Reavivados por Sua Palavra


DEUTERONÔMIO 24 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
9 de julho de 2022, 0:40
Filed under: Sem categoria

DEUTERONÔMIO 24 – A cultura muda de acordo com a época e o lugar. As condições de vida das pessoas também são diferentes. Contudo, os princípios da Palavra de Deus não devem ser alterados, nem ignorados, independentemente do lugar e da época.

Às vezes não é fácil captar os princípios imutáveis de um capítulo muito antigo da Palavra de Deus. A interpretação é fundamental para que sejam compreendidos para serem aplicáveis.

Do capítulo em pauta separei alguns princípios presentes no próprio texto, contendo várias instruções divinas, relacionadas à condição de Israel ao entrarem na Terra Prometida.

Não foi preciso alterar ou extrair o significado do texto. Apenas transcrevi abaixo alguns versos em que os princípios estão nítidos, independente do contexto. Selecionei apenas 4:
• “Não tragam pecado sobre a terra que o Senhor, o Seu Deus, dá a vocês por herança” (Deuteronômio 24:4).
• “Eliminem o mal do meio de vocês” (Deuteronômio 24:7).
• “Não se aproveitem do pobre e necessitado, seja ele um irmão… ou estrangeiro. Paguem-lhe o seu salário diariamente…” (Deuteronômio 24:14-15).
• “Não neguem justiça ao estrangeiro e ao órfão, nem tomem como penhor o manto de uma viúva” (Deuteronômio 24:17).

Considerado com atenção, Deuteronômio 24 mostra-nos que, desprezo, traição, exploração, humilhação e destruição de seres humanos contrariam o interesse de Deus e atraem condenação. Por outro lado, preocupação com o bem-estar, felicidade, e desenvolvimento do próximo está em harmonia com a revelação de Deus para Seus representantes neste mundo depravado (Filipenses 2:14-16).

Deus não quer Seu povo indiferente às pessoas carentes. Note como Deuteronômio 24 revela preocupação com a mulher, com o casal recém-casado, com pobres, órfãos e viúvas. Perceba o cuidado que Deus quer que tenhamos com o estrangeiro, com os vulneráveis e necessitados. Deus não quer Sua igreja demonstrando superioridade e atitudes arrogantes frente a quem quer que seja.

Com os ensinamentos de Deuteronômio 24, Deus está pedindo uma limpeza do entulho de nosso orgulho e vaidade; Ele almeja piamente que trilhemos o caminho da humildade. Paulo tratou desse princípio geral com maestria ao escrever:

“Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a vocês mesmos. Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros” (Filipenses 2:3-4).

Sejamos cristãos de verdade! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: