Reavivados por Sua Palavra


LAMENTAÇÕES 4 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
21 de dezembro de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

522 palavras

1 Como. Do heb. ‘ekah (ver com. [CBASD] em Lm 1:1). CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 612.

2 Comparáveis. A pesagem do ouro em vez da prata numa transação comercial indica o grande valor da compra. CBASD, vol. 4, p. 612.

Objetos de barro. Vasos de barro eram os utensílios mais comuns e baratos nos tempos antigos. Milhares de fragmentos de vasos encontrados por arqueólogos nas antigas ruínas testificam do caráter comum do barro. O pensamento deste versículo é que os filhos de Sião, cujo valor podia ser mensurado apenas em ouro, foram contabilizados no livro de registro dos inimigos como praticamente sem valor. Um triste comentário para o baixo estado ao qual Judá havia caído nos tempos de Jeremias. CBASD, vol. 4, p. 612.

5 Monturos. Literalmente, “poços de cinzas”. Esta palavra parece significar um terreno para despejo de lixo em geral. Sentar-se ali era sinal de completa degradação (ver 1Sm 2:8). A cidade de Jerusalém havia se tornado um vasto montão de cinzas. CBASD, vol. 4, p. 613.

7 Neve. … esta imagens … neste versículo, … podem se referir apenas à imponente aparência exterior que os líderes de Judá já apresentavam. CBASD, vol. 4, p. 613.

Formosura. Sua aparência era como se eles fossem belamente polidos … como pedras de pedra brilhante. CBASD, vol. 4, p. 613.

Como uma madeira. Figura simbólica de aridez e rigidez. CBASD, vol. 4, p. 613.

10 Compassivas. As mulheres que antes foram mães compassivas e amorosas, na extrema miséria do cerco comeram seus próprios filhos (ver com. [CBASD] de Lm 2:20). CBASD, vol. 4, p. 613.

12 Não creram. Devido à sua posição estratégica e às fortificações, Jerusalém era considerada inexpugnável. A ideia de sua inviolabilidade deve ter sido reforçada ainda mais na mente dos pagãos pela destruição sobrenatural do exército assírio, quando Senaqueribe cercou a cidade (2Rs 19:35). Tudo isso produziu uma falsa sensação de segurança entre os ímpios habitantes de Jerusalém. CBASD, vol. 4, p. 613.

13 Derramou. … sacerdotes e falsos profetas … tinham uma grande parcela de responsabilidade pela morte de pessoas justas (ver Jr 6:13-15; 23:11-15). CBASD, vol. 4, p. 613.

14 Erram. Ou, “cambaleiam”. CBASD, vol. 4, p. 613.

15 Imundos! Este era o clamor dos leprosos (Lv 13:45). CBASD, vol. 4, p. 613.

Dizia-se Isto é, alguns dos pagãos disseram entre si. CBASD, vol. 4, p. 613.

16 Este versículo contém um interessante jogo de palavras em hebraico. Os ímpios foram espalhados pelo rosto do Senhor porque eles, por sua vez, não mostraram qualquer respeito pelo rosto dos sacerdotes. CBASD, vol. 4, p. 613, 614.

20 Fôlego da nossa vida. Alguns encontram aqui uma referência ao rei Zedequias. … o profeta não está falando de Zedequias como um ser humano, mas do rei como o “ungido do SENHOR”, o líder da nação divinamente apontado (ver 1Sm 24:5, 6; 26:9, 11; 2Sm 1:14, 16). CBASD, vol. 4, p. 614.

21 Filha de Edom. Os edomitas eram descendentes de Esaú (Gn 36:8, 19). A animosidade que outrora existiu entre Jacó e Esaú foi perpetuada pelos seus descendentes (Nm 20:14-21; Dt 2:4, 5). Quando os exércitos babilônios invadiram Judá, os edomitas se beneficiaram com o saque à nação (ver Ez 25:12-14; 35:5; Ob 11-14). O pensamento deste versículo é irônico: “Alegra-te sobre seu ganho ilícito agora, porque não durará muito tempo!”. CBASD, vol. 4, p. 614.

Terra de Uz. Este lugar foi o lar de Jó (ver com. [CBASD] de Jó 1:1) e também é mencionado em conexão com vários outros vizinhos de Judá (Jr 25:20). CBASD, vol. 4, p. 614.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: