Reavivados por Sua Palavra


MIQUEIAS 2 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
25 de março de 2021, 0:50
Filed under: Sem categoria

1 Ai daqueles. Nos v. 1 e 2, Miqueias condena a injustiça e a opressão para com os pobres.

No seu leito. Isto é, à noite, eles elaboram o plano que esperam executar no dia seguinte (ver Jó 4:13; Sl 4:4; 36:4).

O poder. Eles operavam sob o princípio perverso de que “o poder dá o direito”. Quando os homens tiram proveito de seu poder, é quase certo que irão abusar dele.

2 Cobiçam campos. Eles eram tão cobiçosos e vorazes pela posse da terra que executavam seus projetos avarento através da violência (cf. 1Rs 21; Is 5:8; Os 5:10, Am 4:1).

3 Eis que projeto. Assim como eles projetavam a iniquidade, Deus iria “projetar um mal”.

Não tirareis a vossa cerviz. O castigo seria como um jugo pesado e irritante, do qual não poderiam se livrar.

Não andareis altivamente. Isto é, com a cabeça erguida. O orgulho dos opressores seria humilhado.

Será mau. O profeta está falando do julgamento futuro que Deus enviaria sobre o Seu povo.

4 Um provérbio. “Naquele dia”, ou no tempo mau mencionado no versículo anterior, o inimigo provocaria os israelitas, empregando as palavras que eles mesmos usaram em lamento por sua calamidade (ver Hc 2:6). Com zombaria, eles imitariam os judeus aflitos … Não há zombaria mais ferina do que a repetição em tom jocoso para lamentar o mal ocorrido a alguém.

Reparte. Por uma mudança no texto hebraico, a NTLH diz: “Ele tirou o que era nosso e deu aos que nos conquistaram.

5 Lançando o cordel. Miqueias informa ao opressor que ele não ter;a mais herança em Israel porque negociou injustamente com a terra de seu vizinho. O cordel era a linha de medição utilizada na medição da terra (ver Am 7:17).

6 Não babujeis. O texto diz, literalmente: “Não profetize desse jeito, não diga coisas assim. Essas coisas ruins nunca acontecerão conosco.”As palavras parecem ser um protesto por parte dos repreendidos por Miqueias.

7 Coisas anunciadas. Miqueias repreende os que falam (v. 6) para expressar pensamentos estranhos ao Espírito de Deus.

Suas obras. Assim como o sol não poder ser responsabilidade por um objeto, do mesmo modo Deus não pode ser responsabilizado pela iniquidade do pecador (Tg 1:13-15).

Fazem o bem. A Palavra de Deus é boa e carregada de bênçãos para quem a obedece (Dt 7:9-11; Sl 18:25, 26; 25:10; 103:17, 18; Rm 7:12; 11:22).

Retamente. Aqui, o profeta repreende aqueles que acusam o Senhor de ser impaciente e de ameaçar Seu povo. Isso não é assim, pois Deus tem sido longânimo em suas relações com Israel. No entanto, quando pecam, as pessoas devem esperar colher os resultados de suas más ações (Êx 34:6, 7).

8 Como inimigo. Uma acusação contra os de classe alta que tratavam as pessoas comuns como inimigas, roubando e pilhando as mesmas.

A capa. Do heb salmah, um manto externo também utilizado para cobrir o corpo durante o sono. Não era permitido ao credor manter consigo o salmah do devedor durante a noite (ver com. [CBASD] de Êx 22:26).

Que passam seguros. Os da classe alta apreendiam essas peças de vestuário de pessoas pacíficas e comuns.

9 As mulheres. Provavelmente, as viúvas que deveriam ser defendidas (ver Is 10:2).

Minha glória. As crianças seriam despojadas de suas bênçãos, provavelmente devido a necessidades e ignorância, ou por serem vendidas como escravas, sendo privadas da liberdade dada por Deus.

10 Ide-vos. Os opressores deviam ser expulsos de suas terras, assim como haviam banido os outros.

Imundícia. Por causa de suas necessidades (ver Lv 18:25, 27).

11 Se houver alguém. Por causa de suas iniquidade, os pecadores entre o povo de Deus não gostavam dos que repreendiam e condenavam suas transgressões. Os que flertavam com o mal tomavam uma atitude de indiferença para com o pecado e profetizavam mentiras agradáveis. Eram os profetas populares (ver Jr 14:13-15; 23:25-27; Ez 13:1-7).

Se houver alguém que, seguindo o vento da falsidade (ARA). Do heb. ruach, significando também “espírito”, daí a tradução: “Se houver algum que siga o espírito de falsidade” (ARC).

Eu te profetizarei. Não há nada que possa enganar tanto as pessoas crédulas como revestir a Palavra de Deus com ensinamentos falsos (Mt 7:15; 15:7-9).

Vinho. Esses videntes espúrios prometiam prosperidade material e prazeres sensuais.

12 Certamente, te ajuntarei. Miqueias volta a atenção da maioria do povo, que havia tomado o caminho do mal, para a minoria, o remanescente, que entraria na promessa de restauração e libertação após o cativeiro. Desse modo, o profeta nega a acusação repetida pelos falsos profetas de que ele era um incurável prognosticador de tristeza e angústia. Com um otimismo de longo alcance profético, ele afirma que, depois do exílio, haveria um futuro de alegria e felicidade para os que servem ao Senhor.

Todo. Ou seja, todo o remanescente. Embora Deus deseje que todo o Seu povo professo “seja salvo”(1Tm 2:3, 4; cf. Tt 2:11; 2Pe 3:9), apenas poucos, “o restante”, que sinceramente se converterem dos seus pecados e andarem no caminho da justiça, serão salvos (ver Is 10:20-22; Jr 31:7, 8; Ez 34:11-16; Sf 3:12, 13). Pela graça de Deus, “muitos são chamados”, mas, por causa da iniquidade perversa do coração humano, infelizmente, “poucos são escolhidos”(Mt 22:14, NVI; cf. Mt 7:13, 14).

Grande ruído. O remanescente se tornaria uma grande multidão.

13 O que abre caminho. O paralelismo do versículo aponta para Yahweh, destruindo toda oposição diante de Seu povo.

Romperão. Ou, “atravessarão”. Os cativos seguem seu líder. Sua passagem através dos portões mostra a saída da terra do exílio.

O seu Rei. O mesmo Deus que tirou Seu povo da terra da servidão no Egito e, mais tarde, o livrou do cativeiro [babilônico], libertará, em um futuro próximo, os Seus remidos da servidão e do cativeiro deste mundo de pecado.

 

Referência: Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 1121-1123.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



<span>%d</span> blogueiros gostam disto: