Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 48 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
13 de dezembro de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Moabe será destruído, para que não seja povo, porque se engrandeceu contra o Senhor” (v.42).

Advertido sobre a destruição de Sodoma e Gomorra, Abraão intercedeu diante do Senhor pela vida daqueles a quem amava. Seu sobrinho Ló, sua família e seus servos, que antes faziam parte de sua íntima convivência, habitavam naquela região condenada. Mas apesar da intercessão de Abraão, Aquele que sonda os corações sabia que até mesmo Ló colheria os resultados de sua imprudência. Ao escolher ir “armando as suas tendas até Sodoma” (Gn.13:12), Ló ignorou o fato de que “os homens de Sodoma eram maus e grandes pecadores contra o Senhor” (Gn.13:13). O que custou a vida de sua esposa e grande parte de sua família.

Refugiados “numa caverna” (Gn.19:30), Ló e as duas filhas enfrentaram uma mudança brusca em todos os sentidos. Contudo, esquecendo-se de que a mão do Senhor poupou-lhes a vida, as duas filhas logo manifestaram a força da influência de suas más associações. Embriagando o próprio pai, praticaram uma relação incestuosa, que deu origem a dois povos, inimigos de Israel: os moabitas e os amonitas (Gn.19:37-38). Moabe significa “de nosso pai”, como um lembrete de sua natalidade licenciosa. Independente, porém, do começo da história de um povo, o que realmente importa para Deus é de que forma e por quem a história continuará sendo escrita.

Assim como Golias é a referência dos filisteus, Rute é a referência dos moabitas. Sua viuvez e pobreza não abalaram a sua fé no Deus de Israel. Pelo contrário, sua atitude altruísta e servil fez de Rute um testemunho vivo de que o Senhor tem filhos em todas as nações e a habilitou a fazer parte da genealogia do Rei das nações (Mt.1:5). A nossa origem terrena pode trazer sobre nós marcas hereditárias difíceis de suportar. As vezes herdamos hábitos e costumes ou até mesmo um temperamento que nos machucam e machucam até mesmo aqueles que mais amamos. Mas assim como Rute confiou a sua vida nas mãos de Deus deixando a velha vida para trás, necessitamos confiar na bondade de Deus entregando a Ele o nosso coração e permitindo ser guiados por Ele para onde melhor possamos servi-Lo.

Infelizmente, semelhante a Sodoma e Gomorra, a nação moabita havia atingido o limite da iniquidade, com sua soberba, arrogância, orgulho e altivez (v.29), “porque se engrandeceu contra o Senhor” (v.42). A “sua insolência” (v.30), a fez rejeitar cada um dos apelos divinos. “Contudo”, o Senhor ainda mudaria “a sorte de Moabe, nos últimos dias” (v.47). Ainda havia esperança! De igual modo, ainda há esperança para este mundo prestes a perecer. Deus deseja mudar a sorte dos impenitentes mais do que uma mãe amorosa deseja o bem de seus filhos. “Mas, convertendo-se o perverso da perversidade que cometeu e praticando o que é reto e justo, conservará ele a sua alma em vida” (Ez.18:27). “Fugi” das contaminações deste mundo e “salvai a vossa vida”, ainda que você tenha que se sentir sozinho na caminhada, “como o arbusto solitário no deserto” (v.6). Consideremos todos estes juízos anunciados como os sonidos divinos da misericórdia.

A respeito” (v.1) da nossa vida, seja registrado nos anais do Céu como aquela que foi lavada e remida no sangue do Cordeiro. E, de uma origem de pecado, Deus nos devolverá o direito à origem da perfeição em Cristo Jesus. Vigiemos e oremos!

Feliz semana, chamados a um novo começo!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Jeremias48 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: