Reavivados por Sua Palavra


II REIS 17 by Luís Uehara
9 de dezembro de 2022, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/2rs/17/

A Bíblia diz que nosso Deus é ciumento e isso é mostrado neste capítulo. Ele queria que Israel não tivesse deuses além dele. No entanto, os israelitas ainda adoravam outros deuses. Então Ele permitiu que a decisão deles seguisse suas consequências naturais e eles foram levados para a Assíria. E, no entanto, eles ainda não aprenderam e Deus teve que usar os assírios para ensiná-los a serem leais a Ele.

Nem sempre podemos perceber, mas passamos por problemas semelhantes aos israelitas. Pode não ser tão claro quanto adorar outros deuses, mas muitas vezes também deixamos de colocar Deus em primeiro lugar em nossas vidas e acabamos não sendo tão leais a Deus como Ele é a nós. Nestes momentos, é muito importante reconhecer o problema rapidamente e identificar o que está nos mantendo afastados de nosso tempo com Deus. Quando isso acontece, Deus está sempre a nossa espera para nos ajudar a voltar a Ele. E do mesmo modo como Ele foi capaz de usar os assírios para ajudar os israelitas a reconhecerem seu erro, Ele também envia outras pessoas para que nos ajudem em nosso tempo de necessidade.Existe algo que está tomando o lugar de Deus em sua vida?

Suvan Campbell
Aluna da Great Lakes Adventist Academy
Michigan, EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/2ki/17
Tradução: Luis Uehara/Jeferson Quimelli/Pr. Jobson Santos/Gisele Quimelli


2 Comentários so far
Deixe um comentário

Não concordo em atribuir a Deus uma característica tão má do ser humano que é o ciúmes e onde o próprio Deus reprova em outras passagens como por exemplo em 1 Coríntios 13.

Comentário por Rogério Mendes

Olá, Rogério, obrigado pela sua observação! Várias passagens bíblicas falam do ciúmes de Deus por nós: Dt 32:16, Sl 79:5, Ct 8:6. Muitas vezes Deus procura demonstrar seus sentimentos comparando-os a sentimentos humanos para que possamos ter uma ideia de como Ele se sente, mas estas comparações são sempre imperfeitas, porque nossa natureza é imperfeita e Deus é perfeito. O Senhor usa a metáfora do casamento e de um noivo amante e ciumento pela Sua noiva, para que tenhamos um vislumbre do amor e zelo que Ele tem pelas nossas vidas. Isto é bem demonstrado na experiência do profeta Oséias (Os 2:4-15). São somente comparações bem limitadas para que entendamos o amor que Ele tem por nós, Sua tristeza quando O rejeitamos e, principalmente, levemos outros a se desviarem dEle. Que nossa vida possa exemplificar sempre Seu amor, Sua fidelidade e desejo que tenhamos vida plena e eterna.

Comentário por Jeferson Quimelli




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: