Reavivados por Sua Palavra


ESTER 5 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
20 de março de 2023, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: ESTER 5 – Primeiro leia a Bíblia

ESTER 5 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL

ESTER 5 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO – ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

Acesse os comentários em vídeo em nosso canal no Youtube (pastores Adolfo, Valdeci, Weverton, Ronaldo e Michelson)



ESTER 5 by Luís Uehara
20 de março de 2023, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/et/5

Que tipo de pessoa espera que os outros exibam servidão bajuladora? Alguém como Hamã, que sofria de um caso grave de grandiosidade.

Enquanto Ester lutava para salvar vidas, Hamã planejava tirar uma vida. Quando Mordecai não lhe demonstrou subserviência, Hamã sentiu-se diminuído e ficou furioso. A pretensão sempre exige tratamento preferencial, um reconhecimento da singularidade de alguém.

Todos nós temos um pouco de Hamã em nós. Desejamos ser apreciados e valorizados. Parte disso é normal; palavras gentis e afirmações são boas para o coração. Mas quando atacamos com raiva se criticados, se menosprezamos os outros como inferiores, sem nossa visão superior, se exageramos nossas habilidades e nos vangloriamos de nossas realizações, se nos sentimos merecedores de tratamento especial, então nos tornamos como Hamã. Pior ainda, nos tornamos como o diabo, que achava que merecia um reconhecimento especial.

Quando vivemos grandiosamente, os relacionamentos sofrem. Somos incapazes de ouvir qualquer coisa que contradiga nossa visão de nós mesmos. Se somos maltratados ou não reconhecidos, ficamos furiosos ou descemos ao mais sombrio desespero, enraizados na insegurança interior.

Senhor, cura nossa pretensão. Ajude-nos a nos enxergar e aos outros apenas através de Seus olhos.

Lori Engel
Capelã, Eugene, Oregon EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/est/5



ESTER 5 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
20 de março de 2023, 0:50
Filed under: Sem categoria

864 palavras

1 terceiro dia. O terceiro dia é geralmente um momento decisivo das histórias bíblicas (Gên 22:4; 31:22; 34:25; Êx 19:11; Jz 20:30; Mt 16:21; Mc 9:31; Lc 9:22, etc.) (Andrews Study Bible).

2 tocou a ponta. Estender o cetro indicava favor real e aceitação; tocar o cetro significava o reconhecimento do favor assim exibido. Ao entrar no pátio interior, Ester já havia violado a lei (Et 4:11; cf. Et 6:4). Assuero deve ter reconhecido que só uma emergência teria levado Ester a se aproximar do trono sem ser convocada (CBASD, vol. 3, p. 530).

3 até metade do reino. Fórmula usual para uma promessa sem limites (Mc 6.23). O rei era facilmente induzido, pelas paixões, a fazer extravagâncias, tanto para o bem como para o mal (Bíblia Shedd).

4 Sabedora do caráter volúvel do rei, Ester quis se assegurar de estar em situação favorável, antes de tocar naquele delicadíssimo assunto. Era este o rei que mandou algemar o oceano que sacudira seus navios! (Bíblia Shedd).

6 qual é a tua petição? Assuero entendeu, é claro, que não foi pelo simples prazer de agradar a ele e a seu primeiro-ministro num banquete que Ester se arriscou a vida se aproximando do trono sem ser convocada (CBASD, vol. 3, p. 530).

O rei renovou sua gentil sugestão e sua promessa generosa de que até metade de seu reino seria dado a Ester, uma expressão proverbial que garantia à rainha que nada lhe seria negado, dentro da razoabilidade. Aquilo que é apressadamente pedido é também apressadamente negado; o que é pedido com calma merece consideração. A providência de Deus colocou no coração de Ester que ela deveria adiar a sua petição por mais um dia. Ela não sabia por que, mas Deus sabia: o que aconteceria naquela noite de espera favoreceria a sua intenção e abriria caminho para seu êxito, pois Hamã alcançaria o ápice da maldade contra Mardoqueu e começaria a cair diante dele. Bíblia de Estudo Mathew Henry.

As táticas de adiamento usadas por Ester não somente demonstram a sua sabedoria e senso de controle, mas também aumentam o suspense da história. Bíblia de Genebra.

8 Por que Ester não falou naquela mesma hora? Será que ela perdera a coragem? Possivelmente este segundo banquete fazia parte do seu plano. Ela precisava preparar bem o coração do rei porque o seu pedido seria ambicioso. Ela iria pedir ao rei para reverter um decreto irreversível, desistir de uma soma enorme de dinheiro, reconhecer que seu braço direito era um assassino manipulador, e ao mesmo tempo admitir que ela o havia enganado sobre sua origem durante os últimos 5 anos. Uma boa noite de sono e um pouco mais de tempo eram sua única esperança de suavizar o que ela tinha a certeza que seria um duro golpe. (Jean Boonstra, em https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/06/21/)

Você já convidou o próprio Rei para sua mesa de banquete? (Comentário Bíblico Devocional VT, FBMeyer).

9 não se levantara, nem se movera. Ou, “não se levantara nem tremia” (AA). (CBASD, vol. 3, p. 530).

Hamã enfurece-se tanto com o fato de uma única pessoa não lhe prestar homenagem, que as demais, que lhe tratam com reverência e honra, não lhe servem como consolo algum (cf 13) (Bíblia Shedd).

Hamã está inflado pela honra pela de ter sido convidado ao banquete de Ester. Ele teria, com prazer, sacado a sua espada e perseguido Mardoqueu por tê-lo afrontado; mas ele esperava vê-lo cair junto a todos os judeus e, assim, com dificuldade, absteve-se de apunhalá-lo. A pequena afronta que ele recebeu do judeu era como a mosca morta na vasilha de precioso unguento. Bíblia de Estudo Mathew Henry.

O ódio e a amargura são como ervas daninhas com raízes profundas que crescem no coração e corrompem toda a vida. Hamã estava tão consumido pelo ódio contra Mordecai que não podia nem mesmo desfrutar a honra de ter sido convidado para o banquete de Ester. Hebreus 12:13 nos adverte que não “haja alguma raiz de amargura que, brotando, vos perturbe, e, por meio dela, muitos sejam contaminados.” Não permita que o ódio e sua consequente amargura se estabeleçam em seu coração. Como Hamã você terá este fogo virando-se contra você (ver 6:13; 7:9,10). Se a simples menção do nome de alguém provoca a sua ira, admita que a sua amargura é pecaminosa. Ignorar a amargura, escondê-la de outros ou fazer mudanças de aparência não são suficientes. Se a amargura não é totalmente eliminada, ela voltará a crescer, tornando as coisas ainda piores (Life Application Study Bible).

11 muitos filhos. Hamã tinha dez filhos (9.7-10). Heródoto (1.136) relata que os persas davam mais valor a ter muitos filhos que a qualquer outra coisa, a não ser o heroísmo na batalha; o rei persa mandava presentes ao súdito que tivesse o maior número de filhos (cf. Sl 127.3-5) (Bíblia de Estudo NVI Vida).

13 tudo isso não me satisfaz. A alegria que este mundo dá está à mercê de circunstâncias desfavoráveis, “aquele, porém, que beber da água que eu lhe der, nunca mais terá sede, para sempre” (Comentário Bíblico Devocional VT, FBMeyer).

14 lhe sugeriram: ”Mande fazer uma forca de mais de 22 metros de altura…” (NVI). Eles queriam que todas as pessoas da cidade vissem a morte de Mordecai e fossem lembradas das consequências de desobedecer a Hamã. Ironicamente, este mesmo cadafalso permitiu que todos vissem a morte de Hamã (Life Application Study Bible).



Ester 05 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
20 de março de 2023, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Quando o rei viu a rainha Ester parada no pátio, alcançou ela favor perante ele; estendeu o rei para Ester o cetro de ouro que tinha na mão; Ester se chegou e tocou a ponta do cetro” (v.2).

Findo o período de jejum e oração estabelecido por Ester, chegado era o momento de exercer a fé prática. Trocando o pano de saco por “seus trajes reais” (v.1), a rainha deu os primeiros passos na direção do propósito que, por três dias, havia clamado. Não ousando dar mais um passo sequer que pudesse aparentar uma afronta ou uma atitude desrespeitosa para com o monarca, a postura humilde de Ester aliada à sua apresentação impecável comoveu o coração do rei à distância. Movida pelo Espírito Santo, Ester agiu com prudência e sabedoria, alcançando o favor do rei.

Ao ver o cetro de ouro estendido em sua direção, Ester compreendeu a razão de sua coroa. Tocar naquele cetro foi como tocar no milagre. E diante de um rei disposto a lhe atender qualquer que fosse o seu pedido, percebeu que independente do favor de um simples mortal, ela havia sido favorecida por Deus. Analisando o comportamento de Assuero e de Hamã no primeiro banquete, foi divinamente orientada a realizar um segundo encontro. Foi nesse intervalo que o inconformismo de Hamã com relação a Mordecai acabou na construção de uma forca que seria instrumento de sua própria morte.

Por sete vezes Assuero manifestou o seu desejo em atender à petição de Ester. Amados, se um rei pagão estava disposto a atender à petição de Ester, quanto mais o nosso Pai celestial está disposto a atender às nossas orações. Ester pôde ver o resultado de suas preces e o poder que do Céu é concedido quando o povo de Deus se une neste mesmo propósito. Ela pôs em risco a sua vida a fim de salvar o seu povo. Naquele pátio, a sua vida foi poupada. Mas houve o dia em que, no fatídico pátio, a vida de Jesus não foi poupada. Não houve uma forca, mas uma cruz que, na verdade, não era dEle.

Naquele dia, as pessoas estavam diante dAquele que do Céu estende o Seu favor a todos quantos O buscam de todo o coração. Mas Ele, voluntariamente, Se fez servo e tomou sobre Si o castigo que era nosso: “o castigo que nos traz a paz estava sobre Ele, e pelas Suas pisaduras fomos sarados” (Is.53:5). É certo que, pelos méritos de Cristo Jesus, todo aquele que considera mais a vida dos outros do que a própria, não ficará sem recompensa. E todo aquele que maquina o mal para ferir seus semelhantes, a menos que se arrependa, acabará ferido, como está escrito: “o cruel, a si mesmo se fere” (Pv.11:17).

A bendita esperança revelada para um futuro próximo deve estar tão acesa em nossos corações que, como Ester, nossa fé não seja abalada pela tentadora oferta: “Até metade do reino se te dará” (v.3). Uma oferta semelhante foi feita por Satanás a Cristo, e esta mesma oferta tem tirado muitos do reino dos Céus: “Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares” (Mt.4:9).

Como Ester e seguindo o exemplo do nosso Salvador, busquemos a força do alto através de uma vida de comunhão, relacionamento e missão. E quando o Rei dos reis surgir nas nuvens do céu, que Ele nos encontre no pátio deste mundo adornados com as vestes de justiça de Cristo e em humilde entrega. Então, ouviremos as palavras de Seu favor eterno: “Vinde, benditos de Meu Pai!” (Mt.25:34). Vigiemos e oremos!

Bom dia, benditos de Deus!

Rosana Garcia Barros

#Ester5 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



ESTER 5 – COMENTARIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
20 de março de 2023, 0:40
Filed under: Sem categoria

ESTER 5 – Os valores da vida precisam reger nossa existência, ainda que haja medo de colocá-los em prática, devido aos riscos de fazer a coisa certa em um ambiente perigoso.

Ester, a menina judia que ganhara o concurso de beleza para casar-se com o monarca da Pérsia, tornou-se a esposa do rei mais poderoso do mundo daquela época. Sua história outorga preciosíssimas lições a todas as gerações:
• Para arriscar a vida na prática da justiça é importante ter coragem e total confiança no Soberano do Universo (Ester 5:1-3). Ciente do risco de morte, Ester foi até o rei sem ser convidada. Certamente, essa confiança originava de sua dependência de Deus.
• Diante de situações arriscadas, quem deseja fazer uma grande obra em prol da justiça deve dar importância à humildade e generosidade (Ester 5:3-5). Sem arrogância, Ester ofereceu um baquete colocando-se à disposição das autoridades políticas da Pérsia; assim, ela alcançou o coração do rei, seu marido; porém, não terminou suas estratégias em prol de seu povo.
• Ligado aos valores anteriores, é necessário paciência e perseverança (Ester 5:6-8). Mesmo diante de Hamã, o arrogante inimigo de seu povo, Ester não perdeu a postura. Mesmo após Hamã ter conseguido o decreto que autorizava o massacre de todos os judeus, Ester não perdeu a paciência quando via nele sede de vingança contra seu primo Mardoqueu. Ela esperou o momento certo para solicitar auxílio do rei em favor dos judeus.
• Para lidar com situações de risco, além de coragem, confiança em Deus, humildade, generosidade, paciência e perseverança, também é essencial a boa comunicação (Ester 5:9-14). Diante da hipocrisia, ódio e intolerância de Hamã e sua família, Ester agia com bondade, generosidade e sabedoria para quem tinha orquestrado um plano maligno contra seu povo.

Um caráter moldado por nobres valores, promove comunicação saudável em tempos de crises. O plano de Hamã contra os judeus apresentava uma terrível crise iminente; porém, as táticas diplomáticas de Ester, escolhendo cuidadosamente suas palavras, usando uma abordagem estratégica, reverteriam a crise que ameaçava seu povo. Confiando em Deus, a diplomacia auxilia na resolução de conflitos, constrói relacionamentos e negocia acordos.

Comunicar-se eficazmente em situações tensas pode ser vital para proteger uma multidão de pessoas. Precisamos reavivar nossa comunicação no lar, no trabalho/colégio, no esporte… – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: