Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 44 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
9 de dezembro de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Não se humilharam até ao dia de hoje, não temeram, não andaram na Minha lei nem nos Meus estatutos, que pus diante de vós e diante de vossos pais” (v.10).

Refugiados no Egito, os restantes de Judá foram governados novamente pela regência de seus corações malignos. Começando de madrugada, o Senhor continuava enviando os Seus servos, os profetas, para adverti-los quanto ao caminho tortuoso pelo qual estavam seguindo (v.4). Continuamente, porém, faziam mal a si mesmos (v.7) e prosseguiam irritando ao Senhor com as obras de suas mãos (v.8). Não houve arrependimento, nem tampouco conversão, e ali, diante de Jeremias, estava “grande multidão” (v.15) decidida a seguir “toda a palavra que” lhes saía da própria boca (v.17).

Contrariando o “assim diz o Senhor”, o povo deu as costas a “toda palavra que sai da boca de Deus” (Mt.4:4) para seguir as palavras que lhes traria a própria condenação (Mt.12:37). Desviaram os olhos do Rei dos reis para se inclinar perante a “Rainha dos céus” (v.18) e a esta atribuir a prosperidade de tempos passados. O pecado da idolatria era uma constante no meio de Israel, e a ida ao Egito só aflorou esta prática. Mediante a rebeldia, o castigo era inevitável e, ao cumprir-se “o sinal” (v.30) predito pelo Senhor, o povo colheria o fruto de suas más ações.

As palavras divinas são palavras de salvação. Delas provém livramento e vida; e obedecê-las é sinal de sabedoria e fidelidade. “Compreendo mais do que todos os meus mestres, porque medito nos Teus testemunhos” (Sl.119:99). Mas aqueles que as ouvem e não as praticam recebem o mal que buscam, ainda que a intenção não fosse recebê-lo. As consequências surgem não porque Deus as impôs, mas “porque o salário do pecado é a morte” (Rm.6:23). E, dando as costas ao Senhor, vem o inimigo das almas e assume as rédeas da situação, fazendo o que ele sabe fazer de melhor: “roubar, matar e destruir” (Jo.10:10).

Desde o princípio até hoje, as palavras do Senhor ecoam nos quatro cantos da Terra e, assim como muitos se escandalizaram com a afirmação de Jesus: “Eu sou o Pão da Vida” (Jo.6:48), milhares têm se escandalizado com as verdades das Escrituras, já que obedecê-las requer a renúncia do próprio eu. As palavras ditas por Cristo com tanto amor à mulher adúltera, são as mesmas que Ele repete a cada dia, cada pecador que se arrepende: “Nem Eu tampouco te condeno; vai e não peques mais” (Jo.8:11). Estas foram as palavras mais cheias de amor já proferidas pelo nosso Salvador! Não se trata apenas de perdão e de palavras de ordem, mas da essência de Seu sacrifício: salvar o pecador.

Jesus entregou a Sua vida para que não sejamos condenados e a única coisa que Ele nos pede é que nos afastemos do que O pendurou naquela cruz. Tudo o que Ele nos pede é o nosso enganoso coração para que então, transformados pelo Espírito Santo, possamos nos agradar dos Seus caminhos, das Suas palavras (Pv.23:26) e, então, obedecermos à voz do Senhor, assim como Ele, por amor, obedeceu aos mandamentos de Seu Pai e em Seu amor permaneceu (Jo.15:10). Escolha, hoje, fazer parte dos que hão de herdar a salvação: “os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus” (Ap.14:12). Como o salmista, seja esta a sincera declaração de nosso coração ao Senhor: “Quanto amo a Tua lei! É a minha meditação, todo o dia!” (Sl.119:97). Vigiemos e oremos!

Bom dia, remanescente fiel!

* Oremos para que o Espírito Santo nos dê um coração semelhante ao de Cristo: obediente e submisso a Deus.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Jeremias44 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Mesmo nos dias atuais, o Senhor tem enviado desde madrugada a sua mensagem para que ninguém se perca.

Comentário por Enio Sergio




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: