Reavivados por Sua Palavra


II REIS 16 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
8 de dezembro de 2022, 0:40
Filed under: Sem categoria

II REIS 16 – Assimilar as práticas equivocadas das religiões pervertidas é tão errado (ou mais) do que viver o paganismo abertamente. Deuses pagãos são falsos, embora sejam considerados verdadeiros por pessoas que ignoram ao Deus verdadeiro.

A parte norte de Israel estava indo de mal a pior – descendo ladeira abaixo na espiritualidade e moralidade – rumo à destruição, por causa de seus líderes negligentes aos princípios divinos; Judá seguia mais atrás de sua irmã.

Acaz reavivou o paganismo que Deus exigiu erradicar de Canaã. Embora Deus houvesse proibido claramente a horrível prática do sacrifício infantil (Êxodo 34:20; Deuteronômio 18:10), esse rei do povo de Deus a executou (II Reis 16:1-4).

É perigoso quando a religião verdadeira absorve práticas de outras religiões… Cuidado!

O rei Acaz foi o líder mais perverso da trajetória política de Judá. Ele praticou a terrível atrocidade do sacrifício humano além de promover práticas dos sacrifícios nos altos. Ele “herdou os problemas políticos de seu pai. A coalização de Rezim e Peca marchou contra Jerusalém para forçar Judá a se juntar à luta deles contra o avanço dos exércitos assírios. Mas Acaz, contra o conselho do profeta Isaías… buscou ajuda de Tiglate-Pileser e comprou sua intervenção com os tesouros do templo e do trono. A guerra assíria resultou na captura de Damasco…, na humilhação de Samaria (15:29) e na submissão de Acaz a Tiglate (16:5-9)” explica Kenneth Mathews.

Acaz revelou sua perfídia idolatria quando solicitou ajuda da Assíria, mesmo com a garantia da assistência divina (Isaías 7:1-17). Sua viagem a Damasco objetivando homenagear a Tiglate-Pileser II indica sua insensatez idólatra, trocando Deus por um suposto deus.

Ao visitar Damasco, Acaz trouxe um desenho do altar pagão visto lá; e deu ordens ao sacerdote Urias que fizesse em Jerusalém um altar daquele. Para construi-lo, Urias removeu um dos altares do Senhor do Templo, ignorando as orientações de Deus (II Reis 16:10-18). Lamentavelmente!

É triste para uma nação quando seus líderes políticos e eclesiásticos unem-se para transgredir a Palavra de Deus. A prática sincretista da religião deve-se à falta de compromisso integral ao Deus verdadeiro. O desprezo à Palavra divina resulta de confiar mais em outras coisas do que no Deus que abençoa, protege e guia! Consequentemente, o fracasso se aproxima!

Portanto, reavivemo-nos urgentissimamente! – Heber Toth Armí.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: