Reavivados por Sua Palavra


AMANHÃ COMEÇAREMOS A LER EFÉSIOS! by Jeferson Quimelli
13 de outubro de 2021, 20:52
Filed under: Sem categoria



GÁLATAS 6 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
13 de outubro de 2021, 1:00
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO GÁLATAS 6 – Primeiro leia a Bíblia

GÁLATAS 6 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

GÁLATAS 6 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO – ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

Acesse os comentários em vídeo em nosso canal do Youtube (pastores Adolfo, Valdeci, Weverton, Ronaldo e Michelson)



GÁLATAS 6 by Jobson Santos
13 de outubro de 2021, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/gl/6

Depois de Paulo encerrar sua discussão sobre o amor como o resultado de andar no Espírito, ele volta à questão dos cristãos judeus que tentam sujeitar outros à circuncisão. Ele se concentra nas motivações deles, contrastando-as com sua afirmação de se gabar apenas do que Cristo fez por ele.

Paulo afirma que os encrenqueiros estavam preocupados com as aparências. Eles queriam parecer bons perante os outros e assim evitar serem perseguidos por sua fé em Cristo. Além do mais, eles próprios não cumpriam a lei. Pelo contrário, se orgulhavam de sua capacidade de convencerem a outros de serem circuncidados.

Essas mesmas motivações costumam ser tentadoras para os cristãos hoje. Com que frequência você faz escolhas com a intenção de aparentar ser uma boa pessoa? Com que frequência você segue os costumes de outras pessoas para não ser reconhecido como cristão e ser ridicularizado por isso? Com que frequência você trabalha zelosamente para Cristo, esperando que seus próprios pecados fiquem escondidos atrás do seu sucesso exterior?

Convido você a examinar as motivações do seu próprio comportamento. Decida fortemente, assim como Paulo, que você só se orgulhará do que Cristo fez por você. E escolha ser transformado pelo Espírito dia a dia.

Wendy Jackson
Diretor do Seminário de Avondale
Universidade de Avondale Cooranbong, NSW, Austrália

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=1343
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



GÁLATAS 6 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
13 de outubro de 2021, 0:50
Filed under: Sem categoria

653 palavras

1 Se alguém for surpreendido. Isto é, se cai é porque a tentação é muito forte. A linha de pensamento do cap. 5 continua sem interrupção. Paulo se refere ao fato de que um cristão pode, em um momento de debilidade ou de descuido espiritual, baixar a guarda. Não é um hipócrita obstinado. Seu propósito era “andar no Espírito”, porém caiu, vencido pela tentação. Havia se empenhado para que o “fruto do Espírito” fosse evidente na sua vida, porém, para sua tristeza, descobriu que retornara a algumas das antigas “obras da carne”. Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 6, p. 1090.

Brandura. Jesus foi um exemplo de mansidão (Mt 11:29), e aqueles que seguem Seu exemplo serão amáveis e tolerantes ao lidar com seus irmãos. Não criticarão, nem censurarão, nem se apressarão a aplicar sem piedade a disciplina da igreja sobre os que erram, seu zelo pela justiça será temperado com misericórdia. CBASD, vol. 6, p. 1091.

Guarda-te. Não podemos restaurar os outros a menos que sejamos corretos, e não podemos saber se somos corretos, a menos que verifiquemos constantemente nossa vida pelo padrão divino e participemos diariamente da vida de Jesus. Quando procuramos corrigir os defeitos alheios, devemos fazer uma autoanálise. Os que desejam resgatar a seu próximo da correnteza do pecado devem ter seus próprios pés bem plantados em terra firme. A preocupação com nossa posição espiritual diante de Deus é um requisito indispensável antes que nos dediquemos aos quem necessitam de ajuda. CBASD, vol. 6, p. 1091.

5 Fardo. Do gr. phortion, “carga”, “fardo”, algum objeto que se deve transportar. Os “fardos” do v. 2 podem ser deixados de lado com certa facilidade, se for necessário, ao passo que o “fardo” do v. 5 é de tal natureza que, não importa quais sejam as circunstâncias, deve continuar a ser suportado. Cada soldado deverá levar seu próprio equipamento; esta é sua responsabilidade. As vezes, talvez ajude a outros a levar seus fardos. Ele será chamado a dar contas de seu próprio fardo, mas não necessariamente dos fardos dos outros. E digno de louvor aquele que leva os fardos dos outros, mas é indesculpável negligenciar os próprios. CBASD, vol. 6, p. 1092.

7 Zomba. Do gr. muktêrizõ, “zombar”, “levantar o nariz para”. Os que zombam de Deus, considerando levianamente o conselho que Ele envia, terão que sofrer as consequências de sua conduta. CBASD, vol. 6, p. 1092.

9 Se não desfalecermos. Só quem perseverar até o fim pode esperar receber a recompensa por haver praticado o bem. Com frequência, muitos que pareciam ser soldados da cruz têm renunciado à luta cristã e desistido. Vencidos pela tentação ou desanimados no caminho, eles se cansaram de seguir o Mestre. CBASD, vol. 6, p. 1093.

11 Com que letras grandes. O fato de que Paulo escrevera com “letras grandes” sugere que, pelo menos no momento em que ele escreveu aos Gálatas, sua caligrafia estava imperfeita. A grande erudição de Paulo exclui a possibilidade de que o apóstolo não soubesse escrever de modo aceitável. Alguns têm sugerido que sua má caligrafia era o resultado da visão deficiente (2Co 12:7-9; Gl 4:15); outros, que suas mãos tinham sofrido lesões mais ou menos permanentes devido aos maus tratos infligidos pelos seus perseguidores (2Co 11:24-27). CBASD, vol. 6, p. 1094.

14 Longe esteja de mim. Literalmente, “que não seja”, uma afirmação muito vigorosa. CBASD, vol. 6, p. 1095.

O mundo está crucificado. O “mundo” aqui é equivalente a “carne” (Gl 5:16-21). Estes não tinham mais influência sobre o pensamento e a conduta de Paulo. Era como se já não existissem. CBASD, vol. 6, p. 1095.

17 Marcas. Do gr. stigmata, “marca”, assinalando escravos ou outra propriedade com o nome do proprietário ou símbolo de identificação. Por “marcas de Jesus”, Paulo se refere às cicatrizes deixadas em seu corpo pela perseguição e pelo sofrimento (2Co 4:10). Seus opositores insistiam em obrigar seus conversos gentios a aceitar a marca da circuncisão como sinal de sua submissão ao judaísmo. Contudo, Paulo tinha marcas que indicavam de quem ele havia se tornado escravo, e para ele não havia outra lealdade a não ser a Cristo (Gl 6:14). CBASD, vol. 6, p. 1096.

18 Graça. Ao longo da epístola, Paulo destacou o fato de que somente se alcança a salvação por meio da graça, e que ela nunca pode ser conquistada pelas obras. Não há outra maneira de estar em paz com Deus. A graça é mais do que um atributo passivo de Deus; é o amor divino e a bondade divina em ação. Paulo conclui assim seu apelo às igrejas da Galácia, cujos membros ele amava e pelos quais sentia uma solícita preocupação. CBASD, vol. 6, p. 1096.



Gálatas 6 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
13 de outubro de 2021, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Levai as cargas uns dos outros e, assim, cumprireis a lei de Cristo” (v.2).

Com ardente expectativa, o Céu aguarda a plenitude dos últimos dias. O Criador, o Redentor e o Consolador, que Se fundem em um único Deus verdadeiro, estão à uma trabalhando para que a última advertência seja dada ao mundo. Um povo que reflete o Seu caráter está sendo preparado para encontrar-se com Ele e colher a vida eterna do que semearam na vida terrena. As palavras finais de Paulo aos gálatas revelam as atitudes que Cristo espera encontrar naqueles que vem buscar. O que nos diz que as virtudes do Espírito precisam ser visíveis e tangíveis em nossa relação com Deus e uns com os outros.

Essas virtudes, no entanto, não fazem parte de uma espécie de autopromoção de santidade. Como bem expressou o apóstolo: “Porque, se alguém julga ser alguma coisa, não sendo nada, a si mesmo se engana” (v.3). O fruto do Espírito é notoriamente percebido pela atuação do próprio Espírito Santo na vida. É verdadeiramente chorar com os que choram e celebrar com os que se alegram. Se Paulo pudesse resumir as suas cartas em um único conselho, creio que ele diria: estudem a Bíblia com humildade. Pois o estudo das Escrituras é o instrumento deixado por Deus para que possamos conhecê-Lo e entreter um relacionamento pessoal com Ele.

Por isso, “aquele que está sendo instruído na Palavra” (v.6) apegue-se a ela cada dia mais. O nosso amor por Deus e por nossos semelhantes cresce e se fortalece à medida que o nosso amor pela Bíblia é elevado. Como bem expressou Warren Wiersbie: “Quanto mais recebemos da Palavra de Deus, mais desejamos ter comunhão com o Deus da Palavra” (Comentário Bíblico Expositivo, vol.5, p.361). Com “que letras grandes” (v.11) o Espírito Santo deseja gravar as palavras do Senhor em nossa mente e em nosso coração! Vocês já pararam para pensar que podemos ser o último “Israel de Deus” (v.16)? Que podemos fazer parte da geração que proclamará o alto clamor e que testemunhará o glorioso retorno de Jesus? O meu coração se desmancha de emoção só em pensar em ver o meu Redentor!

Portanto, “não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos” (v.9). O evangelho da humildade e mansidão de Cristo é o que nos impulsiona a “ser nova criatura” (v.15), seguir nos passos do nosso Mestre e semear a boa semente no coração de muitos. Todo aquele que se esconde em Cristo se torna inevitavelmente um receptor e refletor de Seu caráter. Quer você saber qual é o seu papel como servo de Cristo nesses últimos dias? Busque a Deus “de todo o vosso coração” (Jr.29:13) e Ele Se revelará através de Sua Palavra e fará de você uma poderosa testemunha de Jesus que apressa a Sua volta. “A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja, irmãos, com o vosso espírito. Amém!” (v.18). Vigiemos e oremos!

Bom dia, semeadores da Palavra!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Gálatas6 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



GÁLATAS 6 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
13 de outubro de 2021, 0:40
Filed under: Sem categoria

GÁLATAS 6 – Deus Pai, ressuscitou a Jesus, o Filho (Gálatas 1:1), O qual nos concedeu, além da liberdade da escravidão do pecado, o Espírito Santo, para que permaneçamos firmes no caminho da salvação (capítulo 5).

A cruz é central no cristianismo, mas o Espírito é essencial para vivermos verdadeiramente o cristianismo. Observe cinco versos em Gálatas referentes à cruz, medite em seu significado:
• Estou crucificado com Cristo (2:20). O crucificado está morto; o crente crucificado com Cristo só está vivo porque a vida que agora tem é pela fé no Filho de Deus.
• Cristo crucificado por mim (3:1). A transgressão e condenação à morte do pecador foram totalmente assumidas por Cristo, sendo Ele absolutamente inocente.
• A carne crucificada para mim (5:24). Vontades carnais, perversões sexuais, imoralidades, interesses pecaminosos, etc. perderam vigor para quem realmente aceitou Cristo, pois o poder do Espírito entrou em vigor (5:25).
• O mundo crucificado para mim (6:14). Todos os atrativos oferecidos pelo mundo perdem o valor para aquele que passa a viver pelo Senhor.
• Eu crucificado para o mundo (6:14). Além do mundo não oferecer mais atrativos, o cristão não é mais atraente para o mundo; a sociedade o despreza, a popularidade se afasta e a prosperidade mundana foge.

Após esse apanhado geral da participação da cruz na religião bíblica, note os pontos do último capítulo de Gálatas:
1. Desfocado de si mesmo, o cristão foca nos interesses de Seu próximo, conforme rege o amor divino em seu coração, visando salvar e restaurar pecadores (vs. 1-2).
2. Crucificado para o eu, tendo Cristo vivendo dentro de si através do Espírito Santo, o cristão viverá como Cristo viveu aqui na Terra: Sendo uma bênção para o próximo, partilhará o bem sem importar a quem (vs. 3-10).
3. A verdadeira conversão carregará a marca da perseguição, não da circuncisão; a marca da glória divina, não da vanglória; a marca da nova vida, não da velha vida de pecado (vs. 11-18).

“Paulo morrera para o mundo, ou seja, ele veio a tornar-se um objeto de desprezo para todos quantos põem sua esperança nos prazeres e tesouros, honrarias e valores mundanos, que afastam a alma para longe de Cristo” (William Hendriksen).

Se quisermos realmente ser reavivados, essa experiência precisa fazer sentido para nós! – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: