Reavivados por Sua Palavra


2Coríntios 11 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
5 de outubro de 2021, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Mas receio que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também seja corrompida a vossa mente e se aparte da simplicidade e pureza devidas a Cristo” (v.3).

No princípio, quando o Senhor disse: “Haja luz” (Gn.1:3), este pequeno planeta no vasto universo começou a ganhar forma e vida. O que era sem forma e vazio tornou-se a mais bela e harmônica obra cheia das mais variadas criaturas de rara beleza. É nesse cenário que encontramos inserido o primeiro casal humano, nos dois primeiros capítulos da Bíblia. A partir do capítulo três de Gênesis, o mundo imergiu nas trevas do pecado alcançando os nossos dias, até que se cumpram os dois últimos capítulos da Bíblia com a recriação: “Vi novo céu e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra passaram” (Ap.21:1). E o mais profundo desejo do apóstolo Paulo era preparar a igreja “como virgem pura a um só esposo, que é Cristo” (v.2).

Não podemos esquecer que estamos todos inseridos num grande conflito. De um lado está Deus nos convidando à vida e à bênção, do outro, Satanás, nos impelindo à morte e à maldição. Foi assim desde que, disfarçado em serpente, “enganou Eva com a sua astúcia” (v.3). Seu engano continua sendo astuto e sagaz. Chamando a atenção para o que atrai as mais diversas classes, Satanás continua disparando as suas setas inflamadas contra a humanidade, destruindo a muitos enquanto os faz pensar que estão fazendo uma escolha inteligente. E o cristianismo tornou-se seu alvo principal não no sentido de destruí-lo, mas de reinventá-lo; uma religião que “prega outro Jesus” (v.4), um “Jesus” bonzinho, sentimentalista, camarada e tolerante, completamente diferente de Cristo Jesus, cuja bondade conduz ao arrependimento, cujo amor constrange, cuja amizade transforma e cuja justiça salva.

Paulo percebeu que os irmãos de Corinto estavam aceitando com facilidade falsas teorias de ministros de Satanás disfarçados “em ministros de justiça” (v.15). A comparação de que “o próprio Satanás se transforma em anjo de luz” (v.14) nos alerta quanto ao perigo do engano. Quando comissionado para o dom profético, Ezequiel recebeu do Senhor uma advertência bem clara: “Quando Eu disser ao perverso: Certamente, morrerás, e tu não o avisares e nada disseres para o advertir do seu mau caminho, para lhe salvar a vida, esse perverso morrerá na sua iniquidade, mas o seu sangue da tua mão o requererei” (Ez.3:18). Não era fácil para os profetas lidar com as situações adversas, dentre elas o desprezo e a perseguição daqueles a quem tentavam salvar. Também não foi fácil para Paulo ter que escrever cartas com mensagens “graves e fortes” aos seus irmãos (2Co.10:10). Mas o seu objetivo, em primeiro lugar, estava em fazer a vontade de Deus, ainda que isto lhe custasse passar pelas mais diversas e adversas situações, como bem registradas nos versos 23 ao 28.

Aproxima-se uma tempestade que abalará este frágil planeta e revelará o ouro refinado no fogo: “Farei passar a terceira parte pelo fogo, e a purificarei como se purifica a prata, e a provarei como se prova o ouro; ela invocará o Meu nome, e Eu a ouvirei; direi: É Meu povo, e ela dirá: O Senhor é meu Deus” (Zc.13:9). Os enganos de Satanás tomarão proporções tão acima de tudo o que este mundo já viu, que, enganariam, “se possível, os próprios eleitos” (Mt.24:24). E só estarão prontos para resistir aqueles que estiverem bem alicerçados na Palavra da Verdade. Que, como Paulo, possamos dizer em palavras e atitudes: “A verdade de Cristo está em mim” (v.10). “Eis as coisas que deveis fazer: Falai a verdade cada um com o seu próximo, executai juízo nas vossas portas, segundo a verdade, em favor da paz; nenhum de vós pense mal no seu coração contra o seu próximo, nem ame o juramento falso, porque a todas estas coisas Eu aborreço, diz o Senhor” (Zc.8:16-17).

Ellen White escreveu: “É o Espírito Santo, o Consolador, o qual Jesus prometeu enviar ao mundo, que transforma nosso caráter na imagem de Cristo; e quando isto é realizado, refletimos como num espelho, a glória do Senhor. Isto é, o caráter daquele que assim contempla a Cristo é tão semelhante ao dEle, que quando alguém olha para ele vê o próprio caráter de Cristo brilhando como de um espelho. De modo imperceptível a nós mesmos, somos transformados dia a dia, de nossos caminhos e vontade nos caminhos e vontade de Cristo, no encanto de Seu caráter. Assim crescemos em Cristo, e inconscientemente refletimos Sua imagem” (Refletindo a Cristo, CPB, p.12). Que possamos permitir esta boa obra do Espírito Santo em nossa vida, então, nada poderá nos separar do amor de Deus em Cristo, que nos será por escudo e proteção no dia mau. Vigiemos e oremos!

Bom dia, santificados na Verdade!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #2Coríntios11 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


2 Comentários so far
Deixe um comentário

Excelente!
Bom dia!

Comentário por Silvio Fernandes

Bom dia , seus comentarios me ajudam muito

Comentário por Ronaldo Costa Silva




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: