Reavivados por Sua Palavra


2 SAMUEL 19 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
26 de outubro de 2022, 1:00
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO 2 SAMUEL 19 – Primeiro leia a Bíblia

2 SAMUEL 19 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL

2 SAMUEL 19 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO – ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

Acesse os comentários em vídeo em nosso canal no Youtube (pastores Adolfo, Valdeci, Weverton, Ronaldo e Michelson)



2 SAMUEL 19 by Luís Uehara
26 de outubro de 2022, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/2sm/19/

Davi tinha sido vitorioso, mas sentia que havia perdido tudo quando soube da morte de seu filho. A morte de Absalão foi a vitória de Davi, mas Davi lamentou duramente e desejou ter morrido no lugar de seu filho. Assim, aqueles que lutaram por Davi sentiram que, de alguma forma, haviam falhado em seu serviço heroico. A ação do rei não foi a melhor, mas a sua reação refletiu como estava o estado emocional de Davi. Naquele momento, Davi, como a pessoa mais influente do reino, precisou da intervenção de Joabe, que lhe disse como consertar as coisas com seu povo, embora Davi não se sentisse inclinado a fazê-lo. Ele não conseguia enxergar através das nuvens de suas emoções e precisava da direção de Joabe. Felizmente ele obedeceu e a restauração se seguiu.

Nenhum de nós gosta de ouvir que estamos errados, especialmente quando estamos perturbados. No entanto, às vezes, os problemas simplesmente não podem esperar. Precisamos de pessoas em nossa vida que se importem o suficiente conosco e com a justiça para nos dizer o que fazer quando não conseguimos ver os fatos por nós mesmos.

Você só se cerca daqueles que concordam com tudo que você faz ou procura amigos que estão dispostos a corrigi-lo, mesmo que saibam que você não irá gostar disso? Você está disposto a dizer coisas difíceis quando os outros precisam crescer em alguma área?

Nick Snell
Pastor Jovem
Igreja Adventista do Sétimo Dia de Azure Hills
Grand Terrace, Califórnia, EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/2sa/19
Tradução: Pr. Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



II SAMUEL 19 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
26 de outubro de 2022, 0:50
Filed under: Sem categoria

900 palavras

Disseram a Joabe. A notícia do grande sofrimento de Davi pela perda de Absalão foi levada rapidamente a todos os seus homens. Joabe era o responsável pela morte de Absalão, e o sofrimento de Davi por seu filho poderia facilmente transformar-se em ira para com o comandante desobediente (CBASD-Comentário Bíblico Adventista do 7º Dia, vol. 2, p. 750).

às furtadelas. Em vez de entrarem marchando orgulhosamente em triunfo, os homens saíram de suas fileiras e entraram na cidade às furtadelas, abatidos e envergonhados. Parecia que todos os seus esforços tinham sido em vão, e o que eles haviam considerado uma gloriosa vitória fora apenas um erro e, aos olhos do rei, uma triste derrota (CBASD, vol. 2, p. 750, 751).

11 os anciãos de Judá. Os anciãos da própria tribo de Davi haviam apoiado a rebelião de Absalão porque estavam descontentes com a mudança da capital de Davi de Hebrom para Jerusalém (15.7) (Andrews Study Bíble).

envergonhaste. O fato de que outros também estavam tristes naquele dia e choravam a morte de irmãos, maridos e pais que deram a vida para que Davi pudesse conservar o trono não significava nada para o rei. Foi uma expressão cortante e cruel feita pelo velho general, mas ele estava simplesmente dizendo a dura verdade (CBASD, vol. 2, p. 751).

13 Amasa…comandante. Embora Amasa merecesse a pena de morte pela traição, Davi o nomeou comandante do seu exército no lugar de Joabe, esperando garantir, assim, a lealdade dos que tinham seguido a Amasa, especialmente os da tribo de Judá (Bíblia de Estudo NVI, Vida).

Foi um ato que agradou a todos (14), tanto a Israel como a Judá, em razão de Amasa ser deveras estimado, enquanto Joabe era apenas temido (Bíblia Shedd).

É presumível que Davi estivesse cansado da influência ditatorial de Joabe e desejasse livrar-se dele (CBASD, vol. 2, p. 752).

17 mil homens. Simei teme por sua vida. O número mostra seu poder em Benjamim (ver Dan. 5:1)  (Andrews Study Bíble).

20 casa de José. Uma designação das dez tribos do norte, em oposição a Judá e Simeão (Andrews Study Bíble).

22 que tenho eu convosco? A grandeza e a magnanimidade do rei foram demonstradas nessa ocasião. O rei tentava ganhar a nação novamente pela bondade e misericórdia. Indicou que seriam perdoados todos os que desejassem se reconciliar com ele. […] Ao advogar uma política de retaliação, os filhos de Zeruia estavam agindo como adversários da causa de Davi, não como amigos dela (CBASD, vol. 2, p. 753).

para que, hoje, sejais adversários? A palavra “adversário” em hebraico é satan, donde veio o nome de Satanás. Com isto, confirma-se a tensão oculta que havia entre Davi e os filhos de Zeruia (1Sm 26.6; 2Sm 17.25) (Bíblia Shedd).

Zeruia. Irmã de Davi e mãe de seus comandantes, Joabe e Abisai (16:10) (Andrews Study Bíble).

23 Você não será morto. Davi cumpriu a promessa; pessoalmente, não se vingaria do delito cometido contra ele […] No seu leito de morte, no entanto, mandou Salomão cuidar do caso de Simei (v. 1Rs 2.8,9,36-46) (Bíblia de Estudo NVI, Vida).

Simei era culpado de grande crime e devia ter sofrido a punição, mas executá-lo não estaria em harmonia com o espírito da ocasião. Davi escolheu aceitar como verdadeiro o professo arrependimento de Simei. Contudo, a insinceridade dele deve ter-se tornado evidente com o passar do tempo, porque Davi posteriormente deu a Salomão instruções com respeito a ele: “Bem saberás o que lhe hás de fazer para que suas cãs desçam à sepultura com sangue” (1Rs 2:8, 9; cf 1Rs 2:44)  (CBASD, vol. 2, p. 753).

24 não tinha tratado … as vestes. Sinais de tristeza (Ez. 24:17). Isto mostra que Mefibosete não tinha ambição de se tornar rei. Ele foi falsamente acusado por Ziba (Andrews Study Bíble).

25 Tendo ele chegado a Jerusalém. Em hebraico, a palavra “Jerusalém” não leva nenhuma preposição, razão por que alguns traduzem esta frase por: “Quando Jerusalém (população da cidade) chegou a encontrar-se com o rei”; e outros por: “Tendo ele (Mefibosete) chegado de Jerusalém…”, mudando a preposição por de. (Bíblia Shedd).
Quando chegou de Jerusalém e encontrou-se com o rei, este lhe perguntou: “Por que você não foi comigo, Mefibosete”? (Bíblia de Estudo NVI, Vida).

26 meu servo me enganou. Segundo a nova versão do incidente, os dois jumentos trazidos a Davi por Ziba foram preparados por ordem de Mefibosete, para que ele pudesse fugir com Davi. Em vez disso, eles foram roubados por Ziba, que deixou Mefibosete em casa, impotente para agir, devido a sua deficiência (CBASD, vol. 2, p. 753).

27 faze, pois, o que melhor te parecer. Mefibosete pede, de modo discreto, que Davi reconsidere a doação de suas propriedades a Ziba (v. 16.4) (Andrews Study Bíble).

29 dividam a propriedade. Davi, tendo diante de si testemunhos conflitantes sem possibilidade de confirmação, deixa de decretar uma sentença formal, e ordena a divisão das propriedades de Saul (Bíblia de Estudo NVI, Vida).

Se Ziba disse a verdade, devia ter ficado com tudo; se não, devia ter sido privado de todos os seus ganhos e ainda ter sido punido. A decisão conciliatória de Davi foi tanto fraca quanto injusta (CBASD, vol. 2, p. 754).

31 Barzilai, o gileadita. Um homem de rara beleza moral. Com 80 anos de idade, ainda revelava ser combativo (32), inteligente (35), atencioso (36) e amigo (37) (Bíblia Shedd).

37 Quimã. Diz Josefo que era filho de Barzilai, o que parece estar de acordo com 1Rs 2.7 (Bíblia Shedd).

43 Dez tantos temos no rei. Lit “dez mãos”, referindo-se ao fato de que Israel era composto de dez tribos e Judá de duas [Judá e Simeão]. O rei era considerado propriedade do povo em termos proporcionais (Bíblia Shedd).



2Samuel 19 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
26 de outubro de 2022, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Tendo o rei coberto o rosto, exclamava em alta voz: Meu filho Absalão, Absalão, meu filho, meu filho!” (v.4).

A morte de Absalão causou uma dor profunda e uma tristeza inconsolável no coração de Davi. Na visão de Joabe, contudo, as demonstrações do luto do rei por seu filho era como se fosse uma grande desconsideração para com todos do povo que, lutando com bravura, arriscaram sua vida em favor da nação e em favor do próprio Davi. Com palavras duras e diretas, e até com ameaças de sedição, o comandante do exército de Israel praticamente obrigou o rei a sair do seu luto e assumir uma postura favorável diante do povo, que “havia fugido, cada um para a sua tenda” (v.8).

Davi atendeu às palavras de seu subordinado, mas logo assumiu sua posição de monarca ao jurar colocar Amasa no lugar de Joabe. A atitude de Joabe em matar Absalão, contrariando as ordens do rei, e sua postura ao ameaçar abandonar seu reino, deixou bem claro que sua voz advogava a favor de seus próprios interesses. Não era desígnio de Davi agir com imprudência ou usar de injustiça para com ninguém. Àquela altura de sua vida, ele só desejava fazer a vontade de Deus e andar diante dEle com integridade. Ao poupar a vida de Simei, ao repartir as posses de Saul entre Mefibosete e Ziba, ao abençoar seu idoso amigo Barzilai, o fatigado rei de Israel demonstrou seu sincero desejo pelo bem de todos.

A morte é uma intrusa que aflige a humanidade desde que o pecado entrou no mundo. Ela é uma interrupção naquilo que Deus havia criado para ser eterno. É o salário que merecemos, “porque todos pecaram” (Rm.5:12). E o luto é um processo doloroso para os que ficam e sentem a ausência dos queridos que dormem. A Bíblia nos ensina que a morte é um sono, um estado de inconsciência. Ela não fala, em lugar nenhum, de um Céu imediato para os justos, nem tampouco de um inferno em chamas eternas para os ímpios. Mas Satanás, desde o princípio, busca deturpar a verdade sobre a morte, e, como Eva, multidões têm dado ouvidos ao seu destrutivo engano: “É certo que não morrereis” (Gn.3:4), como se houvesse uma existência além da morte.

Jó 3:13, Jó 14:10-12, Salmo 115:17, Salmo 146:4, Eclesiastes 9:5 e 10, Eclesiastes 12:7, Isaías 26:19, João 5:28-29, João 11:11-14, 1 Coríntios 15:54, 1 Tessalonicenses 4:16, Hebreus 11:13, são alguns dos muitos textos bíblicos que confirmam que a morte é uma interrupção da consciência até que o Senhor desperte os mortos para a ressurreição da vida ou para a ressurreição do juízo. Na tentativa de Davi em ser justo com todos, também encontramos uma importante lição acerca do juízo divino. Não há harmonia entre a justiça de Deus e em afirmar que há ou que haverá um inferno a arder em chamas atormentando os pecadores eternamente. Primeiro, que Deus não vai eternizar o que Cristo veio destruir, que é o pecado e seus resultados. Segundo, a Bíblia diz que “já não haverá luto, nem pranto, nem dor” (Ap.21:4). Portanto, isso exclui um lugar de tormento eterno. Terceiro, a destruição final foi preparada “para o diabo e seus anjos” (Mt.25:41). Os ímpios serão ali destruídos porque não aceitaram a redenção e não se arrependeram de seus pecados.

Como explicar, então, expressões como “fogo eterno” ou “atormentados de dia e de noite, pelos séculos dos séculos”? Será que aqueles que se muito viveram, 70 ou 80 anos, vão passar a eternidade queimando, recebendo o mesmo castigo do originador de todo o mal? Se as leis humanas possuem uma dosimetria da pena, se nós, cujas justiças são “como trapo da imundícia” (Is.64:6), dosamos a penalidade conforme o ato ilícito praticado, será que Deus, que é em essência a própria Justiça, lançaria os pecadores impenitentes num lago de fogo e enxofre a arder eternamente?

Amados, o Dia do Senhor se aproxima “e arde como fornalha; todos os soberbos e todos os que cometem perversidade serão como o restolho; o dia que vem os abrasará, diz o Senhor dos Exércitos, de sorte que não lhes deixará nem raiz nem ramo” (Ml.4:1). A Bíblia afirma que haverá um lago de fogo e enxofre eterno, mas não eterno no tempo e sim, nas consequências. Deus destruirá para todo o sempre pecado e pecadores. Nunca mais o Universo terá uma mancha sequer do mal. A única lembrança que teremos do grande conflito serão as marcas que para sempre estarão no corpo do nosso Redentor. Ao olharmos para Jesus, irromperemos em louvor: “Glória ao Justo” (Is.24:16). DEle declararemos eternamente: Ele é o nosso “Senhor, Justiça Nossa” (Jr.23:6).

Logo o nosso Salvador voltará! Amém, amados? E hoje é exatamente o tempo oportuno para renovarmos a nossa aliança com Ele. A comunhão com o Senhor é o que nos concede o poder diário para com Ele perseverarmos. A verdade, que é a Sua Palavra, é o que nos ensina, nos santifica e ilumina o caminho de nossa peregrinação. A oração é o que nos enche do fôlego celestial e nos liga em mais íntima amizade com o Senhor. Não perca o privilégio da doce e sagrada comunhão! Quer despertados do sono da morte quer com vida, que Jesus nos encontre preparados para com Ele subirmos. Portanto, “prepara-te, ó Israel, para te encontrares com o teu Deus” (Am.4:12). Vigiemos e oremos!

Bom dia, alvos da justiça de Cristo!

Rosana Garcia Barros

* Oremos pelo batismo do Espírito Santo. Oremos uns pelos outros.

#2Samuel19 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



II SAMUEL 19 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
26 de outubro de 2022, 0:40
Filed under: Sem categoria

II SAMUEL 19 – Esquemas de politicagem geralmente resultam em caos, sofrimento e desgraça. Busca pelo poder a qualquer custo pode custar a vida até de gente benquista, atraente e estrategista. Percebe-se essa realidade fatídica na curta vida de Absalão. Davi, seu pai, chorou copiosamente pela desgraça acometida ao filho que tentou usurpar seu trono.

O livro em análise está marcado por lágrimas de várias pessoas por situações ligadas de alguma forma a politicagens ou escândalos no governo (II Samuel 1:12, 24; 3:16, 32; 11:26; 12:21-22; 13:19, 36; 15:23, 30, 31, 34; 18:33). II Samuel 19 inicia com o rei Davi chorando em luto por seu filho Absalão que intentara usurpar seu trono.

“Absalão era egoísta, inescrupuloso, ambicioso e impulsivo”. Contudo “era admirado pelo povo e foi gradualmente conquistando sua simpatia”, assinala o Comentário Bíblico Adventista. A revelação mostra que a preferência do povo para eleger seus líderes é questionável. A voz do povo nunca é a voz de Deus. O gosto do povo não é refinado o bastante para saber o que é melhor para governar uma nação.

Focado na desgraça do filho, Davi ignorava a quem deveria valorizar. Quando isso nos acontece, é necessário alguém nos confrontar para erguer nossos olhos e fazer-nos enxergar o óbvio. Joabe repreendeu duramente a Davi levando-o à reflexão. O resultado foi positivo (II Samuel 19:5-43). Então, a sábia e correta habilidade política de Davi começou a funcionar novamente. Amasa, que dirigira as tropas de Absalão não foi descartado, foi escolhido para comandar o próprio exército. Simei e Ziba encontraram favor e misericórdia em Davi quando mereciam punição. “Davi aprendera a lição de que não podemos desfrutar a misericórdia e o perdão de Deus sem estendê-los a outros”, salienta Rosalie Haffner Lee. Também devemos aprender essa lição!

Há situações que a misericórdia de Deus nos alcança por meio de uma severa e rígida exortação. “Melhor é a repreensão feita abertamente do que o amor oculto. Quem fere por amor mostra lealdade…” (Provérbios 27:5-6).

Há situações pessoais que afetam nossas emoções, comprometendo, inclusive, deveres oficiais; nessas horas, alguém precisa abrir nossos olhos, com argumentos razoáveis como fez Joabe (II Samuel 19:5-7).

Na jornada rumo ao reino celestial, precisamos de repreensão e correção (Hebreus 12:1-12). Aprenderemos a lição? Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: