentes indefesos, afligidos e oprimidos pelos grandes da sociedade e pelos líderes eclesiásticos precisam ter esperança que Deus os reunirá e serão restaurados (Mateus 24:29-31; Filipenses 3:20-21; II Tessalonicenses 2:1-12).

Jesus é o Libertador que resgata ao pecador da morte! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: