Reavivados por Sua Palavra


MIQUEIAS 3 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
26 de março de 2021, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Eu, porém, estou cheio do poder do Espírito do Senhor, cheio de juízo e de força, para declarar a Jacó a sua transgressão e a Israel, o seu pecado” (v.8).

Quando os filhos são apenas bebês, é mais fácil para os pais lidar com eles no sentido de discipliná-los. À medida em que vão crescendo, e eles passam a ganhar certa autonomia, como andar, comer e fazer outras coisas sozinhos, começam a manifestar seus gostos e vontades de forma mais forte, mas, a depender da estrutura familiar, ainda são subordinados aos seus pais. Na adolescência, quando passam por uma fase de transição, pensam estar sempre com a razão e torna-se mais difícil ainda os corrigir. E, a depender da educação do lar e formação do caráter desses filhos, eles serão adultos submissos à vontade de Deus ou homens e mulheres que não admitem ser corrigidos.

Através de meus filhos, o Senhor tem me ensinado a lidar com diferentes fases ao mesmo tempo e, nos desafios diários, me ensinado a descansar em Seus cuidados. Foi na educação do lar que Deus deixou para Israel a base sólida para a formação de homens e mulheres que temem a Deus e que permanecem como alunos que nunca se desligam da escola de Cristo (Dt.6:4-9). E foi na negligência dessa educação que o povo se corrompeu e passou a ser regido por pessoas alheias à vontade divina e incapazes de dar ouvidos à voz da repreensão. Aos “chefes da casa de Israel” (v.1) foi dirigida a mais dura palavra, pois, como líderes, era seu dever cuidar do povo e garantir que seguissem o “assim diz o Senhor”. No entanto, por seus corações obstinados “fizeram mal nas suas obras” (v.4) e até mesmo os profetas falavam do que não sabiam, “porque não [havia] resposta de Deus” (v.7).

Com a autoridade dada pelo Céu, Miqueias se colocou diante do povo como o porta-voz do Senhor, declarando a transgressão de Jacó e o pecado de Israel. Como era de se esperar de uma geração movida pela avareza e pelo egoísmo, as palavras proféticas eram desconsideradas enquanto sustentava estar Deus no meio dela: “Não está o Senhor no meio de nós? Nenhum mal nós sobrevirá” (v.11). Mas as ameaças dadas por intermédio do homem “cheio do poder do Espírito do Senhor” (v.8), certamente se cumpririam, pois que, qual filhos rebeldes, os líderes insensatos se recusaram a submeter-se ao Pai celestial.

Amados, como última igreja de Deus, não fomos repreendidos por sustentar doutrinas falsas ou ensinamentos contrários à Palavra de Deus. Pelo contrário, somos ricos e abastados do conhecimento da verdade. Somos ricos e abastados de bons oradores e mestres com capacidades brilhantes. Mas somos infelizes, miseráveis, pobres, cegos e nus (Ap.3:17) do único conhecimento que salva. “E a vida eterna é esta: que Te conheçam a Ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste” (Jo.17:3). Jesus repreende e disciplina o Seu último povo porque O ama (Ap.3:19); porque deseja que ele O conheça de fato e de verdade, em um relacionamento pessoal e íntimo que nos leve a aprender mais e mais quem Ele é. E quando isso acontece, é impossível não nos unirmos à declaração do apóstolo: “o amor de Cristo nos constrange” (2Co.5:14).

Está chegando o tempo, e creio que já chegou, em que precisaremos de muito mais que bons sermões e poucos minutos de comunhão se queremos, como Miqueias e os discípulos no Pentecostes, experimentar o poder do Espírito Santo em nossa vida. Todos nós temos um trabalho a fazer na seara do Senhor. Todos nós fomos chamados à santa lida. A não ser, contudo, que nos tornemos como crianças, totalmente dependentes e submissos à vontade do Pai, jamais entenderemos o valiosíssimo preço de nossa redenção e a maravilhosa graça que nos foi outorgada. É tempo de, como Jesus, falar mais com a vida do que com os lábios. Então, com o coração humilde e manso, receberemos do Céu o direito e a autoridade de declarar: “Eu, porém, estou cheio do Espírito do Senhor, cheio de juízo e de força, para declarar a Jacó a sua transgressão e a Israel, o seu pecado” (v.8). Vigiemos e oremos!

Bom dia, porta-vozes do Pai!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Miqueias3 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Bom dia!
Excelente!

Comentário por Silvio Fernandes




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: