Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 46 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
11 de dezembro de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Preparai o escudo e o pavês e chegai-vos para a peleja” (v.3).

Este mundo já foi palco de muitas guerras, mas o primeiro conflito do Universo aconteceu no Céu: “Houve peleja no céu. Miguel e os Seus anjos pelejaram contra o dragão. Também pelejaram o dragão e seus anjos; todavia, não prevaleceram; nem mais se achou no céu o lugar deles” (Ap.12:7-8). Desde então, este conflito foi transferido para a Terra, com a entrada do pecado. Satanás e seus anjos têm atuado neste mundo como agentes do mal e semeadores de contendas. Através de seus agentes humanos, o inimigo das almas instiga nação contra nação, reino contra reino e faz com que o homem seja o pior inimigo do homem.

Toda guerra possui motivos egoístas por parte de quem a promove. Adolf Hitler, por exemplo, liderou a Alemanha numa batalha sangrenta contra todos os que se colocassem em seu caminho na busca por uma raça pura e superior. Sua loucura custou a vida de milhares de pessoas, principalmente judeus, que estavam fora de seu parâmetro doentio. Vivendo nesse tempo bélico, uma família adventista do sétimo dia resolveu permanecer fiel a Deus embora as circunstâncias fossem completamente desfavoráveis e, aos olhos humanos, até impossíveis de se praticar a fé. Em certa situação em que a tropa de elite de Hitler estava entrando nos vilarejos para matar os judeus, o chefe desta família, o irmão Hasel, advertiu aos judeus de determinado vilarejo que pegassem o que pudessem de mantimento e fugissem dali. Sobre esta situação, há o seguinte relato: “Muitos salvaram a vida porque deram atenção à sua advertência e desapareceram em direção ao campo. A maioria deles, no entanto, estava mais preocupada em proteger a propriedade. Apegando-se aos pertences, muitos perderam a vida” (CPB, Mil Cairão ao Teu Lado, p.74).

O Egito não foi deixado sem aviso. Àquele país que um dia hospedou Abraão; que um dia acolheu os filhos de Jacó; que testemunhou os prodígios de Deus, foi dada solene advertência quanto ao dia de seu juízo caso não abandonassem suas práticas idólatras e pagãs. Porém, os homens mais valentes se tornariam em medrosos ao avistar os exércitos do Norte com toda a sua força. Comparado ao “Dia do Senhor” (v.10), a invasão dos babilônios ao Egito foi um dia de acerto de contas contra Faraó e todos os que deixaram “passar o tempo adequado” (v.17). O Senhor, porém, ainda tinha planos para aquela nação, de forma que prometeu: “mas depois será habitada, como nos dias antigos, diz o Senhor” (v.26). O Egito ainda acolheria o Salvador do mundo, “para que se cumprisse o que fora dito pelo Senhor, por intermédio do profeta: Do Egito chamei o Meu Filho” (Mt.2:15).

Nós também não fomos deixados sem aviso. Como Deus advertiu as nações através de Seus profetas, como Ele advertiu aquele pequeno vilarejo de judeus na Alemanha através de Seu servo Hasel, Ele tem nos advertido hoje através do cumprimento das profecias deixadas para que saibamos o tempo em que estamos vivendo, como bem nos advertiu por intermédio do apóstolo Paulo: “E digo isto a vós outros que conheceis o tempo: já é hora de vos despertardes do sono; porque a nossa salvação está, agora, mais perto do que quando no princípio cremos” (Rm.13:11). Está chegando o tempo que Jesus anunciou: “Não tivessem aqueles dias sido abreviados, ninguém seria salvo; mas, por causa dos escolhidos, tais dias serão abreviados” (Mt.24:22).

Estamos prontos para a última grande batalha? “Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo”, amados (Ef.6:11)! Eis que o Senhor nos diz, hoje: “Não temas, pois, tu, servo Meu… nem te espantes…; porque Eu te livrarei” desta terra de pecado “e a tua descendência” desta geração escravizada; você “voltará ficará tranquilo e confiante; não haverá quem o atemorize” (v.27). Estamos no tempo de tomar uma firme decisão ao lado do Senhor dos Exércitos. Pois como prometeu, “assim [Ele] virá” (v.18) e dará cabo dos que “receberam a marca da besta e eram os adoradores da sua imagem” (Ap.19:20). Mas, aos que “lavaram suas vestiduras e as alvejaram no sangue do Cordeiro… o Cordeiro que Se encontra no meio do trono os apascentará para as fontes da água da vida. E Deus lhes enxugará dos olhos toda lágrima” provocada pelas lutas deste mundo escuro (Ap.7:14 e 17). Faça de Jesus o teu capitão e farás parte deste santo e eterno destino. Vigiemos e oremos!

Bom dia, soldados de Cristo Jesus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Jeremias46 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



<span>%d</span> blogueiros gostam disto: