Reavivados por Sua Palavra


João 14 by Jeferson Quimelli
22 de janeiro de 2015, 1:00
Filed under: Amor de Deus, Espírito Santo, , paz | Tags: , , , , , , ,

Comentário devocional:

Pessoalmente, este capítulo significa muito para mim. Deus usou o verso 1 para revelar Jesus para mim, e usou o verso 27 para confirmar o meu chamado para o ministério. 

Eu fui ateu por cerca de 5 anos e então comecei a acreditar em um “Poder Superior”. Então, eu me matriculei na Southern Adventist University [Universidade Adventista do Sul], e uma das matérias que escolhi fazer era Doutrinas Cristãs. Eu estava interessado em saber mais sobre a religião cristã, uma vez que eu já conhecia outras religiões do mundo. O primeiro tema em sala de aula foi a importância da Palavra de Deus. A segunda lição foi sobre Deus Pai. Não tive nenhum problema com as duas primeiras aulas, mas a terceira, que focou em Deus, o Filho, realmente me incomodou! Por que tanta ênfase em Jesus?

“Quem é esse Jesus? E o que é que isso tem a ver comigo?”, eu me questionava. Um dia eu fui passear no bosque da escola, parei junto à maior árvore, e fiquei perguntando a Deus estas duas questões vez após vez. Então ouvi uma voz: “Tome sua Bíblia, Eu quero lhe dizer uma coisa”. Eu peguei a minha Bíblia, orei, e com os meus olhos ainda fechados, a abri com o dedo sobre João 14:1. Este verso respondeu às minhas duas perguntas!  “Credes em Deus, crede também em mim” (ARA). Naquele momento eu recebi Jesus em meu coração e coloquei a minha fé nEle como meu Deus e Salvador.

O verso 27 também é um dos meus favoritos. Eu sempre estivera à procura de paz na minha vida, mas nunca conseguia encontrá-la. Como Deus estava me chamando para o ministério pastoral, tarde da noite eu Lhe contei todos os medos quanto a esse chamado. Mais uma vez Ele falou comigo: “Abra a sua Bíblia para que eu possa lhe dizer algo.” Orei, e com os olhos ainda fechados, coloquei meu dedo sobre João14:27. Através daquele verso Deus me disse: “Chris, você tem a minha paz (o Espírito de Jesus), portanto não tenha medo. Então eu disse “SIM!” ao chamado para me tornar um pastor. Alguns anos mais tarde, o mesmo Professor que me ensinara sobre Jesus, ordenou-me ao Ministério do Evangelho.

Em João 14: 6, Jesus disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida.” Jesus é a instrução de Deus para a humanidade: acerca de Seu amor, Seu modo de agir, verdade e vida.

Senhor, quero aprender a obedecer as Tuas instruções diárias. Através do Espírito Santo, ajuda-me a dizer SIM para todas as orientações de Jesus.

Christopher Bullock
Pastor em Atlanta, Georgia.
Estados Unidos da América.
Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/jhn/14/
Traduzido por JAQ/JDS
Texto bíblico: João 14 
Comentário em áudio 



Ezequiel 2 by Jeferson Quimelli
29 de junho de 2014, 0:00
Filed under: evangelismo, testemunho | Tags: , , ,

Comentário devocional:

Meu pai não era um cristão. Ele estava envolvido no  “Movimento da Nova Era” e praticava ativamente astrologia e meditação transcendental e até mesmo valorizava cristais pelas suas “propriedades curativas.” A última vez que visitei meu pai em seu apartamento eu tinha 18 ou 19 anos. Quando ele me recebeu na porta de entrada, disse que não estava interessado em uma visita muito longa porque estava jejuando e meditando a fim de se preparar espiritualmente para um encontro com Deus.

Ao longo da história, as pessoas têm dado o melhor de si para experimentar Deus, isolando-se dos amigos e familiares, chegando mesmo a infligir dor a si mesmos e outros sofrimentos em tentativas desesperadas de se conectar com Deus. Ezequiel oferece uma perspectiva diferente. É Deus quem vem à procura de Ezequiel e Se revela a ele.

Na visão, Deus chama Ezequiel para uma missão. Mas ele não é chamado para evangelizar pessoas em alguma aldeia remota em uma terra estrangeira. Ele não precisa frequentar uma escola de idiomas ou aprender a cultura do seu público-alvo, porque ele é enviado por Deus para evangelizar o seu próprio povo, os “filhos de Israel”.

Evangelizar seus próprios amigos e familiares já é desafiador, mas o chamado de Deus para Ezequiel é ainda mais difícil. Nesta chamada, Deus compartilha com Ezequiel que, apesar de seus melhores esforços para convencê-los, Israel não iria ouvir sua mensagem.

Por que Deus pediu a Ezequiel para fazer uma coisa impossível – evangelizar o seu povo? Eu acho que podemos tirar algumas conclusões desta situação. Em primeiro lugar, no caso de Ezequiel, Deus parece mais preocupado com a obediência de Ezequiel ao chamado. Deus deseja que o Seu povo seja fiel em compartilhar a sua fé, independentemente dos resultados. Em segundo lugar, o sucesso da evangelização não depende de nós. Alguns dos melhores sermões podem cair em ouvidos surdos e corações insensíveis e algumas das piores mensagens produzem o maior número de conversões. A presença e o poder de Deus, atuando junto aos ouvintes, através do Seu Espírito é que faz a diferença.

Evangelismo eficaz é o trabalho de Deus; Ele não é limitado pelas nossas fraquezas. Esta é uma grande notícia, mas também é uma notícia extremamente humilhante. É humilhante, porque mesmo que você seja o mais eficaz comunicador e mestre nas habilidades do evangelismo, sem o Espírito de Deus você não será bem sucedido em alcançar os perdidos.

O chamado de Deus a nós, hoje, não é muito diferente do que Ezequiel recebeu. A nossa resposta também deveria ser a mesma: obediência e submissão a Deus. Ele virá até você e fará toda a diferença. Esta é uma ótima notícia! Não é? Amém.

Pr. Eric Bates 
EUA

 

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/eze/2/

Traduzido por JDS/JAQ

Texto bíblico: Ezequiel 2 

Comentário em áudio 



Jeremias 1 by Jeferson Quimelli
2 de maio de 2014, 0:00
Filed under: Amor de Deus, testemunho | Tags: , ,

Comentário devocional:

Alguns anos atrás me encontrei em uma situação semelhante à de Israel no momento em que o livro de Jeremias foi escrito.

Eu fui criado na Zâmbia e na Zimbábue, na África, e também na Indonésia por pais missionários adventistas. Desde os meus primeiros anos, havia aprendido a importância de buscar a direção de Deus. Como os israelitas  no deserto, eu havia testemunhado respostas milagrosas à oração, inclusive durante uma guerra pela independência da Rodésia. Com a idade de 15 anos voltei para minha terra natal, quando meus pais americanos se mudaram de volta para os Estados Unidos.

Algum tempo depois, inconformado com o que eu achava serem os restritivos limites da lei de Deus, cortei todos os laços com Deus e com a idade de 23 anos saí de casa e fui morar na Rússia.

No entanto, dez anos depois eu percebi que a vida sem Deus é pior. Então eu comecei a buscar a vontade de Deus, pela primeira vez na minha vida. Amargamente, olhei para trás para os 33 anos perdidos e me perguntei se Deus ainda teria alguma utilidade para mim.

As palavras de Deus a Jeremias parecia que tinham sido escritas só para mim: “Antes de formá-lo no ventre eu o escolhi, antes de você nascer, eu o separei e o designei profeta às nações” (Jeremias 1:5 , NVI).

Antes de cada um de nós crescermos no ventre de nossa mãe, Deus já nos conhecia. Antes de nascermos, Deus nos abençoou e convidou-nos a partilhar uma mensagem de arrependimento do pecado e de esperança em Seu breve retorno .

Ore comigo: 
“Querido Deus, obrigado por antecipar minha existência antes de meus pais inclusive pensarem em ter um filho. Obrigado por me abençoar no ventre de minha mãe. Abençoe-me hoje enquanto procuro compartilhar sua mensagem de arrependimento e esperança através de minhas atividades comuns. Que minhas ações sejam um sermão vivo a Seu respeito. Amém.

Andrew McChesney
Jornalista na Rússia

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/jer/1/

Traduzido por JDS/JAQ

Texto bíblico: Jeremias 1



Isaías 51 by Jeferson Quimelli
16 de abril de 2014, 0:00
Filed under: cuidado de Deus | Tags: ,

Comentário devocional:

Existe muita profundidade de sentimento neste capítulo. Três personagens estão em constante conversação. Isaías fala aos justos deixados em Judá (v. 1-3), Deus fala com ternura ao Seu povo (v. 4-8) e Judá fala de volta a Deus (v. 9-10). Então Isaías repete a promessa do retorno dos exilados (v. 11), Deus fala a Judá novamente (v. 12-16), especificamente, a Jerusalém (v. 17-20) e, finalmente, Isaías fala aos aflitos e desencorajados (v. 21-23).

Aqui, também encontramos dois exemplos de vocativos duplos. O que é isso? Na Bíblia, um vocativo duplo é um sinal de profunda emoção e preocupação, como “Marta, Marta …” (Lucas 10:41), ou “Simão, Simão” (Lucas 22:31). Quando os justos em Judá apelam a Deus, eles gritam: Desperta! Desperta! Veste de força, o teu braço, ó Senhor; acorda, como em dias passados” (v.9 NVI). Foi Deus quem, no passado, abateu o Egito (v. 9 ARA) e feriu o dragão (Satanás). No verso 17, é Deus quem responde a Jerusalém: “Desperta, desperta! Levanta-te, ó Jerusalém” (ARA). Ele reconhece a dor que no futuro infligiria ao Seu povo através do poder da Babilônia, levando a eles a “ruína e destruição, fome e espada” (v.19 NVI), com a profanação do templo e o incêndio da cidade.

Deus encerra, então, esta descrição dolorosa com uma nota de esperança. É o próprio Senhor “que defende o seu povo” (v. 22) e retribuirá ao inimigos o sofrimento causado ao Seu povo (v. 22 e 23). O capítulo salienta aqui dois atributos maravilhosos de Deus: Sua justiça e Sua salvação (v. 5-6).

Que Deus extraordinário nós servimos! Ele estaria em seu direito se nos deixasse colher as conseqüências de nossas ações, sem dar nenhuma explicação. No entanto, ele se inclina até nós para nos ajudar a entender a causa de nossa doença e as razões de Suas ações. Ele deixa claro que preferiria evitar ministrar a nós remédio tão amargo, pois Ele é um Pai terno que se condói com o sofrimento de seus filhos. Mas Ele está mais interessado em que saremos da doença –  não importa o custo ou a dor – a continuarmos no pecado e, assim, acabarmos perdidos para sempre.

Ao vermos o imenso interesse de Deus para que abandonemos tudo aquilo que nos prejudica, tomemos a firme decisão de seguir o exemplo de Abraão, nosso pai na fé (v.2). Ele saiu da Babilônia, respondendo ao chamado de Deus para se dedicar a Ele. Nós também, pela graça de Deus, precisamos sair da nossa Babilônia de pecado, dúvida, indolência, entretenimento e auto-indulgência e seguir este maravilhoso Deus até o fim. Amém.

 

Ron E M Clouzet

Seminário da Universidade Andrews, EUA

 

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/isa/51/

Traduzido por JAQ/JDS

Texto bíblico: Isaías 51 



Salmo 72 by Jobson Santos
18 de outubro de 2013, 0:05
Filed under: Salmos | Tags: , , ,

Comentário devocional:

Qual é o tamanho da sua lista de desejos? Quando Deus perguntou a Salomão, o que ele queria, ele pediu apenas uma coisa – sabedoria. Recentemente, li a história de um voluntário que estava ajudando um orfanato no sopé das montanhas do Himalaia. O voluntário perguntou à mulher que havia trabalhado na cozinha durante quase toda a sua vida o que ela pediria se lhe fossem concedidos três desejos. Sem pensar, ela respondeu: “alimento suficiente para todas as crianças”. Como seu segundo desejo, ela disse: “Talvez uma máquina de lavar roupas”. Ao ser encorajada a expressar o seu terceiro desejo, ela pensou um pouco e disse: “Eu não sei. Dois desejos são suficientes”. Muitos de nós também teríamos que pensar um pouco, não pela ausência de um terceiro desejo, mas para conseguirmos reduzir a nossa lista a apenas três!

A sabedoria e o acurado senso de justiça de Salomão tornaram-se lendários. Sua fidelidade a Deus resultou na prosperidade da nação. E Deus concedeu-lhe ainda outras bênçãos – vitórias nas guerras, que lhe trouxeram considerável riqueza, e vida longa .

Infelizmente, Salomão abandonou a Deus e desperdiçou grande parte da sua longa vida. Perseguiu fama e honra. Procurou a felicidade em bens materiais. Mais tarde, porém, Ele percebeu que a felicidade é um dom de Deus, mas havia perdido tempo valioso.

Cada um de nós também recebe dons especiais e uma alta vocação. Não desperdicemos nosso tempo correndo atrás daquilo que é ilusório. Usemos os dons recebidos para abençoar as nações (v. 17, NVI) e para encher a terra com a glória de Deus, o seu caráter (v. 19, NVI).

Gordon Christo

Índia

 

Texto original em: http://revivedbyhisword.org/en/bible/Psa/72/

Traduzido por JDS/JAQ

Texto bíblico: Salmo 72

 




%d blogueiros gostam disto: