Reavivados por Sua Palavra


Efésios 3 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
16 de outubro de 2021, 0:45
Filed under: Sem categoria

“E, assim, habite Cristo no vosso coração, pela fé, estando vós arraigados e alicerçados em amor” (v.17).

O maior tesouro que temos nesta terra chama-se Palavra de Deus. Em Sua infinita bondade e misericórdia, Deus nos deixou a Sua Palavra como o GPS em nossa jornada para o lar celestial. Ao fazer aliança com Abraão e sua descendência, o Senhor tinha propósitos bem maiores e melhores do que simplesmente estabelecer uma nação. Israel foi escolhida como mensageira de Deus às demais nações. Sua missão consistia em viver em conformidade com o maior dos dons: “Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força” (Dt.6:5). Mas, no decorrer do percurso de Israel, o favor de Deus para com alguns estrangeiros, demonstrou o Seu real desejo: salvar a todos. Raabe, a prostituta de Jericó (Js.6:25), Rute, a moabita (Rt.1:4), Naamã, o sírio (2Rs.5), e o povo de Nínive (Jn.3:5), são exemplos inquestionáveis da atenção do Senhor para com todos os pecadores.

O Senhor também declarou: “Aos estrangeiros que se chegam ao Senhor, para O servirem e para amarem o nome do Senhor, sendo deste modo servos Seus, sim, todos os que guardam o sábado, não o profanando, e abraçam a Minha aliança, também os levarei ao Meu santo monte e os alegrarei na Minha Casa de Oração […] porque a Minha casa será chamada Casa de Oração para todos os povos” (Is.56:6-7). Essa é uma bênção e uma promessa que alcança a cada um de nós. A diferença é que, hoje, podemos compreender o “mistério de Cristo” (v.4), que àquelas gerações “não foi dado a conhecer” (v.5). Mesmo cientes de que Deus lhes daria livramento através do Messias, eles morreram sem ver cumprida a promessa.

Deus não mais manifestaria o Seu poder em uma nação apenas, mas, por meio de Cristo Jesus, estabeleceu a Sua igreja mundial, para que, por meio dela, “a multiforme sabedoria de Deus se torne conhecida” (v.10). Ele passou a contar com pessoas de todas as nações, tribos, povos e línguas que fazem parte “do mesmo corpo” (v.6) de Cristo. Pessoas em cujo coração Cristo habita por meio do Espírito Santo, estando “arraigados e alicerçados em amor” (v.17). Que conhecem “o amor de Cristo, que excede todo entendimento” (v.19), porque nutrem diariamente uma amizade genuína com Ele. Sobre estes recai “toda a plenitude de Deus” (v.19) para que, como “igreja do Deus vivo, coluna e baluarte da verdade” (1Tm.3:15), glorifiquem a Ele mediante “a fé que atua pelo amor” (Gl.5:6).

Por esta causa, me ponho de joelhos diante do Pai” (v.14). Por esta causa, sou imensamente grata pelo “eterno propósito que estabeleceu em Cristo Jesus, nosso Senhor, pelo qual temos ousadia e acesso com confiança, mediante a fé nEle” (v.11-12). Fomos constituídos ministros de Cristo, “conforme o dom da graça de Deus […] segundo a força operante do Seu poder” (v.7). A nós, os menores “de todos os santos, [nos] foi dada esta graça de pregar” a todas as nações “o evangelho das insondáveis riquezas de Cristo” (v.8). Fazemos parte de uma igreja profética e guiada por Deus. Que privilégio! Fomos chamados para realizar uma obra que os anjos desejariam desempenhar! Que sublime convocação!

Há um exército de fiéis cuja pátria não é aqui. Que experimenta e compartilha o amor de Deus com todos, compreendendo que a nossa luta não é contra pessoas, mas contra Satanás e tudo o que é mau (Ef.6:12). Uma igreja que corresponde ao amor que a salvou e que trabalha não para agredir, mas para revelar ao mundo a única verdade que liberta (Jo.8:32). Será este remanescente que o Senhor virá buscar; que, independentemente das ameaças humanas e das trevas morais, escolheram não se contaminar com as iguarias do príncipe deste mundo (Dn.1:8). Um povo que confia que, Aquele “que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o Seu poder que opera em nós” (v.20), há de cumprir a Sua derradeira promessa.

Conforme escrevi a pouco, resumidamente” (v.3), encerro com as palavras desta canção, que também resume o que Deus espera de nós como Seus representantes:

Eu quero uma igreja que sare ao ferido, que rompa as correntes, liberte ao cativo, que aclare a mente que está confundida, e que fale a verdade. Eu quero uma igreja que com seu olhar mostre a esperança à alma angustiada. Eu quero uma igreja que sare as feridas desta humanidade. Eu quero um rebanho onde Minhas ovelhas se sintam seguras e cheias de paz, onde a Palavra seja o alimento, ali quero morar” (“A Igreja”, intérprete: Luiz Cláudio).

Vigiemos e oremos!

Feliz sábado, igreja do Deus vivo!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Efésios3 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Feliiiz sábadoooooo!!!!

Comentário por Ronaldo Costa Silva




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: