Reavivados por Sua Palavra


ROMANOS 05 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
28 de agosto de 2021, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Mas Deus prova o Seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores” (v.8).

Desde que Jesus iniciou um processo de mudança em meu coração, me deparei com muitas tribulações. Em muitas delas cheguei a pensar que não iria suportar. Mas era exatamente quando minha tristeza e fraqueza eram expostas diante de Deus em oração que a resposta vinha em forma de vitória. Hoje entendo o significado de me gloriar “nas próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança; a perseverança, experiência; e a experiência, esperança” (v.3-4). Andar no Espírito deve ser uma experiência diária e ininterrupta. Não significa dizer que nunca mais vamos errar, mas que, apesar de nossos erros, como nosso Pai amoroso Deus está sempre disposto a levantar e fortalecer Seus filhos, como está escrito: “Quando te desviares para a direita e quando te desviares para a esquerda, os teus ouvidos ouvirão atrás de ti uma palavra, dizendo: Este é o caminho, andai por ele” (Is.30:21).

Nesse sentido, percebi que as maiores dificuldades que eu enfrentava não eram externas, e sim internas. Que o meu eu precisava ser subjugado. Que os meus gostos, apetites, paixões e defeitos herdados e cultivados precisavam da borracha divina. Descobri que Deus era o maior interessado e o único que poderia realizar essa obra e que a minha parte era apenas dizer: “Eu aceito”. Desde então, tenho vivido pela fé, um dia de cada vez, nAquele que prometeu estar comigo “todos os dias até à consumação do século” (Mt.28:20). Essa experiência não exclui dias de desânimo ou provação, mas inclui até nos dias mais escuros, a “paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo” (v.1); a paz “que excede todo o entendimento” (Fp.4:7).

A entrega de Cristo, que “morreu a Seu tempo pelos ímpios” (v.6), é a maior prova do caráter de amor de Deus; o mesmo caráter que Ele deseja inscrever “em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado” (v.5). Conhecer Jesus, “por intermédio de quem recebemos, agora, a reconciliação” (v.11), deve resultar em amor para com Deus e de uns para com os outros. Sua terna mão estendida diariamente em nossa direção a fim de nos abençoar e remir é a mola propulsora que deve nos constranger a sermos pacificadores. Ao compreender que a vida do meu Salvador é a minha salvação (v.10), eu encontro o descanso e a confiança “de que Aquele que começou boa obra em [mim] há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus” (Fp.1:6).

A exemplo de Abraão, Adão também foi um pecador. A diferença é que aquele não pecou “à semelhança da transgressão” deste (v.14), que, escolheu transgredir ainda que com a faculdade de manter-se puro. Pois não herdamos o pecado de Adão, mas a natureza pecaminosa. Percebam que já na primeira carta de Paulo encontramos seu fundamento no Antigo Testamento. O relato da criação (Rm.1:20-25), os Salmos (Rm.3:10-18), o testemunho de Abraão (Rm.3), a queda do homem (Rm.4:12-21), foram apresentados por Paulo como relatos reais e como objeto a ser sincera e profundamente estudado, como quem escava um tesouro enterrado nas várias camadas do solo. Quanto mais escavamos, mais ensinos preciosos encontramos.

Quando Adão e sua mulher perceberam que estavam nus, costuraram “folhas de figueira e fizeram cintas para si” (Gn.3:7). A tentativa humana de cobrir a nudez do pecado é como tentar cobrir o oceano com um guardanapo. Ou seja, é impossível. Mas, como Jesus mesmo afirmou, “para Deus tudo é possível” (Mt.19:26). Por isso que o Senhor Deus fez “vestimenta de peles para Adão e sua mulher e os vestiu” (Gn.3:21). Deus nos oferece as vestiduras brancas da justiça de Cristo e Ele mesmo nos veste. A obra da salvação é 100% divina! Ao olharmos “firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus” (Hb.12:2), é Ele quem nos confirma como Seus. Portanto, todo aquele que olha para a cruz e se humilha diante do Cordeiro de Deus, sendo justificado pelo Seu sangue, será por Ele salvo da ira (v.9), pois “onde abundou o pecado, superabundou a graça” (v.20). Vigiemos e oremos!

Feliz sábado, reconciliados com Deus mediante Cristo!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Romanos5 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: