Reavivados por Sua Palavra


Isaías 10 by Jobson Santos
6 de março de 2014, 1:00
Filed under: Justiça | Tags: , ,
Comentário devocional:

Este capítulo continua o tema da última parte do capítulo 9. O primeiro “ai” (verso 1 -2) apresenta o julgamento divino contra o povo de Deus por causa da falta de justiça e dos roubos e abusos praticados contra os pobres, as viúvas e os órfãos. Deus tem o direito de julgar o Seu povo.

O segundo “ai” ( vs 5-6) é dirigido contra a Assíria. Primeiro vemos como a Assíria é usada como um instrumento de punição contra o povo de Deus. Depois vemos como o orgulho leva o rei da Assíria a vangloriar-se de que seus líderes e deuses são superiores e a fazer planos para destruir totalmente a Judá (vs. 7-11). Finalmente descobrimos que o Senhor punirá a Assíria por causa de sua arrogância (vs.12 -19). Deus tem o direito de julgar a todas as nações.

Mas como se pode dizer que a Assíria será uma ferramenta na mão de Deus para castigar o Seu povo (versos 5 -6) sendo que os Assírios não sabiam que estavam sendo usados ​​por Deus? Devido a Judá ter permitido o espírito de Satanás preenchê-los, Deus retira Sua mão protetora e autoriza a Assíria a realizar seus planos maus. A esperança ressurge com a afirmação de que um remanescente confiará no “Santo de Israel ” e será trazido de volta (v. 20-21).

Nossa resposta à disciplina reflete a condição do nosso coração. A disciplina pode endurecer a alguns (Êxodo 7:22), ou fazer com que outros retornem para Deus (v. 21). O remanescente compreende que um Deus misericordioso busca “dar novo ânimo ao espírito do humilde e novo alento ao coração do contrito” (Is. 57:15).

Vemos nos juízos de Deus um objetivo misericordioso. “Nem todos os que foram levados cativos eram impenitentes. Entre eles havia alguns que tinham permanecido leais a Deus, e outros que se haviam humilhado perante Ele. Por intermédio desses, os “filhos do Deus vivo” (Oséias 1:10), Ele levaria multidões no reino assírio ao conhecimento dos atributos de Seu caráter e beneficência da Sua lei” (Profetas e Reis, 150). Imagine no céu ouvir um assírio dizer a um dos remanescentes: “É por sua causa que estou aqui. Você era um prisioneiro em meu país, mas me apresentou a um Deus amoroso”. Essa foi a experiência de Naamã, comandante do exército do rei da Síria (2 Reis 5:1), o qual através do testemunho de uma jovem escrava israelita em sua casa veio a encontrar cura física e espiritual em Deus. Isso nos leva a exclamar juntamente com Paulo: “Ó profundidade da riqueza da sabedoria e do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos e inescrutáveis os seus caminhos!” (Romanos 11:33, NVI).

Oração: “Senhor, que minhas palavras e ações possam levar outros a ver Jesus em mim, hoje. Amém”.

 

Pr. Lloyd e Sheila Schomburg

EUA

 

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/isa/10/
 
Traduzido por JDS/JAQ

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/isaias/is-capitulo-10/




%d blogueiros gostam disto: