Reavivados por Sua Palavra


ISAÍAS 43 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
3 de outubro de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Quando passares pelas águas, Eu serei contigo; quando, pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti” (v.2).

É realmente fascinante a história do antigo Israel. O chamado de Abraão, a forma como Deus o conduziu, o cumprimento da promessa em Isaque, a marcante experiência de Jacó, os prodígios realizados pelos filhos de Israel no Egito, a abertura do Mar Vermelho e sua longa peregrinação no deserto, a conquista de Canaã e a sucessão de reis em um reino politicamente dividido, tudo aponta para a misericórdia e paciência de Deus e Seu desejo constante de salvar o Seu povo. Já no primeiro versículo, Deus expõe o Seu direito sobre o povo pela criação, pela redenção e pela filiação. Eles pertenciam a Deus. Uma verdade que poderia ser rejeitada, mas jamais apagada.

A história de Israel e as inúmeras oportunidades divinas ilustram a história da humanidade e as oportunidades que se refletem no fato de que ainda vivemos no tempo da graça desde que o primeiro cordeirinho foi morto no Éden, simbolizando o sacrifício de amor de Cristo por nós. Adão viveu pela graça, Noé alcançou graça diante de Deus, Abraão conheceu a graça, foi pela graça que os filhos de Israel foram perdoados e conduzidos a Canaã, Davi foi transformado pela graça, os profetas proclamavam a graça divina, a igreja primitiva foi alcançada pela graça e, hoje, desfrutamos do último e decisivo tempo de graça, mediante o mesmo apelo divino: “Eu, Eu sou o Senhor, e fora de Mim não há salvador” (v.11).

Em nenhum momento a Bíblia relata a promessa de que não passaremos por dificuldades. O Senhor não diz que não passaremos pelas águas ou pelo fogo. E sim que, ainda que tenhamos que enfrentá-los, Ele lá estará para nos livrar. Os três jovens hebreus entraram na fornalha aquecida sete vezes, mas de lá saíram ilesos, de forma que “nem cheiro de fogo passara sobre eles” (Dn.3:27). A mesma experiência aguarda os fiéis servos de Deus nos últimos dias. De longe o Senhor chama os Seus filhos e “das extremidades da Terra” as Suas filhas (v.6), dizendo: “Eu te amei… Vós sois as Minhas testemunhas, diz o Senhor… para que o saibais, e Me creiais, e entendais que sou Eu mesmo, e que antes de Mim Deus nenhum se formou, e depois de Mim nenhum haverá” (v.4 e 10).

Não sabemos em que dia virá o nosso Senhor e quando findará a graça que nos foi outorgada desde o princípio. O que necessitamos saber e viver, consiste nas últimas palavras de Cristo nesta Terra: “Respondeu-lhes Jesus: Não vos compete conhecer tempos ou épocas que o Pai reservou pela Sua exclusiva autoridade; mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis Minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da Terra” (At.1:7-8). Aquele que deseja apagar os nossos pecados e esquecê-los (v.25) é O mesmo que deseja nos encher do Seu Espírito para celebrar o Seu louvor (v.21).

Como Israel, nós pertencemos a Deus, pois Ele também é o nosso Criador, o nosso Redentor e o nosso Pai. Nós somos de Deus e Ele breve virá para buscar os que aceitaram esta verdade. Portanto, não fiquemos ansiosos quanto a tempos ou épocas, ou com o que havemos de sofrer, mas vivamos o “agora, o tempo sobremodo oportuno… agora, o dia da salvação” (2Co.6:2), “vigiando com ações de graças” (Cl.4:2), sendo “pacientes, até à vinda do Senhor” (Tg.5:7). Vigiemos e oremos!

Feliz sábado, igreja perseverante!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Isaías43 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: