Reavivados por Sua Palavra


Isaías 12 by jquimelli
8 de março de 2014, 0:00
Filed under: adoração | Tags: , ,

Comentário devocional:

Isaías 12 começa dizendo: “Naquele dia …”

Que dia? O dia seguinte após o Senhor ter resgatado o “remanescente do Seu povo ” (Isaías 11:16). Em Daniel 12:1-3, temos: “Naquela ocasião Miguel, o grande príncipe que protege o seu povo, se levantará. … Mas naquela ocasião o seu povo, todo aquele cujo nome está escrito no livro, será liberto. Multidões que dormem no pó da terra acordarão … reluzirão como o fulgor do céu … serão como as estrelas, para todo o sempre” (NVI).

É esta nota de triunfo e júbilo que Isaías destaca neste capítulo. Diversos paralelos podem ser vistos entre Isaías 12 e o Salmo 46. Aqui o autor fala: “o Senhor [Jesus] é a minha força e o meu cântico” (v. 2b NVI). De modo similar, no Salmo 46, o Senhor é descrito como um “castelo forte”.

Isaías canta aqui a canção do Cordeiro “A salvação pertence ao nosso Deus, que se assenta no trono, e ao Cordeiro”. (Apoc. 7:10 NVI). Isaías viu os santos tirando “água das fontes da salvação” (v. 3a NVI)”. Eles próprios serão “como árvore plantada à beira de águas correntes” ( Salmo 1:3).  O Senhor “os guiará às fontes de água viva” (Apoc. 7:17). “Naquele dia” [dia da Segunda Vinda do Senhor] louvaremos ao Senhor (v. 4a) expressando as palavras de Apoc. 7:12: “ação de graças, honra, poder e força sejam ao nosso Deus para todo o sempre” (NVI). As profecias indicam que toda língua confessará que Cristo é o Senhor (Rom. 14:11).

O Senhor é digno de ser louvado através de cânticos “pois ele tem feito coisas gloriosas” (v. 5a), como a criação, a salvação, a recriação, que devem ser “conhecidas em todo o mundo” (v. 5b).

Esta cena de Isaías não está ligada ao Israel físico em nenhum momento de sua história passada, presente ou futura. Ela acontece na eternidade, após o fim da História: “Gritem bem alto e cantem de alegria, habitantes de Sião, pois grande é o Santo de Israel.” (v. 6 NVI).

Sião é a Sião celestial, a Nova Jerusalém Celestial, onde os santos serão protegidos pela presença de Deus que será para eles um “Castelo Forte”. O Messias Guerreiro sairá desta Sião para lutar contra o mal na batalha para sua erradicação definitiva, no Dia do Senhor.

O Salmo 46 expressa o júbilo com o qual os santos exaltarão ao Messias Guerreiro quando este tiver obtido a vitória contra Satanás. Expressões como “o Senhor dos Exércitos está conosco”, (encontrado no relato paralelo do Salmo 46:11a) e “grande é o Santo de Israel” (12:6b) farão parte das exclamações dos redimidos.

Querido Deus,

Permita-nos participar das festividades de exaltação a Jesus. Queremos vê-Lo entrar pelas portas de Sião, como o Messias Guerreiro, e cantar a plenos pulmões: “Abram-se, ó portais; abram-se, ó portas antigas, para que o Rei da glória entre” (Salmo 46:7,9). Amém.

Koot van Wyk
Coreia do Sul

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/isa/12/

Traduzido por JAQ/JDS

Texto bíblico: Isaías 12 




%d blogueiros gostam disto: