Reavivados por Sua Palavra


I Samuel 9 – Comentários selecionados by Jeferson Quimelli
12 de março de 2016, 10:46
Filed under: Sem categoria

1 Benjamim. O território desta tribo ficava a norte de Judá, e seus habitantes eram guerreiros famosos em Israel. Bíblia de Estudo Andrews.

Saul. “Pedido de Deus”. sobressaía… Alto e vistoso, justamente como o povo o quisera. Bíblia Shedd.

filho… moço… belo. A ênfase dessa descrição é a estatura física de Saul e sua aparência impressionante. Compara com a descrição de Absalão em 2Sm 14.25-26. Bíblia de Genebra.

Com uma altura em que ombros e cabeça sobressaíam em relação a seus compatriotas, Saul tinha um porte real que lhe granjeou o favor da multidão. Que lição melhor Deus poderia dar àqueles que desejavam ser como as nações a seu redor do que escolher para eles um rei que seria julgado conforme os padrões humanos? … O povo do Senhor, de todos os tempos, deve pedir o colírio celestial para os olhos, o qual provê o claro discernimento das qualificações da verdadeira liderança. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 2, p. 522.

as jumentas. Animais de carga usados para distâncias curtas, diferentemente dos camelos [usados para distâncias longas]. Bíblia de Estudo Andrews.

Saul foi enviado por seu pai a uma importante missão – encontrar suas jumentas extraviadas. Jumentas [ou jumentos] eram animais muito úteis, as “camionetes” dos tempos bíblicos. Usadas em transporte de pessoas, de cargas e na agricultura, eram consideradas muito necessárias. Mesmo a mais pobre família possuía uma. Possuir muitas jumentas era sinal de riqueza e perdê-las era um desastre. O pai de Saul era rico e suas muitas jumentas eram evidência disso. Life Application Study Bible Kingsway.

Saul havia saído de casa com o objetivo de de encontrar jumentas perdidas, sem saber que chegara o dia de assumir as responsabilidades de um rei. Os acontecimentos posteriores demonstraram que ele não estava preparado para a tarefa à qual Deus lhe chamou. Poucos estão preparados para esse tipo de liderança. … Porém, o aspecto animador de um chamado à liderança é que o Senhor toma as pessoas como as encontra, com o propósito de capacitá-las para a obra. Tudo que Deus espera de qualquer indivíduo é que pratique a justiça, ame a misericórdia e ande humildemente com Ele (Mq 6:8); literalmente, “humilhe-se para andar com Deus”. Pedro fez isso; Judas não. O Senhor sempre é capaz de  habilitar os que Ele chama. Mas, às vezes, alguns não humilham o coração diante dEle para que, no tempo devido, Deus possa exaltá-los (1Pe 5:6). CBASD, vol. 2, p. 522.

terra de Zufe. Onde fica Ramá, terra natal de Samuel. Bíblia de Estudo Andrews.

Saul e Samuel moravam no mesmo território. Life Application Study Bible Kingsway.

quarto de siclo. Cerca de 3 g. Bíblia de Estudo Andrews.

9 O versículo 9 é uma interpolação; não faz parte do texto original, mas não é espúrio. …nem toda interpolação é espúria, pois pode haver uma interpolação que vem pela inspiração divina; esclarece ou atualiza um feito ou afirmação. Bíblia Shedd.

11 a tirar água. Tirar e carregar água para a casa costumava ser um trabalho feito por mulheres (Gn 24:11). Bíblia de Estudo Andrews.

12 Elas responderam. No hebraico, os vs. 12-13 transmitem emoção e animação quando as moças conclamam Saul a subir depressa à cidade, onde chegará a hora certa de se encontrar com Samuel. Bíblia de Genebra.

sacrifício no alto. O lugar onde Samuel tinha erigido um altar ao Senhor. Bíblia Shedd.

Nos tempos antigos, as pessoas ofereciam sacrifícios em lugares altos. O assunto em questão não é o local do sacrifício, mas a quem eles eram apresentados. Bíblia de Estudo Andrews.

16 o qual ungirás por príncipe. Um óleo fragrante [good-smelling, no original da ASB] era derramado sobre a cabeça do indivíduo designado para ser rei ou sacerdote. Dessa forma, ele era separado para uma tarefa especial diante de Deus. Bíblia de Estudo Andrews.

A unção significa ficar separado para o Senhor para uma tarefa específica e receber equipamento divino para a tarefa(cf. v. 6; 16.13; Is 61.1). Bíblia de Estudo NVI Vida.

17 dominará. O povo teria um governo duro. O rei seria mais um dominador que governador. Bíblia Shedd.

Os dois se encontraram “no meio da porta”, o lugar onde os anciãos se assentavam e davam conselho, ou ajudavam o estrangeiro a encontrar seu caminho. Ali Samuel poderia obter informações acerca de qualquer estrangeiro que chegasse à cidade. O momento foi preciso. Antes de Saul falar, Samuel sabia que ele era o homem de quem o Senhor lhe falara no dia anterior (v. 17). … Que emoção Samuel deve ter sentido ao perceber que estava sendo conduzido por Deus, a quem Ele servia fielmente! Não há motivo para vivenciar a mesma emoção, quando a pessoa se entrega ao Senhor de maneira completa como o fez SamuelCBASD, vol. 2, p. 523.

19 O profeta não encontrou o moço como um rival. A vida vivida na presença de Deus está tão cheia de Sua luz e de Seu amor que não chega a ser perturbada pelas instáveis fantasias da multidão. Samuel se dispôs a ser rebaixado e a ver o outro exaltado, se Deus assim o desejasse. Comentário Bíblico Devocional – Velho Testamento. F. B. Meyer.

20 tudo o que é preciso em Israel. Isto é, o desejo de ter um rei. Andrews Study Bible.

Lit., “todo o desejo de Israel”, por certo uma referência ao anseio que Israel tinha por um rei. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Embora fosse profeta e juiz, Samuel aceitou o conselho do Senhor de conceder a Israel o desejo de seu coração. Ele não expressou sentimentos de pesar ou inveja ao conhecer o jovem que estava prestes a livrar Israel das mãos dos filisteus (v. 16). em vez disso, deu a Saul evidências de honra e respeito (ver v. 20-24). Nessa ocasião, Samuel demonstrou o verdadeiro espírito de altruísmo. Assim como Moisés, ele estava desejoso de que o Espírito do Senhor viesse sobre todas as pessoas (Nm 11:29)CBASD, vol. 2, p. 524.

21 menor das tribos. Benjamim ainda não estava refeita do morticínio sofrido em Juízes 20. Parece que, no fundo, Saul sentia o complexo dessa derrota da sua tribo, complexo que exteriorizaria mais tarde, na matança dos sacerdotes em Nobe (22.16-19). Bíblia Shedd.

Por que estás me dizendo tudo isso? (NVI). A reação de Saul revela um problema que ele enfrentaria repetidamente – sentir-se inferior. Como uma folha soprada pelo vento, Saul vacilava entre seus sentimentos e suas convicções. Tudo que ele dizia e fazia era egoísta, porque ele estava preocupado consigo mesmo…. Apesar de Saul ter sido chamado por Deus e ter uma missão na vida, ele lutava constantemente com a vaidade, insegurança, arrogância, impulsividade e o engano. Ele não decidiu se comprometer de todo o coração a Deus. Porque Saul não deixou que o amor de Deus desse descanso ao seu coração, ele nunca se tornou um homem de Deus. Life Application Study Bible Kingsway.

22 sala de jantar. Tratava-se de um cômodo ligado ao alto, onde se comia a carne dos sacrifícios. Saul e seu servo foram conduzidos aos lugares de honra, junto com cerca de 30 anciãos. CBASD, vol. 2, p. 524.

24 Tomou… a coxa… e apôs diante de Saul. Essa parte era normalmente reservada para o sacerdote consagrado ao Senhor (v. Êx 29.22, 27; Lv 7.32, 33, 35; Nm 6.20; 18.18). Bíblia de Estudo NVI Vida.

O tratamento dado a Saul ilustra não somente a mudança de sua condição social que acabara de ser elevada, mas também a previsão que Samuel, com a ajuda divina, fizera de sua chegada (vs. 15-16). Bíblia de Genebra.

A festa para a qual Saul foi convidado era um sacrifício de ofertas pacíficas, do qual os anciãos de Ramá participaram. CBASD, vol. 2, p. 524.

25 eirado. Terraço no alto da casa, lugar próprio para meditar e repousar. O texto grego (LXX) acrescenta: “onde se preparou uma cama para Saul dormir”. Bíblia Shedd.

27 A revelação divina é entregue a Saul em segredo. Bíblia Shedd.



I Samuel 9 – Comentário Pr Heber Toth Armí by Jeferson Quimelli
12 de março de 2016, 7:03
Filed under: Sem categoria

I SAMUEL 9 – Se até os líderes são corruptos, que dirá do povo em geral? Se, sem líder cada um faz “o que dá na telha” (Juízes 21:25), o que esperar do povo quando seus líderes são corrompidos como eram os filhos de Samuel?

O povo não deu ouvidos às advertências de Deus quanto à nação ser governada por um rei humano; então, Deus foi ajudar aos israelitas a terem o rei que tanto almejaram. Deus escolheu Saul, rico, jovem, belo, alto (vs. 1-3), dedicado, trabalhador, religioso, (vs. 4-14), respeitoso, obediente, submisso e humilde (vs. 15-27).

Teria alguém melhor que Saul para reinar em Israel? “As qualidades pessoais do futuro monarca eram de maneira que satisfaziam aquele orgulho íntimo que inspirava o desejo de terem um rei… De porte nobre e digno, na flor da idade, garboso e alto, tinha ele a aparência de alguém que nascera para governar” (Ellen G. White).

1. Tem coisas que queremos que, nem com a ajuda de Deus darão certo, quando não é da Sua vontade. Conhecemos o fim de Saul, mas o povo, naquele momento, não.
2. Nossas ambições e anseios estúpidos, desejos e planos alheios à vontade de Deus, levam-nos a um emaranhado de problemas complexos.

Israel já estava na Terra Prometida. A nação de Israel já estava estabelecida. A legislação já havia sido dada por Deus (Êxodo 20:3-17; veja o Pentateuco). Com Saul rei, a história política de Israel foi inaugurada. “Durante seu reinado, Israel se torna uma potência considerável” (Elie Wiesel).

Parece que os planos humanos dão certo quando colocados nas mãos de Deus, mesmo contra Sua vontade (Oseias 13:9-11). Mas, só parece no começo; conheça o final! (I Crônicas 10:1-10).

Contudo, tem algo que não poderia ficar de fora nesta reflexão: Leia Deuteronômio 17:14-20.

Observe como Deus…

• …nunca será pego de surpresa com nossas vilezas. Cerca de 500 anos antes, Deus previu o anseio do coração do Seu povo;
• …prepara-Se com antecedência para enfrentar situações adversas; pois, conhece as profundezas do coração pervertido, petulante e perverso;
• …revela Quem está no governo e no controle da História mesmo quando pessoas não O querem como Rei, Regente e Monarca.

Deus ainda continua reinando quando homens reinam. Mesmo com políticos corruptos, não tenha medo do futuro! – Heber Toth Armí.



I Samuel 9 by Jeferson Quimelli
12 de março de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Quando os anciãos deixaram a presença de Samuel e retornaram para suas casas, a notícia de que Israel teria um rei se espalhou rapidamente. Quem seria o rei? Como as doze tribos chegariam a um acordo a respeito da pessoa que seria o rei? Com certeza os anciãos de Israel, que haviam pedido um rei, tinham suas próprias ideias de quem deveria ser o rei; alguém de sua própria tribo é claro. Aguardando a direção de Deus, Samuel certamente estava orando por orientação e sua fé era tal que, prontamente, aceitaria aquele a quem Deus escolhesse.

E o Senhor usou eventos comuns para fazer com que Saul e Samuel se encontrassem. Quando Saul e seu servo jornadearam pelo país, perguntando acerca de suas jumentas perdidas, ele estava se tornando mais conhecido. Ele estava bem vestido, tinha um porte nobre e levava um servo com ele. Logo, ele era alguém importante e não apenas um camponês comum. Olhando para a sua aparência externa era natural que as pessoas pensassem, “Esse é o tipo de homem que precisamos para ser o nosso rei.”

Algumas atividades que consideramos comuns são usadas ​​por Deus, em Sua providência, para cumprirem o Seu propósito. As pessoas de fé olham para trás e percebem esta verdade. Agradeçamos ao Senhor o fato de que, “todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus e vivem para realizar todos os Seus propósitos.” Toda provação trabalha para o nosso bem.

David Manzano
Pastor aposentado

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/1sa/9 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/1sa/9 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/1sa/9/
Texto traduzido anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2012/12/16/
Tradução: Jeferson Quimelli/Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli
Texto bíblico: I Samuel 9
Comentário em áudio
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas: Patriarcas e Profetas, cap. 13




%d blogueiros gostam disto: