Reavivados por Sua Palavra


1 SAMUEL 9 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
15 de setembro de 2022, 1:00
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO 1 SAMUEL 9 – Primeiro leia a Bíblia

1 SAMUEL 9 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL

1 SAMUEL 9 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO – ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

Acesse os comentários em vídeo em nosso canal no Youtube (pastores Adolfo, Valdeci, Weverton, Ronaldo e Michelson)



1 SAMUEL 9 by Luís Uehara
15 de setembro de 2022, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/1sm/9

Samuel sentiu uma dor muito grande diante do pedido de Israel por um rei. Como o homem mais poderoso do reino, ele poderia facilmente ter descarregado sua aflição em cima do povo. Ele poderia ter ficado mal humorado e invejoso, mas ele não ficou. Nenhuma palavra de reprovação saiu de seus lábios. Ele apresentou diretamente a Deus a sua tristeza. Deus consolou Samuel e depois deu-lhe um plano de ação.

Quando Samuel viu Saul, ele já tinha planejado tudo para a sua chegada. Ele já tinha escolhido o corte certo de carne para ele e um assento na cabeceira da mesa. Ele passou tempo conhecendo-o e seguiu o plano de Deus ao pé da letra.

O altruísmo e a obediência de Samuel são uma lição para todos nós. Quantas vezes somos tentados a revidar quando as pessoas são indelicadas? Quão fácil é fofocar e minar a reputação de uma pessoa quando nos sentimos injustamente tratados? O hábito de Samuel não era enterrar as suas mágoas. Ele não apenas sorria e deixava as coisas acontecerem. Em vez disso, ele foi até Deus, contou-lhe toda a história e Deus se importou com cada detalhe.

Sigamos o exemplo de Samuel!

Lisa Ward
Igreja Adventista do Sétimo Dia de Cleburne Country Life
Texas EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/1sa/9
Tradução: Pr. Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



I SAMUEL 9 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
15 de setembro de 2022, 0:50
Filed under: Sem categoria

1269 palavras

1 Benjamim. O território desta tribo ficava a norte de Judá, e seus habitantes eram guerreiros famosos em Israel. Bíblia de Estudo Andrews.

Saul. “Pedido de Deus”. sobressaía… Alto e vistoso, justamente como o povo o quisera. Bíblia Shedd.

filho… moço… belo. A ênfase dessa descrição é a estatura física de Saul e sua aparência impressionante. Compara com a descrição de Absalão em 2Sm 14.25-26. Bíblia de Genebra.

Com uma altura em que ombros e cabeça sobressaíam em relação a seus compatriotas, Saul tinha um porte real que lhe granjeou o favor da multidão. Que lição melhor Deus poderia dar àqueles que desejavam ser como as nações a seu redor do que escolher para eles um rei que seria julgado conforme os padrões humanos? … O povo do Senhor, de todos os tempos, deve pedir o colírio celestial para os olhos, o qual provê o claro discernimento das qualificações da verdadeira liderança. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 2, p. 522.

as jumentas. Animais de carga usados para distâncias curtas, diferentemente dos camelos [usados para distâncias longas]. Bíblia de Estudo Andrews.

Saul foi enviado por seu pai a uma importante missão – encontrar suas jumentas extraviadas. Jumentas [ou jumentos] eram animais muito úteis, as “camionetes” dos tempos bíblicos. Usadas em transporte de pessoas, de cargas e na agricultura, eram consideradas muito necessárias. Mesmo a mais pobre família possuía uma. Possuir muitas jumentas era sinal de riqueza e perdê-las era um desastre. O pai de Saul era rico e suas muitas jumentas eram evidência disso. Life Application Study Bible Kingsway.

Saul havia saído de casa com o objetivo de de encontrar jumentas perdidas, sem saber que chegara o dia de assumir as responsabilidades de um rei. Os acontecimentos posteriores demonstraram que ele não estava preparado para a tarefa à qual Deus lhe chamou. Poucos estão preparados para esse tipo de liderança. … Porém, o aspecto animador de um chamado à liderança é que o Senhor toma as pessoas como as encontra, com o propósito de capacitá-las para a obra. Tudo que Deus espera de qualquer indivíduo é que pratique a justiça, ame a misericórdia e ande humildemente com Ele (Mq 6:8); literalmente, “humilhe-se para andar com Deus”. Pedro fez isso; Judas não. O Senhor sempre é capaz de  habilitar os que Ele chama. Mas, às vezes, alguns não humilham o coração diante dEle para que, no tempo devido, Deus possa exaltá-los (1Pe 5:6). CBASD, vol. 2, p. 522.

terra de Zufe. Onde fica Ramá, terra natal de Samuel. Bíblia de Estudo Andrews.

Saul e Samuel moravam no mesmo território. Life Application Study Bible Kingsway.

quarto de siclo. Cerca de 3 g. Bíblia de Estudo Andrews.

9 O versículo 9 é uma interpolação; não faz parte do texto original, mas não é espúrio. …nem toda interpolação é espúria, pois pode haver uma interpolação que vem pela inspiração divina; esclarece ou atualiza um feito ou afirmação. Bíblia Shedd.

11 a tirar água. Tirar e carregar água para a casa costumava ser um trabalho feito por mulheres (Gn 24:11). Bíblia de Estudo Andrews.

12 Elas responderam. No hebraico, os vs. 12-13 transmitem emoção e animação quando as moças conclamam Saul a subir depressa à cidade, onde chegará a hora certa de se encontrar com Samuel. Bíblia de Genebra.

sacrifício no alto. O lugar onde Samuel tinha erigido um altar ao Senhor.Bíblia Shedd.

Nos tempos antigos, as pessoas ofereciam sacrifícios em lugares altos. O assunto em questão não é o local do sacrifício, mas a quem eles eram apresentados. Bíblia de Estudo Andrews.

16 o qual ungirás por príncipe. Um óleo fragrante [good-smelling, no original da ASB] era derramado sobre a cabeça do indivíduo designado para ser rei ou sacerdote. Dessa forma, ele era separado para uma tarefa especial diante de Deus. Bíblia de Estudo Andrews.

A unção significa ficar separado para o Senhor para uma tarefa específica e receber equipamento divino para a tarefa(cf. v. 6; 16.13; Is 61.1). Bíblia de Estudo NVI Vida.

17 dominará. O povo teria um governo duro. O rei seria mais um dominador que governador. Bíblia Shedd.

Os dois se encontraram “no meio da porta”, o lugar onde os anciãos se assentavam e davam conselho, ou ajudavam o estrangeiro a encontrar seu caminho. Ali Samuel poderia obter informações acerca de qualquer estrangeiro que chegasse à cidade. O momento foi preciso. Antes de Saul falar, Samuel sabia que ele era o homem de quem o Senhor lhe falara no dia anterior (v. 17). … Que emoção Samuel deve ter sentido ao perceber que estava sendo conduzido por Deus, a quem Ele servia fielmente! Não há motivo para vivenciar a mesma emoção, quando a pessoa se entrega ao Senhor de maneira completa como o fez Samuel. CBASD, vol. 2, p. 523.

19 O profeta não encontrou o moço como um rival. A vida vivida na presença de Deus está tão cheia de Sua luz e de Seu amor que não chega a ser perturbada pelas instáveis fantasias da multidão. Samuel se dispôs a ser rebaixado e a ver o outro exaltado, se Deus assim o desejasse. Comentário Bíblico Devocional – Velho Testamento. F. B. Meyer.

20 tudo o que é preciso em Israel. Isto é, o desejo de ter um rei. Andrews Study Bible.

Lit., “todo o desejo de Israel”, por certo uma referência ao anseio que Israel tinha por um rei. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Embora fosse profeta e juiz, Samuel aceitou o conselho do Senhor de conceder a Israel o desejo de seu coração. Ele não expressou sentimentos de pesar ou inveja ao conhecer o jovem que estava prestes a livrar Israel das mãos dos filisteus (v. 16). em vez disso, deu a Saul evidências de honra e respeito (ver v. 20-24). Nessa ocasião, Samuel demonstrou o verdadeiro espírito de altruísmo. Assim como Moisés, ele estava desejoso de que o Espírito do Senhor viesse sobre todas as pessoas (Nm 11:29). CBASD, vol. 2, p. 524.

21 menor das tribos. Benjamim ainda não estava refeita do morticínio sofrido em Juízes 20. Parece que, no fundo, Saul sentia o complexo dessa derrota da sua tribo, complexo que exteriorizaria mais tarde, na matança dos sacerdotes em Nobe (22.16-19). Bíblia Shedd.

Por que estás me dizendo tudo isso? (NVI). A reação de Saul revela um problema que ele enfrentaria repetidamente – sentir-se inferior. Como uma folha soprada pelo vento, Saul vacilava entre seus sentimentos e suas convicções. Tudo que ele dizia e fazia era egoísta, porque ele estava preocupado consigo mesmo…. Apesar de Saul ter sido chamado por Deus e ter uma missão na vida, ele lutava constantemente com a vaidade, insegurança, arrogância, impulsividade e o engano. Ele não decidiu se comprometer de todo o coração a Deus. Porque Saul não deixou que o amor de Deus desse descanso ao seu coração, ele nunca se tornou um homem de Deus. Life Application Study Bible Kingsway.

22 sala de jantar. Tratava-se de um cômodo ligado ao alto, onde se comia a carne dos sacrifícios. Saul e seu servo foram conduzidos aos lugares de honra, junto com cerca de 30 anciãos. CBASD, vol. 2, p. 524.

24 Tomou… a coxa… e apôs diante de Saul. Essa parte era normalmente reservada para o sacerdote consagrado ao Senhor (v. Êx 29.22, 27; Lv 7.32, 33, 35; Nm 6.20; 18.18). Bíblia de Estudo NVI Vida.

O tratamento dado a Saul ilustra não somente a mudança de sua condição social que acabara de ser elevada, mas também a previsão que Samuel, com a ajuda divina, fizera de sua chegada (vs. 15-16). Bíblia de Genebra.

A festa para a qual Saul foi convidado era um sacrifício de ofertas pacíficas, do qual os anciãos de Ramá participaram. CBASD, vol. 2, p. 524.

25 eirado. Terraço no alto da casa, lugar próprio para meditar e repousar. O texto grego (LXX) acrescenta: “onde se preparou uma cama para Saul dormir”. Bíblia Shedd.

27 A revelação divina é entregue a Saul em segredo. Bíblia Shedd.



1Samuel 09 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
15 de setembro de 2022, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Tinha ele um filho cujo nome era Saul, moço e tão belo, que entre os filhos de Israel não havia outro mais belo do que ele; desde os ombros para cima, sobressaía a todo o povo” (v.2).

“Havia um homem de Benjamim, cujo nome era Quis […] homem de bens” (v.1). Ele tinha um filho chamado Saul, que a Bíblia apresenta como sendo tanto o mais belo quanto o maior em estatura de todo o Israel. Recebendo ordens de seu pai para ir em busca de umas jumentas extraviadas, Saul percorreu um longo caminho com um dos servos da casa de seu pai. Frustradas as suas expectativas e preocupado com o tempo ausente de casa, decidiu voltar. Mas o moço que com ele estava o persuadiu a procurar ali “um homem de Deus” que era “muito estimado” (v.6), a fim de saber o caminho que deveriam seguir. Este homem era o profeta Samuel.

Um dia antes, o Senhor já havia revelado a Samuel sobre a chegada de Saul e sobre o propósito de consagrá-lo como príncipe sobre Israel. Samuel levou Saul e o moço para comerem com ele, e acalmou o coração de Saul a respeito das jumentas de seu pai, garantindo que já as haviam encontrado. E mais do que isso, lhe proferiu estas palavras: “E para quem está reservado tudo o que é precioso em Israel? Não é para ti e para toda a casa de teu pai?” (v.20). Certamente, estas palavras e o fato de o profeta ter lhe dado “lugar de honra entre os convidados” (v.22), deixou Saul bem confuso. No dia seguinte, Samuel disse a Saul que despedisse o seu servo e que esperasse, porque ele lhe revelaria “a palavra de Deus” (v.27).

Israel pediu um rei e, apesar das futuras consequências desastrosas dessa decisão, não hesitaram em desafiar a autoridade do Senhor. E Deus daria ao povo exatamente o que pediu, à imagem e à semelhança dos reis das demais nações. Notem que Saul era filho de um homem rico, além de possuir uma beleza incomparável e um porte físico invejável. Percebem o quadro do governante perfeito? Alto, bonito e rico. Se houvesse um concurso de beleza masculina em Israel, certamente Saul seria o “mister Israel”. Saul, portanto, era uma daquelas pessoas cuja presença intimidava. Onde chegava, se destacava. Eis o rei perfeito, aos olhos humanos!

Porém, quando Samuel proferiu a Saul aquelas palavras de ânimo e de bênção no verso 20, eis a resposta de Saul no verso seguinte: “Porventura, não sou benjamita, da menor das tribos de Israel? E a minha família, a menor de todas as famílias da tribo de Benjamim? Por que, pois, me falas com tais palavras?” (v.21). Percebemos aqui o que estava além da aparência. Saul revelou humildade. As palavras de Samuel lhe foram estranhas, apesar de toda a atenção que provocava. Por onde passava, os olhares se voltavam para a sua beleza encantadora e altura imponente. Mas, dentro do coração, revelou virtude maior do que a exterior. Como sua história teria sido diferente se não tivesse permitido que o orgulho o dominasse!

Todos sofremos nem que seja um pouco dessa síndrome de Israel. Temos prazer na contemplação do belo. Julgamos pela aparência. Olhamos, avaliamos e assinamos a sentença, tirando conclusões com base em nossa visão limitada. O Senhor nos convida a olhar para Ele e para a Sua Palavra. Quando olhamos para o Céu antes de olhar para as pessoas, conseguimos contemplar em nosso próximo a imagem do Criador, o alvo do amor de Cristo, que deve ser alvo do nosso amor também. E, com a visão do Céu, andaremos como Jesus andou, viveremos como Jesus viveu, amaremos como Ele amou e venceremos como Ele venceu.

Não se iluda pelo vislumbre das coisas deste mundo, mas permita que a terna mão de Cristo toque seus olhos e os mantenha a contemplar os Seus. Saul tinha beleza, altura e riqueza transitórios. Jesus tem uma eternidade de bênçãos a nos oferecer. Se abrires a porta do teu coração para Jesus, Ele abrirá os teus olhos e “a alegria do coração [será] banquete contínuo” (Pv.15:15). Seja a nossa beleza aquela que vem de um coração governado pelo Espírito Santo. Vigiemos e oremos!

Bom dia, reflexos de Cristo!

Rosana Garcia Barros

#1Samuel9 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



I SAMUEL 9 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
15 de setembro de 2022, 0:40
Filed under: Sem categoria

I SAMUEL 9 – Deus é paciente e misericordioso; humilde e gracioso. Seu caráter é impressionante. Não é autoritário ou truculento. Seu governo não é coercivo.

Deus cede mesmo quando discorda; permite certas coisas inclusive quanto distancia de Sua plena vontade. Precisamos conhecê-lO melhor, contudo, por maior que seja nosso conhecimento dEle, mesmo assim teremos muitos aspectos incríveis que não O conseguiremos compreender.

A monarquia era “plano B” para Israel; a Teocracia, o “plano A”. Porém, Deus anuiu à súplica israelita pelo plano inferior, ainda que soubesse das desvantagens sobre Seus propósitos para a nação. Ainda que a insistência ao “plano B” implicasse numa clara rejeição ao Seu governo, Deus inexplicavelmente submeteu-Se ao desejo de Seu irreverente e ingrato povo, que pretendia ser igual às nações pagãs.

“Tinha o Senhor, mediante Seus profetas, predito que Israel seria governado por um rei; mas não se segue que esta forma de governo fosse a melhor para eles, ou de acordo com Sua vontade. Ele permitiu que o povo seguisse sua própria escolha, porque se recusaram a ser guiados por Seu conselho. Oséias declara que Deus lhes deu um rei em Sua ira (Oséias 13:11). Quando os homens preferem seguir o seu próprio caminho, sem buscar conselho de Deus, ou em oposição à Sua vontade revelada, muitas vezes Ele satisfaz seus desejos, a fim de que, por meio de amarga experiência que se segue, possam ser levados a compenetrar-se de sua loucura e a arrepender-se de seu pecado. Orgulho e sabedoria humana demonstrar-se-ia um guia perigoso. Aquilo que o coração deseja contrário à vontade de Deus, verificar-se-á, no fim, que é uma maldição em vez de bênção… Se bem que tivesse sido predita na profecia a forma de governo monárquica de Israel, Deus Se reservara o direito de escolher o rei. Os hebreus respeitaram a autoridade de Deus até ao ponto de deixarem a seleção inteiramente com Ele. A escolha recaiu sobre Saul, filho de Quis, da tribo de Benjamim”, considera Ellen White.

Saul, filho abastado, com destacado porte físico, persistente trabalhador, responsável, obediente… “Quem é que o povo de Israel está querendo? Eles querem é você” (I Samuel 9:20, NTLH). A seleção divina atendia às expectativas do povo!

Você conhece esse aspecto impressionante do caráter de Deus? – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: