Reavivados por Sua Palavra


AMÓS 9 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
18 de março de 2021, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Porque eis que darei ordens e sacudirei a casa de Israel entre todas as nações, assim como se sacode trigo no crivo, sem que caia na terra um só grão” (v.9).

Os filhos de Israel haviam atingido o limite de seus pecados, de forma que o Senhor declarou ao Seu profeta o juízo definitivo sobre o Seu povo. “[Em] pé junto ao altar” (v.1), o justo Juiz Se levantara para pronunciar a inevitável sentença. Nem todas as estratégias humanas poderiam afetar ou impedir o que Deus havia estabelecido. Os versos dois ao quatro descrevem a onipresença divina a fim de realizar o Seu juízo. Um contraste direto com os versos oito ao dez do Salmo 139, quando Davi exalta a onipresença de Deus a fim de amparar os Seus filhos. A atuação do Senhor, porém, seria limitada a “[todos] os pecadores” (v.10) do povo, de modo que Ele não destruiria “de todo a casa de Jacó” (v.8).

O anúncio do juízo foi sucedido por uma mensagem de esperança: “Mudarei a sorte do Meu povo de Israel” (v.14). Apesar da difícil sacudidura e do juízo contra o “reino pecador” (v.8), o Senhor não permitiria que caísse “na terra um só grão” (v.9). Ou seja, “[todos] os pecadores” (v.10) sairiam, e nenhum dos justos pereceria. Haveria um tempo de sofrimento para o povo de Deus nesse processo, assim como o grão sofre um trauma ao ser sacudido. Mas semelhante ao trigo no crivo, onde somente a escória é lançada fora, Deus purificaria o Seu povo de todas as iniquidades, estabelecendo-o como Sua planta dileta: “Plantá-los-ei na sua terra, e, dessa terra que lhes dei, já não serão arrancados, diz o Senhor, teu Deus” (v.15).

Há uma sacudidura acontecendo no meio do povo de Deus que se avoluma e se apressa para o seu desfecho. Enfrentamos um tempo sobremodo decisivo deste processo exaustivo. Tempo em que os olhos do Senhor percorrem toda a Terra em busca de Seus últimos grãos. Pois “vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para Seus adoradores” (Jo.4:23). O prumo divino permanecerá no meio do Israel espiritual até que o último grão seja recolhido e a última palha removida. Este prumo, esta norma de conduta, é a Palavra de Deus, a Sua vontade revelada. Todo aquele que por ela é guiado anda em retidão diante de Deus.

Com a mesma astúcia com que tentou a Cristo no deserto, Satanás usará a própria Escritura Sagrada a fim de desviar os impenitentes da verdadeira orientação bíblica. E muitos que hoje fazem parte do professo povo de Deus, abandonando as fileiras do Senhor e unindo-se às concupiscências do mundo, se tornarão “os piores inimigos de seus antigos irmãos” (Ellen G. White, O Grande Conflito, CPB, p.614). Isso é muito sério, amados! Não foi sem razão que Cristo mesmo nos advertiu: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação” (Mt.26:41). As palavras a seguir são de uma carta escrita por Ellen White e que precisam penetrar o nosso coração com a urgência que requer este tempo. Ela escreveu:

“As pessoas que nos circundam precisam ser despertas e salvas, ou perecerão. Não temos nem um minuto a perder. Todos exercemos uma influência que fala em favor da verdade ou contra ela. Desejo levar comigo as inconfundíveis evidências de que sou uma discípula de Cristo. Queremos algo além da religião do sábado. Necessitamos dos princípios vivos e de sentir diariamente nossa responsabilidade individual. Isso é evitado por muitos e seu resultado é descuido, indiferença, falta de vigilância e espiritualidade. Onde está a espiritualidade da igreja? Somos homens e mulheres cheios de fé e do Espírito Santo? Minha oração é: ‘Purifica Tua igreja, ó Deus’. […] Deus está peneirando Seu povo. Ele terá uma igreja pura e santa. […] Têm surgido pessoas corrompidas que não poderiam viver com o povo de Deus. Elas desprezaram a reprovação e não gostavam de ser corrigidas. […] A ira de Deus cairá sobre nós se esses corruptos pretensiosos permanecerem em nosso meio. […] O peneiramento está em curso. Não venhamos a dizer: ‘Detém Tua mão, ó Deus’. A igreja precisa ser purificada e isso acontecerá” (Testemunhos Para a Igreja, CPB, vol.1, p.99, 100).

A mensagem é muito clara, amados: a sujeira sai e o grão fica. Não haverá o surgimento de uma nova igreja, e sim o processo de purificação da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Portanto, a alternativa não é sair da igreja, por qualquer motivo que seja, mas nela permanecer ainda que severamente provados. Sabendo que ainda existe uma mistura no meio de Israel, não é nosso papel definir quem é palha e quem é grão, mas unir o nosso coração ao coração de Deus a fim de que permaneçamos dentro do crivo de Jesus até que Ele volte. “E acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo” (Jl.2:32). “Senhor é o Seu nome” (v.6). Vigiemos e oremos!

Bom dia, grãos no crivo de Deus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Amós9 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Deus abençoe vcs , Rosana e Pr. Heber, Pr. Ronaldo e equipe de tradução
Vcs tem sido uma grande benção para o nosso povo com suas palavras de admoestação.
Que Deus sempre conceda a vcs porção dobrada de seu Espírito!!!
Tenho certeza que vcs sofrem ataques diários pra deixar de enviar seus comentários, mas peço a Deus que sempre os fortaleça e lhes dê a paz que excede todo entendimento!!
Forte abraço!!

Comentário por Luis Henrique




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: