Reavivados por Sua Palavra


EFÉSIOS 5 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
18 de outubro de 2021, 1:00
Filed under: Sem categoria

EFÉSIOS 5 – Se cremos em Cristo e aceitamos de fato e de verdade Seus preciosos ensinamentos, uma mudança será nitidamente perceptível em nosso comportamento e em nossos relacionamentos.

Estudando o livro de Efésios, nota-se que o alvo de mudança para o cristão é sobre-humano. De fato, a vida cristã é sobrenatural (vs. 1-2). Para que você experimente profundamente a essência da verdadeira religião bíblica determine-se a trocar o tempo dedicado às mídias sociais, filmes, novelas e seriados – que intentam impor comportamentos pagãos em quem os assiste –, pelo que realmente importa para a eternidade. Com oração, reflita hoje, neste pensamento:

“Convido-vos a olhar para o Homem do Calvário. Olhai para Aquele cuja cabeça foi coroada com a coroa de espinhos, que suportou a cruz da ignomínia, que desceu passo a passo o caminho da humilhação. Olhai para Aquele que foi um homem de dores e que sabia o que é padecer, que foi desprezado e rejeitado pelos homens […]. Olhai para o Calvário até que o vosso coração se enterneça diante do maravilhoso amor do Filho de Deus. Ele não deixou nada por fazer para que o homem caído pudesse ser elevado e purificado […]. Oh! Se pudesse vir sobre vós o batismo do Espírito Santo, para que fôsseis imbuídos do Espírito de Deus! Então, dia a dia vos tornaríeis mais semelhantes à imagem de Cristo…” (Ellen G. White).

Completando a argumentação ética-teológica dos capítulos anteriores, o capítulo em pauta ensina, quer gostemos ou não, que verdadeiros cristãos…
1. …Vivem em pleno relacionamento de amor (vs. 1-7);
2. …Agradam a Deus não se deixando influenciar pelos atos dos ímpios (vs. 8-14);
3. …Praticam a sabedoria divina no dia a dia (vs. 15-17);
4. …São capacitados a viver o ideal de Deus quanto mais buscam a plenitude do Espírito Santo (v. 18);
5. …Se unem para adorar a Deus em harmonia, submetendo-se uns aos outros (vs. 19-21);
6. …Praticam a essência do verdadeiro evangelho primeiramente em casa, no mais íntimo dos relacionamentos: O matrimônio (vs. 22-33).

Se o evangelho não funciona em casa, o que parece evangelho na igreja não passa de meras formalidades religiosas que iludem os ignorantes.

Busquemos viver o verdadeiro evangelho. Convertamo-nos realmente ao evangelho bíblico. “Senhor, ajuda-nos!” – Heber Toth Armí.



EFÉSIOS 5 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
18 de outubro de 2021, 1:00
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO EFÉSIOS 5 – Primeiro leia a Bíblia

EFÉSIOS 5 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

EFÉSIOS 5 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO – ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

Acesse os comentários em vídeo em nosso canal do Youtube (pastores Adolfo, Valdeci, Weverton, Ronaldo e Michelson)



EFÉSIOS 5 by Jobson Santos
18 de outubro de 2021, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/ef/5

Se você ler Efésios 5 isoladamente, perderá a beleza completa de um tema que se move como um fio de ouro. Então comece de novo e leia com atenção Ef 4:32 a 5:2. Como crentes, somos chamados a estabelecer nosso comportamento para com os outros com base no modelo do perdão e da graça de Deus para conosco. Devemos imitar a Deus! (Cf. Mt 5:43-48).

Paulo contrasta este estilo de vida que imita o amor de Deus com o estilo de vida usual, pagão. Em vez de valorizar os outros como irmãos e irmãs da família de Deus, os seres humanos, muitas vezes, usam os outros para seu próprio prazer sexual e depois ainda se gabam disso (vs. 3-4). O apóstolo adverte que essa atitude não tem lugar no novo mundo planejado por Deus (vs. 5-7).

Paulo expande seu tema da imitação do amor de Deus ao aconselhar esposos e esposas cristãos. O amor abnegado de Cristo pela igreja se torna o modelo para os esposos cristãos (vv. 25-33), enquanto a lealdade da igreja para com Cristo se torna o modelo para as esposas cristãs (vv. 22-24). Em vez de usar o dom da sexualidade humana de forma depravada e egoísta, o casal está tão focado em valorizar e apreciar um ao outro que se tornam “uma só carne” (vv. 28-33).

John McVay
Professor Associado de Religião
Universidade de Walla Walla, EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=1348
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



EFÉSIOS 5 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
18 de outubro de 2021, 0:50
Filed under: Sem categoria

1202 palavras

1-21 Neste texto, Paulo usa o termo “andar” no sentido de “viver” ou “comportar-se”. A passagem contrasta o modo cristão de “andar” ou “viver” com o estilo de vida do descrente. … Podemos sentir a tentação de desanimar, pensando que nunca seremos tão puros e sábios como se exige aqui. Mas, em vez de interpretar a passagem como um padrão intimidador, devemos vê-la com o espírito de ação de graças que Paulo advoga. Agradeça a Deus por estar atuando a fim de imbuir sua vida com a pureza e sabedoria divinas. Bíblia de Estudo Andrews..

1-7 imitadores de Deus. O padrão para o comportamento cristão é excepcionalmente elevado, uma vez que devemos ser imitadores de Deus, espelhando o amor de Cristo por nós (v. 1, 2). Portanto, não nos deve surpreender o fato de o padrão de pureza sexual para os cristãos também ser elevado (v. 3-7). Ao levar uma vida piedosa de amor, os cristãos excluem a luxúria [lascívia, emoção de intenso desejo pelo corpo] de sua vida. Em lugar do linguajar obsceno tão comum, os cristãos praticam “ações de graças” (v. 4). Bíblia de Estudo Andrews.

Uma maneira de imitar a Deus é ter um espírito perdoador (4.32). Também imitamos a nosso Senhor ao Agirmos “como” (v. 2; 4.32) Ele agia. Bíblia de Estudo NVI Vida.

2 Entregou em sacrifício por nós, quer dizer no nosso lugar. A mesma palavra aparece em Rm 8.32 para descrever o sacrifício do Pai. Bíblia Shedd.

Aroma suave. A mesma frase aparece 40 vezes no Pentateuco (LXX). Enfatiza a aceitabilidade do sacrifício. Bíblia Shedd.

3-4 convém … inconvenientes. Banalizar o relacionamento sexual (“chocarrices”) ou, por outro lado, idolatrá-lo, está em descompasso com a nossa identidade de “santos”. Uma vez que fomos convocados dentre a raça humana (1.4-6) para portar a imagem restaurada de Deus (4.24), podemos aceitar os dons de Deus, inclusive a sexualidade, com ações de graça, e restituí-los ao seu uso apropriado (Pv 5.18-19; 1Tm 4.1-5; Hb 13.4). Bíblia de Genebra.

nem conversas tolas nem gracejos imorais. O contexto, com a palavra “obscenidade”, mostra a impropriedade não do humor em si, mas de piadas sujas e de conversas desse tipo. Bíblia de Estudo NVI Vida.

ações de graça. Com uma atitude de gratidão por tudo o que Deus nos tem dado, poderemos afastar todos os pensamentos impuros e palavras más. Bíblia de Estudo NVI Vida.

5 idólatra. O cobiçoso deseja certas coisas mais que a Deus …, incorrendo assim na idolatria. Bíblia de Estudo NVI Vida.

6 Filhos da desobediência. É um hebraísmo [expressão da língua hebraica] significando pessoas rebeldes diante do apelo do evangelho (cf. 2.2; Cl 3.6). Bíblia Shedd.

participantes com eles. Os cristãos precisam considerar o terrível destino dos não-cristãos e recusar a juntar-se a eles em sua loucura. Bíblia de Genebra.

7 não participem. Embora os cristãos convivam nos relacionamentos sociais com o próximo, como também acontecia com o Senhor Jesus (Lc 5.30-32; 15.1, 2), não devem participar do modo de vida pecaminoso dos incrédulos. Bíblia de Estudo NVI Vida.

8 filhos da luz. Este estilo de vida bane a escuridão. Bíblia de Estudo Andrews.

Essa seção acentua o contraste entre a luz e as trevas, demonstrando que os pertencentes ao Senhor, que é “luz” (1Jo 1.5), i.e., puro e verdadeiro, não apenas têm avida iluminada por ele, mas também são o meio de introduzir essa luz nas áreas escuras da conduta humana (cf. Mt 5.14). Bíblia de Estudo NVI Vida.

14 tu que dormes … mortos. Duas figuras que retratam o pecador (cf. 2.1) Bíblia de Estudo NVI Vida.

15 insensatos … sábios. Tendo realçado o contraste entre a luz e as trevas, Paulo agora passa ao contraste entre a sabedoria e a insensatez. Bíblia de Estudo NVI Vida.

16 Remindo o tempo. São as mesmas palavras do gr que vêm muito bem traduzidas em Cl 4.5: “Aproveitai as oportunidades”. Bíblia Shedd.

18 não vos embriagueis. O êxtase temporário induzido pelo álcool nunca pode competir com a recompensa duradoura oferecida por uma vida cheia de alegria, sob a inspiração do Espírito. Bíblia de Estudo Andrews.

Não se embriaguem … deixem-se encher pelo Espírito. O tempo presente em grego é usado para mostrar que a plenitude do Espírito Santo não é uma experiência de uma vez por todas. Repetidas vezes, conforme requeira a ocasião, o Espírito reveste de poder para a adoração, para o serviço e para o testemunho. A oposição que há entre estar cheio de vinho e estar cheio do Espírito é evidente. … Quando [Paulo] fala aqui a respeito de deixar-se encher pelo Espírito … refere-se a estar debaixo do controle de Deus. Bíblia de Estudo NVI Vida.

enchei-vos do Espírito. Quem está cheio do Espírito está cheio de Jesus e da Sua Palavra (Jo 14.16, 26; 16.12-15; 17.17). Bíblia de Genebra.

O contraste entre o vinho e o Espírito. O cristão cheio do Espírito não tem: 1) andar cambaleante (15); 2) dias perdidos (16); 3)mente entorpecida (17); 4) cântico discordante (19). Em contraste, tem um coração repleto de: 1) comunicabilidade; 2) louvor e música (19); 3) gratidão contínua e universal (20), e 4) desejo de servir (21). Bíblia Shedd.

21 Esse versículo de transição conclui uma série de expressões que ilustram o resultado de encher-se do Espírito (vs. 19-21, nota). Independente da classe social a que pertencem, todos os cristãos devem moldar sua conduta na sociedade pela humildade e bondade de Cristo (4.32 – 5.2; cf Lc 22.24-27; Jo 13.14-16). Essa submissão “uns aos outros” é a base para os modelos de autoridade nos diferentes relacionamentos examinados em 5.22 – 6.9. Bíblia de Genebra.

A lista de Paulo contrasta com exemplos extrabíblicos, os quais defendem um tratamento severo para manter a honra do marido, pai e senhor de escravos. … Fica claro que a submissão não se aplica somente às esposas e aos escravos, mas também aos maridos e senhores. Bíblia de Estudo Andrews.

22-32 Paulo ensina que os dois sexos se complementam e que um homem e uma mulher são iguais perante Deus. Bíblia de Genebra.

23 Salvador do corpo. … a Igreja só pode existir em união íntima com Cristo e em submissão total a Ele. Sua vontade fica claramente exposta na Bíblia especialmente no NT. Bíblia Shedd.

como também Cristo. A analogia entre o relacionamento de Cristo com a igreja e o do marido com a mulher é fundamental no trecho inteiro, Bíblia de Estudo NVI Vida.

25 Maridos. Paulo passa a mostrar que não se trata de sujeição unilateral, mas de um relacionamento recíproco. Bíblia de Estudo NVI Vida.

como também Cristo amou a igreja e a Si mesmo de entregou por ela. Em parte alguma do Novo Testamento, o amor de Cristo, de auto-sacrifício, é apresentado de forma mais direta a uma relação mais específica como um modelo a ser imitado (cf. v. 2). Bíblia de Genebra.

entregou-se. Entregar-se à morte a favor da amada é manifestação mais extrema de devoção que aquilo que se exige da esposa. Bíblia de Estudo NVI Vida.

28 Assim também. O amor sacrificial de Cristo é o exemplo do amor que o marido cristão deve para a Sua esposa. Bíblia Shedd.

Se o marido e a mulher se tornam “uma só carne”, logo, quando o homem ama a esposa, ama aquela que se tornou parte de si. Bíblia de Estudo NVI Vida.

31 Numa só carne. O mistério da união do homem com a sua mulher é um tipo de união mais alta de Cristo com os Seus num só Corpo ou numa só existência. Bíblia Shedd.

33 O conselho ainda se aplica hoje: o que uma esposa mais deseja é o terno amor de um marido dedicado. Bíblia de Estudo Andrews.



EFÉSIOS 5 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
18 de outubro de 2021, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Pois, outrora, éreis trevas, porém, agora, sois luz no Senhor; andai como filhos da luz” (v.8).

A mídia tem sido uma verdadeira aliada não somente do entretenimento, mas também da propaganda. A venda de produtos, no entanto, perdeu a razão de ser se não estiver ligada à imagem. A figura de uma celebridade em evidência tornou-se um forte meio de fazer com que as pessoas comprem não apenas um produto em si, mas a imagem de quem elas admiram. Multidões têm se iludido e perdido a identidade própria para ficar parecidas com seus ídolos. Nesse sentido, compreendemos melhor o que Paulo quis dizer, quando aconselhou: “Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados” (v.1). E o “produto” apresentado pelo apóstolo é o amor incondicional de Cristo. Mas nem todos estamos dispostos a adquiri-lo, já que requer renúncia, sacrifício e serviço. Uma proposta bem diferente comparada às facilidades oferecidas pelo mundo midiático, não é mesmo?

Jesus Cristo assumiu uma culpa que não era dEle, e Se entregou para salvar quem não merecia. Antes da cruz, contudo, foram trinta e três anos de vida neste planeta escuro, dentre os quais os três anos finais foram dedicados exclusivamente à obra do ensino. Na vida de Jesus, a teoria e a prática andavam de mãos dadas. Por preceito e por exemplo, Ele nos deixou o mais precioso legado: o Seu caráter. No entanto, na perspectiva da maioria, a Sua “propaganda” não é nem um pouco atrativa. Ele “dizia a todos: Se alguém quer vir após Mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-Me” (Lc.9:24). Ou seja, renuncie os seus gostos e vontade própria e todos os dias, apesar dos sofrimentos e tristezas, lembre que uma cruz infinitamente mais pesada foi levada por Cristo, e siga-O.

Realmente não há nada de atrativo em deixar de lado as preferências pessoais e seguir Alguém que nos diz que a renúncia é uma das características dos Seus seguidores. A Bíblia não revela a identidade de quem disse a afirmação a seguir, muitos, porém têm dito a mesma coisa em relação a Jesus: “Seguir-te-ei para onde quer que fores” (Lc.9:57). As mesmas multidões que pensam comprar a imagem da moda, quando na verdade estão se vendendo para a ditadura midiática, são as mesmas que afirmam seguir a Jesus. Mas a resposta de Cristo continua sendo a mesma dada àquele desconhecido: “As raposas têm seus covis, e as aves do céu, ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça” (v.58). Jesus não prometeu facilidades, nem tampouco prosperidade aos Seus seguidores, mas deixou bem claro de que no mundo passaremos por aflições, mas assim como Ele venceu o mundo (Jo.16:33), nEle nós somos “mais que vencedores” (Rm.8:37).

O casamento, certamente, é a mais linda ilustração acerca do plano da salvação em Cristo. Marido e mulher representam, respectivamente, Cristo e Sua igreja. O plano de Deus sempre foi de que o casamento seja entre um homem e uma mulher, e que ambos assumam suas funções matrimoniais a fim de que seja uma união sólida e estável. Um só corpo (v.31) é, sem dúvida alguma, a melhor definição desta união. A proposta de Paulo não é que a mulher seja a escrava da relação, mas que seja amada pelo marido com o mesmo amor altruísta de Jesus por Sua igreja, que “a Si mesmo Se entregou por ela” (v.25). E que o marido seja tão respeitado e considerado, que servi-lo seja para a mulher motivo de alegria. Percebem que há o encontro entre o serviço e o amor? Contudo, esta definição de casamento também tem sido trocada pela imagem oferecida nas novelas e filmes, que dizem: “O que importa é ser feliz”.

Interessante esta última “propaganda”, já que não é bem isso o que vemos acontecer de fato. A realidade mostra casamentos destruídos, filhos rebeldes, doenças emocionais e muitas, muitas lágrimas. Sobre isso, fomos advertidos: “Ninguém vos engane com palavras vãs; porque, por essas coisas, vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência” (v.6). Oh, amados, se tão somente seguíssemos a Cristo segundo a Sua Palavra, se verdadeiramente procurássemos “compreender qual a vontade do Senhor” (v.17), deixando de nos embriagar com o vinho deste mundo, “no qual há dissolução” (v.18), mas, cheios do Espírito, provássemos “sempre o que é agradável ao Senhor” (v.10), então, seríamos, de fato, “imitadores de Deus” (v.1), “como convém a santos” (v.3).

Não troque jamais este sublime privilégio pelo lixo da imagem deste mundo, “porque os dias são maus” (v.16), e Jesus não está vindo buscar “os filhos da desobediência” (v.6), mas uma “igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, porém santa e sem defeito” (v.27). Uma igreja que reflete a imagem de seu Senhor e Salvador. Vigiemos e oremos!

Bom dia, imitadores de Cristo!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Efésios5 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100




%d blogueiros gostam disto: