Reavivados por Sua Palavra


MARCOS 9 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
4 de junho de 2021, 0:45
Filed under: Sem categoria

“E Ele, assentando-Se, chamou os doze e lhes disse: Se alguém quer ser o primeiro, será o último e servo de todos” (v.35).

Em Cristo, Deus incidiu sobre o mundo a revelação de Seu reino. Através de Sua vida, de Suas palavras e perfeita obediência, Jesus anunciou a chegada do reino de Deus a começar por Sua morte e ressurreição e pela dispensação dos dons do Espírito Santo na vida de Seus escolhidos. E um vislumbre do reino foi manifestado na ocasião da transfiguração. Levando “Consigo a Pedro, Tiago e João” (v.2), Jesus lhes revelou a glória do reino eterno. Aqueles discípulos haviam crescido ouvindo sobre como seria a libertação de Israel pelo Messias. De como o Cristo os libertaria do jugo romano e estabeleceria Seu trono em Jerusalém. Atordoado por tão sublime experiência, Pedro logo cuidou em sugerir edificar ali mesmo o que poderia ser a sede militar de Jesus.

A aparição de Elias certamente os intrigou, como se fosse o cumprimento da antiga profecia: “Eis que vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível Dia do Senhor” (Ml.4:5). Jesus, porém, desmistificou a profecia ao afirmar que “Elias já veio” (v.13), referindo-Se a João Batista (Mt.11:14). Aquele momento no alto do monte representava o começo e não o fim. Pedro, Tiago e João foram chamados por Cristo em momentos específicos de Seu ministério e foram ensinados a guardar em silêncio alguns destes momentos até o tempo oportuno (v.9). E o capítulo de hoje apresenta algumas situações que revelam o quanto os discípulos ainda precisavam aprender antes de assumir o posto de embaixadores do país celestial.

É quando a obra de Deus avança, quando subimos ao monte da comunhão para encontrar Jesus, que Satanás aguarda a nossa descida para tentar nos perturbar. Aquele pai estava sobremodo aflito e, frustrado pelo fracasso dos discípulos, foi em busca de seu último recurso. Jesus viu a sinceridade de seu coração e, mesmo em face da sua confissão de incredulidade, a cura do seu filho também simbolizava a cura de sua fé. As forças espirituais do mal precisam ser combatidas “por meio de oração [e jejum]” (v.29). Foi assim que Jesus venceu o inimigo no deserto. E para que sejamos vitoriosos com Ele, necessitamos nos desarmar do orgulho e da cobiça e nos revestir “de toda a armadura de Deus” (Ef.6:11).

A discussão dos discípulos “sobre quem era o maior” (v.34) só reforça o fato de que a jornada cristã é um processo diário de aprendizado e transformação. Jesus precisava desconstruir as ambições insensatas de Seus discípulos para então edificar em seus corações o fundamento do reino dos céus: Suas palavras ouvidas e praticadas com a simplicidade de uma criança. E da discussão sobre uma posição privilegiada no reino celeste, Jesus apontou o singelo ato de oferecer “um copo de água” (v.41) a um filho Seu como algo digno do galardão (v.41). Precisamos subir ao monte da comunhão com Deus e sair de lá com a provisão necessária para atender as necessidades de todos quanto o Espírito Santo colocar em nosso caminho. Pois aquele que não abre mão de tudo o que o faz tropeçar, acabará servindo de tropeço para outros e recebendo o destino fatal “preparado para o diabo e seus anjos” (Mt.25:41).

Amados, precisamos ter sal em nós mesmos “e paz uns com os outros” (v.50) se quisermos entrar no reino dos céus. Oxalá Jesus diga a respeito de nós que de maneira alguma passaremos pela morte até que vejamos “ter chegado com poder o reino de Deus” (v.1). O reino que começou em Cristo ressuscitado se revelará no fim em Cristo glorificado. Jesus revelou aos discípulos a Sua morte e ressurreição (v.31). “E isto Ele expunha claramente” (Mc.8:32). Mas seus corações ainda endurecidos não compreendiam o significado de tal predição. Que possamos, contudo, compreender o que Jesus nos expõe com clareza: “E eis que venho sem demora, e Comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras” (Ap.22:12). E, como os discípulos no Pentecostes, que cheios do poder do Espírito Santo, recebamos os últimos pequeninos que Jesus espera salvar. Vigiemos e oremos!

Bom dia, futuros cidadãos do reino celeste!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Marcos9 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: