Reavivados por Sua Palavra


Gênesis 44 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
26 de fevereiro de 2022, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Então, rasgaram as suas vestes e, carregados de novo os jumentos, tornaram à cidade” (v.13).

Ao expor sua estratégia ao mordomo de sua casa, José tornou a colocar seus irmãos à prova. Aquele copo representava a sua ansiedade por saber se eles continuavam sendo os mesmos que um dia o venderam como escravo. Os filhos de Israel saíram novamente do Egito carregados de mantimentos, porém, diferente da primeira vez, foram despedidos em paz. Seguiam viagem tranquilos, quando avistaram uma comitiva que se apressava por alcançá-los. Os rostos nada amistosos os fizeram perceber que certamente algo de ruim aconteceria. Interrogados acerca do copo de prata do governador, imediatamente apresentaram sua defesa e entregaram seus sacos ao exame da guarda enfurecida. Mas quando o último saco foi aberto e viu-se ali o objeto procurado, seus corações desfaleceram.

Já de volta à casa de José, este percebeu a primeira cena que lhe comoveu o coração: todos os seus irmãos com as vestes rasgadas. Lembrou-se de quando eles lhe rasgaram a túnica. Quão diferente tornou-se aquele símbolo! De uma atitude de violência a um sinal de arrependimento. Mais uma vez lançaram-se ao chão perante José. Só que, desta vez, o mesmo irmão que antes fora o mentor de sua escravidão, colocou-se na posição de escravo. E, diante da possibilidade de retornar sem Benjamim, tomou o seu lugar, oferecendo-se como servo em lugar dele. Nesse sentido, Judá foi um tipo de Cristo. Em Sua vida de abnegação e humildade, Jesus nos deixou o supremo exemplo de quem “não veio para ser servido, mas para servir e dar a Sua vida em resgate por muitos” (Mc.10:45). José percebeu estar diante de homens cujo sofrimento lhes havia ensinado a humildade. Não eram mais os mesmos. Os longos anos de convivência com a culpa lhes consumiu a paz, mas também lhes forjou o caráter.

Erros passados podem dar em dois resultados: ou nos afastam de uma vez do Senhor ou nos fazem sentir como nunca o quanto dependemos dEle. Nem todos precisam chegar ao extremo de anos de sentimento de culpa, mas todos nós precisamos percorrer a estrada do arrependimento e rasgar o nosso coração diante dAquele que está sempre disposto a nos perdoar. Este é o apelo do Espírito Santo a nós, hoje: “Rasgai o vosso coração, e não as vossas vestes, e convertei-vos ao Senhor, vosso Deus, porque Ele é misericordioso, e compassivo, e tardio em irar-Se, e grande em benignidade, e Se arrepende do mal” (Jl.2:13). Se houve perdão e mudança de coração na vida daqueles irmãos, a mesma obra pode ser realizada na minha e na sua vida. Uma obra que requer de nós a simplicidade de um “Sim, eu quero, eu preciso, eu aceito. Cura-me, Jesus!”. Vigiemos e oremos!

Feliz sábado, servos do Deus vivo!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Gênesis44 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: