Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 40 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
5 de dezembro de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

1260 palavras

O rei Nabucodonosor mandou Nebuzaradã não fazer mal a Jeremias, mas que cuidasse bem dele e que concedesse qualquer pedido seu. Nebuzaradã, então, deu a Jeremias liberdade para ir a qualquer lugar que quisesse. Jeremias decidiu viver perto de Gedalias, em Mispa de Benjamim, a quem Nabucodonosor nomeou como governador de Judá. Deus concedeu ao novo governador ajuda através da presença do profeta Jeremias com ele. Jeremias poderia consultar a vontade do Senhor sempre que o governador pedisse. Gedalias foi um bom governador do ponto de vista humano. Ele procurou a bondade e a felicidade do povo de Judá (Ver Jeremias 40:9-10).
Havia capitães do exército de Judá, do lado de fora de Jerusalém, que não foram capturados pelos babilônios. Eles foram a Gedalias e lhe disseram que havia um plano para matá-lo através de Ismael, a mando de Baalis, o rei dos amonitas. Gedalias não acreditou no relatório de Joanã e dos capitães do exército da Judéia. Mas Joanã estava preocupado e propôs um plano para matar Ismael antes que ele matasse o governador. Joanã sabia que o pequeno povo remanescente de Judá se dispersaria caso o governador Gedalias fosse assassinado por esses assassinos pró-egípcios. No entanto, o governador foi complacente para com os assassinos ao não acreditar no relatório. Ele ordenou a Joanã, “Não faça uma coisa dessas. O que você está dizendo sobre Ismael não é verdade. Você não deve matar Ismael. Porque você fala falsamente a respeito de Ismael” (v. 16 NVI).
Faltava algo para Gedalias, aliás, a coisa mais importante na vida de qualquer ser humano. Antes de sua decisão final ordenada a Joanã, Gedalias deveria ter consultado o profeta Jeremias, que estava com ele, se este rumor de assassinato era verdadeiro. Se o profeta dissesse: “É verdade”, ele então poderia perguntar a Jeremias o que deveria fazer. Gedalias era um homem de boa vontade, que amava as pessoas, mas neste momento importante de decisão, ele não fez a coisa mais importante: consultar a Deus através do profeta Jeremias. Deus quer ser consultado. Yoshitaka Kobayashi, em https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/06/10/.

40.1 – 44.30 Narrativa vívida das consequências da queda de Jerusalém. Cronologicamente, esses capítulos dão os últimos do livro (embora 52.31-34 [libertação de Joaquim, na Babilônia] seja posterior, faz parte do apêndice e não do livro propriamente dito). Bíblia de Estudo NVI Vida.

1 Ramá. Cidade localizada 8 km ao norte de Jerusalém. Era um entreposto para cativos com destino a Babilônia. Não fica claro como os v. 1-6 estão ligados a 39.14. Jeremias pode ter sido levado a Nebuzaradã para ser oficialmente liberto ou, talvez, preso de novo por engano e, portanto, liberto duas vezes. Bíblia de Estudo Andrews.

Cadeias. Que prendiam juntas muitas pessoas. … As mensagens de Jeremias favoráveis à Babilônia … sem dúvida foram as razões de haver sido libertado ali, para ir onde quisesse. Bíblia Shedd.

2, 3 O SENHOR, teu Deus, pronunciou … o trouxe. Um soldado babilônio reconhece o caráter genuíno das profecias de Jeremias e a vitória de Babilônia como um ato operado pelo Deus do profeta. Bíblia de Estudo Andrews.

O comandante babilônio, que não conhecia a Deus, reconheceu que Deus dera a vitória aos babilônios. É estranho quando um povo reconheça que Deus exista e faz milagres, mas mesmo assim não O aceite pessoalmente. Conhecer a Deus é mais do que conhecer sobre Ele. Esteja certo de conhecê-Lo pessoalmente. Life Application Study Bible Kingsway.

4 eu cuidarei de você. Nebuzaradã promete cumprir a vontade de Nabucodonosor no tocante a Jeremias (v. 39.12). Bíblia de Estudo NVI Vida.

Toda esta terra está diante de você. Cf. a oferta de Abraão a Ló em Gn 13.9. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Jeremias estava livre para ir a qualquer lugar. Em Babilônia ele teria grande conforto e poder; em Judá ele continuaria a enfrentar dificuldades. Em Babilônia, Jeremias seria favorecido pelos babilônios, mas odiado entre os exilados judeus. Em Judá, ele permaneceria pobre e indesejado, mas os judeus remanescentes saberiam que ele não era um traidor. Jeremias retornou a Judá. Life Application Study Bible Kingsway.

… admiramos sua [de Jeremias] reverente afeição à terra de Israel que não foi abandonada por ele, pois preferiu morar entre os pobres, em uma terra santa, a morar com príncipes, em uma terra incrédula. Bíblia de Estudo Matthew Henry.

6 Mispa (quer dizer “Ponto de vigia”)ficava em Benjamim. Bíblia Shedd.

Mispa ficava a alguns quilômetros ao norte de Jerusalém. Não totalmente destruída pelos babilônios, Mispa serviu de refúgio após a queda de Jerusalém. Life Application Study Bible Kingsway.

Evidentemente, Mispa foi escolhida para ser o novo centro do governo. Esta cidade, cujo nome significa “torre de vigia” (ver com. de Gn 31:49), ficava, possivelmente, no território de Benjamim (ver com. de Js 18:26; 2Rs 25:23). Foi ali que Samuel “julgou a Israel” (1Sm 7:15, 16) e Saul escolhido rei (1Sm 10:17-25). Mispa tem sido identificada com Tell en-Natsbeh. CBASD, vol. 4, p. 537.

40:7 – 41:3 O assassinato de Gedalias. Bíblia de Estudo Andrews.

7 capitães e seus homens. Os soldados judeus que haviam conseguido se esconder do exército babilônico. Bíblia de Estudo Andrews.

9 jurou. Gedalias garantiu solenemente que os homens poderiam habitar em segurança, contanto que não se rebelassem contra os babilônios. Bíblia de Estudo Andrews.

10 Colhei o vinho. Uma vez que os proprietários de campos, vinhas e olivais tinham sido levados cativos para Babilônia, Gedalias ofereceu aos “capitães” esses produtos para suprir suas necessidades imediatas e fornecer alimento para a época do inverno que se aproximava. CBASD, vol. 4, p. 537, 538.

Nebuzaradã (v. 39.9) chegara a Jerusalém em agosto de 596 a.C. … As uvas, os figos e as olivas são colhidos na Palestina durante agosto e setembro. Bíblia de Estudo NVI Vida.

cidades que tomastes. O exército guerrilheiro havia se apropriado da cidade desde a partida dos babilônios. Bíblia de Estudo Andrews.

11 Todos os judeus. Indivíduos que fugiram para países vizinhos a fim de escapar da captura dos caldeus. CBASD, vol. 4, p. 538.

Muitos judeus haviam fugido para países vizinhos durante o conflito e agora estavam voltando para Judá. Bíblia de Estudo Andrews.

12 Muita abundância. Os campos, embora não tratados durante o verão, evidentemente produziram por si mesmos uma grande abundância para o miserável remanescente deixando em Judá. CBASD, vol. 4, p. 538.

40.13-41.3 Gedalias, o governador indicado de Judá, tolamente ignorou as advertências de assassinato. Ismael, da linhagem de Davi, podia estar com raiva por ter sido desconsiderado para a liderança. Esta situação é similar ao momento político caótico que Esdras e Neemias enfrentaram quando retornaram para reconstruir o templo e a cidade. Life Application Study Bible Kingsway.

No momento do julgamento, é dado a nós um vislumbre da bênção futura da terra. Contrastar as condições de seca durante partes do início da pregação de Jeremias (14.1-6). Bíblia Shedd.

14 Sabes tu … ? O rei dos amonitas esteve em aliança com Zedequias contra os babilônios (Jr 27:3). Se não ousou resistir abertamente Nabucodonosor, ele ainda esperava, por meio da ação de Ismael, realizar seu propósito. Joanã soube da conspiração e, em fidelidade a seu novo protetor, alertou a Gedalias; mas em vão, pois o último, em confiança inocente, recusou crer na culpa de Ismael (ver v. 16). CBASD, vol. 4, p. 538.

Amom. Nação a leste de Judá, descendentes de Ló (ver Gn 19:38) e ex-aliados de Judá contra Babilônia (ver 27:3).

tirar-te a vida. Não ficam claros os motivos de Baalis, mas o fim de Judá era uma oportunidade para ele expandir suas fronteiras. Bíblia de Estudo Andrews.

16 isso que falas … é falso (ARA). Gedalias se recusou a pensar mal de um homem de origem nobre. Bíblia de Estudo Andrews.

não é verdade (NVI). A confiança ingênua de Gedalias na integridade de Ismael acabou custando-lhe a vida. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Muitos foram arruinados ao confiarem demais na fidelidade dos que estão à sua volta. Bíblia de Estudo Matthew Henry.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: