Reavivados por Sua Palavra


MATEUS 25 by Jobson Santos
19 de fevereiro de 2018, 2:00
Filed under: Mateus, Sem categoria

Comentário devocional:

Dois temas importantes se destacam em Mateus 24 e 25. O primeiro é o tema da data da  vinda de Cristo. Se por um lado ninguém sabe o dia nem a hora (24:36), por outro podemos saber que o tempo de Sua vinda está próximo (24:32-35). Apesar de podermos saber da proximidade, muitos serão pegos de surpresa (24:39) e Ele virá para eles em um momento inesperado (24:44). Relacionado com este momento inesperado, alguns pensarão que o retorno está demorando e não farão uma preparação adequada (24:45-51; 25:1-13). O servo que trabalha fielmente para promover os interesses do Mestre, estará permanentemente preparado para o seu retorno.

A segunda ênfase temática é a mensagem do julgamento. As referências a Noé e ao dilúvio, os servos fiéis em contraste com os servos infiéis (Mt 24:36-51), juntamente com as parábolas das 10 virgens, dos talentos e da separação das ovelhas e dos bodes, todas apontam para uma grande separação dos justos e dos perversos através de um processo de julgamento.

Fica evidente que Jesus não está ensinando que todos serão salvos (universalismo). Deus julga e acerta contas com cada pessoa individualmente. Entretanto, o servo que se envolve com os negócios do Rei, multiplicando talentos e tratando os demais servos com dignidade e graça, não precisa se preocupar com o julgamento.

Stephen Bauer, Ph.D.
Professor de Teologia e Ética
Universidade Adventista do Sul

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/mat/25    
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/11/26
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli/Jeferson Quimelli
Comentário em áudio Pr Valdeci: http://vod.novotempo.org.br/mp3/Reavivados/Reavivados19-02-2018.mp3  


MATEUS 24 by Jobson Santos
18 de fevereiro de 2018, 2:00
Filed under: Mateus, Sem categoria

Comentário devocional:

Ao sair do templo, após inúmeros embates com os líderes religiosos, Jesus previu a destruição daquele edifício (Mat 24:2). Os discípulos agora buscam uma conversa particular com Jesus para mais explicações. Parte da resposta de Jesus é o Seu famoso discurso sobre os sinais de Sua Segunda Vinda. Um desses sinais é muitas vezes incompreendido pelos cristãos em geral.

“E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo como testemunho a todas as nações, e então virá o fim.” (v. 14 NVI). Esse versículo é muitas vezes pregado como se Jesus tivesse proferido uma sentença condicional: “SE o evangelho for pregado no mundo inteiro, ENTÃO virá o fim.” Isso se reflete nos apelos que são feitos para “terminarmos o trabalho de modo que Cristo possa vir.”

Na realidade, a gramática da expressão grega de Mt 24:14 é uma declaração de um fato profético, assim como as guerras, fomes e terremotos. Gramaticalmente, a pregação do Evangelho a todo o mundo é um SINAL  da vinda de Cristo e não somente uma CONDIÇÃO para isto. A boa notícia é que o evangelho será pregado a todo o mundo!

Jesus CERTAMENTE está voltando. Peçamos a Ele que nos mostre a parte que nos cabe em representá-Lo perante o mundo!

Stephen Bauer
Professor de Teologia e Ética
Southern Adventist University

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/mat/24   
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/11/25  
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli/Jeferson Quimelli
Comentário em áudio Pr Valdeci: http://vod.novotempo.org.br/mp3/Reavivados/Reavivados18-02-2018.mp3   
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/


MATEUS 23 by Jobson Santos
17 de fevereiro de 2018, 1:00
Filed under: Mateus, Sem categoria

Comentário devocional:

No capítulo 23, Mateus continua a relatar o conflito entre os líderes religiosos e Jesus, iniciado com a Sua entrada triunfal. Aqui, porém, o foco está sobre o tema do poder.

Este tema, poder e prestígio, é reiterada nos oito “lamentos” [ou “ais” (ARA)] (vv 13-30) que Cristo pronunciou sobre os escribas e fariseus. Ele os acusa de exercerem o poder fechando o reino dos céus para as pessoas e de serem guias cegos (vs 13,16). Por outro lado, Jesus diz a seus seguidores que ninguém deveria chamar a outro de “pai”, “mestre” ou guia, nem deveriam assim se autodenominar. Pelo contrário, o maior entre eles deveria se tornar um servo dos demais (vs 8-11).

Cristo nunca pretendeu que a religião se tornasse uma ferramenta de poder pessoal. Mas como os fariseus e os escribas daqueles dias, muitos hoje ainda tentam utilizar de sua suposta autoridade divina em apoio de seus objetivos pessoais. Alguns líderes da igreja oprimem membros a eles submissos. Alguns pais ameaçam os filhos em nome de Deus, ocasionando que eles tenham uma relação negativa com Deus e com a Igreja.

Assim como a figueira infrutífera  [Mt 21:19], aqueles que usam a religião como um instrumento para promover e construir poder religioso ou pessoal tem a aparência de espiritualidade, mas não demonstram os frutos do serviço de auto-sacrifício e amor piedoso, como apresentados por Cristo. “O maior dentre vós será vosso servo.” (v. 11 ARA).

Stephen Bauer, Ph.D.
Professor de Teologia e Ética
Universidade Adventista do Sul

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/mat/23  
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/11/24
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli/Jeferson Quimelli
Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/mateus/mt-capitulo-23
Comentário em áudio Pr Valdeci: http://vod.novotempo.org.br/mp3/Reavivados/Reavivados17-02-2018.mp3  
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/    


Mateus 19 by Jobson Santos
13 de fevereiro de 2018, 1:00
Filed under: Mateus

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/mateus/mt-capitulo-19

Comentário devocional:

Nos versos 1 a 10, Jesus declara que o casamento deve ser um compromisso para toda a vida. Se esposo e esposa estão vivendo uma vida temente a Deus, nunca precisarão se divorciar. Seguindo os ensinamentos de Jesus, encontrarão solução para todos os seus problemas interpessoais. Devido à natureza pecaminosa do homem, Deus fez uma provisão para o divórcio no contexto do adultério. Mas, mesmo nessas circunstâncias, a reconciliação é muitas vezes a melhor alternativa (Gn 1:27; 2:24; Dt. 24:1-4).

Alguns cristãos escolhem a vida de solteiro, a fim de servir a Deus sem as distrações e as responsabilidades de uma família ou cônjuge. Para aqueles que podem aceitar este estilo de vida, não pode haver condição melhor para o serviço dedicado a outros. Para aqueles que não conseguem se manter solteiros existe o casamento (1 Cor 7: 1-7).

Nos versos 16-22, o jovem rico homem se ajoelha diante de Cristo (Mc 10:17-21) e faz uma pergunta muito importante. Se fosse válida a crença de muitos cristãos de hoje, Jesus teria respondido: “Acredite, apenas acredite e você será salvo.” Em vez disso, o Salvador olha para este jovem com compaixão e diz-lhe para guardar os mandamentos, vender tudo o que tem, dar todo o resultado da venda aos pobres, e depois segui-Lo.

Tudo pertence a Deus e nós somos apenas os guardiões temporários. Como mordomos da casa do tesouro de Deus, temos a solene responsabilidade de usar tudo que possuímos, seja pouco ou muito, para servir os outros. Se usarmos o que temos para ganho pessoal e prazer, privaremos outros dos benefícios da generosidade de Deus.

Leo Van Dolson, Jr.
Califórnia, E.U.A.

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/mat/19
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/11/20       
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli/Jeferson Quimelli
Comentário em áudio Pr Valdeci: http://vod.novotempo.org.br/mp3/Reavivados/Reavivados13-02-2018.mp3


Mateus 17 by Jobson Santos
11 de fevereiro de 2018, 1:00
Filed under: Mateus

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/mateus/mt-capitulo-17

Comentário devocional:

Ao verem Moisés e Elias vivos, os discípulos tiveram uma representação visual da certeza da vida eterna. Moisés representava aqueles que seriam ressuscitados na Segunda Vinda de Cristo e Elias aqueles que seriam trasladados. Enquanto na terra, Moisés e Elias tinham sido colaboradores de Cristo e depois de levados para o Céu, continuaram a compartilhar Seu anseio pela salvação dos seres humanos. Agora eles tinham vindo, não para anunciar o reinado de Jesus como Rei dos reis, mas para incentivá-lo e consolá-lo.

Mais adiante neste capítulo vemos os discípulos na parte inferior da montanha tentando, sem sucesso, curar um menino possuído pelo demônio. Quando Jesus e os três discípulos, se aproximaram, o pai do menino implorou a Jesus para curar seu filho, o que Jesus fez facilmente. Chama-nos a atenção nesta seção do capítulo o questionamento dos discípulos a Jesus do porquê não terem conseguido expulsar o demônio. Jesus explicou que não era só por causa de sua falta de fé, mas pela falta de cuidado com o que consideravam a sagrada obra a eles confiada. Ao invés de fortalecer a sua fé por meio da oração, quando Jesus e os três companheiros discípulos estavam na montanha, eles estavam cheios de inveja e se demorando em suas queixas pessoais. Para ter sucesso no conflito com os maus espíritos, eles devem vir para o trabalho de Deus com uma disposição diferente. Sua fé deve ser fortalecida por meio de oração, jejum e humilhação de coração. Que lição para nós, hoje! Devemos ser esvaziados de nós mesmos e nos tornarmos totalmente dependente de Deus (O Desejado de Todas as Nações p. 302-303).

Jack J. Blanco, Th.D.
Professor Emérito
Universidade Adventista do Sul

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/mat/17
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/11/18      
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli/Jeferson Quimelli
Comentário em áudio Pr Valdeci: http://vod.novotempo.org.br/mp3/Reavivados/Reavivados11-02-2018.mp3     
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/  


MATEUS 15 by jquimelli
9 de fevereiro de 2018, 1:00
Filed under: Mateus

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/mateus/mt-capitulo-15

Comentário devocional:

Neste capítulo, vemos que os fariseus não estavam ouvindo com o coração. O foco deles eram suas tradições e rituais. Sem isto eles se sentiam perdidos. Jesus então os chama de “guias cegos”. Nesta passagem Jesus nos lembra que devemos manter nossas mentes e corações abertos para Ele. Distrações são inevitáveis, mas não devemos permitir que a mídia, os aparelhos eletrônicos, as tradições e outras coisas feitas pelo homem nos distraiam do que é real e definitivamente mais importante. Devemos estar abertos à direção do Espírito de Deus.

Jesus encontra a mulher cananéia e primeiro fala com ela da forma que um homem judeu falaria com uma pessoa estrangeira. Da forma que ela, uma não-judia, esperava. Jesus fez isso para testar a sua fé. Ela realmente acreditava que Ele era o Messias? Sua resposta a Jesus mostra seu coração aberto e seu desejo de que sua filha fosse curada. Ela clama a Jesus: “Senhor, ajuda-me!” (v. 25 NVI). Jesus pode ler o coração da mãe e sabe que ela realmente acredita em Deus e no Seu poder. A sua fé e esperança tornaram possível a realização do milagre. Sua fé em Jesus traz a cura para sua filha. Que incrível promessa de Jesus: “Seja conforme você deseja.” (v. 28)!

Quando nossa esperança e fé em Jesus tiverem esta intensidade, nós também testemunharemos grandes milagres.

Joey Norwood Tolbert
Cantora e compositora cristã


Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/mat/15
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/11/16
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli/Jeferson Quimelli
Comentário em áudio Pr Valdeci: http://vod.novotempo.org.br/mp3/Reavivados/Reavivados09-02-2018.mp3



Mateus 13 by Jobson Santos
7 de fevereiro de 2018, 1:00
Filed under: Mateus

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/mateus/mt-capitulo-13/

Comentário devocional:

Mais uma vez vemos Jesus ensinando as multidões acerca do Reino dos Céus. Quando leio este capítulo eu vejo dois princípios em ação: o primeiro é que tudo começa a partir do relacionamento com o Salvador. O segundo é que devemos estar abertos à liderança do Espírito Santo.

Este capítulo mostra Jesus falando com as pessoas e usando parábolas. Essas histórias produzem um grande efeito sobre aqueles que estão abertos aos ensinamentos do Messias.

Jesus conta no início de Mateus 13 a história sobre um fazendeiro que está a plantar sementes em um campo. Os discípulos ficam confusos e Jesus os incentiva a permitir que o Espírito de Deus lhes aguce os ouvidos. Ele diz que abram seus corações para o significado mais profundo nas histórias.

Como podemos tornar-nos preparados para receber a semente? É ouvindo a Jesus e abrindo nossos corações e mentes para o Espírito Santo.

Em seguida, como é que vamos melhorar a qualidade do solo? É cultivando meu relacionamento com Jesus e seguindo a orientação do Espírito Santo.

Joey Norwood Tolbert
Cantora e compositora cristã

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/mat/13  ou https://www.revivalandreformation.org/?id=1188
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/11/14     
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli/Jeferson Quimelli
Comentário em áudio Pr Valdeci: http://vod.novotempo.org.br/mp3/Reavivados/Reavivados07-02-2018.mp3    
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



%d blogueiros gostam disto: