Reavivados por Sua Palavra


Gênesis 40 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
22 de fevereiro de 2022, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Eles responderam: Tivemos um sonho, e não há quem o possa interpretar. Disse-lhes José: Porventura, não pertencem a Deus as interpretações? Contai-me o sonho” (v.8).

Condenado injustamente, José foi lançado na prisão. Até ali, porém, a mão do Senhor estava sobre ele, de forma que logo conquistou a simpatia do carcereiro. Ainda na prisão, José recebeu dois novos companheiros de cela: o copeiro-chefe e o padeiro-chefe de Faraó. Por algum motivo, que a Bíblia não relata, ambos ofenderam a Faraó, que, indignado, os lançou “no cárcere onde José estava preso” (v.3), “e por algum tempo estiveram na prisão” (v.4). Certa noite, ambos tiveram um sonho, “cada um o seu sonho” e “cada sonho com a sua própria significação” (v.5). Acreditando que não se tratavam de sonhos comuns, ficaram angustiados. Na cultura egípcia, os sonhos eram considerados como mensagens dos deuses; e, naquela prisão, onde encontrariam alguém capaz de os interpretar?

Foi quando José percebeu que seus rostos apresentavam uma tristeza fora do comum. E como quem se importava com o bem-estar dos presos que estavam sob sua responsabilidade, com sincera preocupação lhes perguntou: “Por que tendes, hoje, triste o semblante?” (v.7). Eles não imaginavam que aquele prisioneiro hebreu pudesse ajudá-los. Contudo, José não se colocou na posição de destaque que os falsos intérpretes da época mantinham. Com humildade, revelou àqueles homens quem é o Único que verdadeiramente tem o poder de interpretar sonhos: “Porventura, não pertencem a Deus as interpretações?” (v.8).

O primeiro sonho foi o do copeiro-chefe. E ao ouvir o seu relato, iluminado por Deus, José logo revelou o seu significado. Após três dias, o copeiro seria restituído à sua antiga função no palácio de Faraó. “Vendo o padeiro-chefe que a interpretação era boa” (v.16), resolveu contar o seu sonho àquele que provavelmente havia desdenhado. Mas quão diferente foi o seu significado! Após três dias, sua vida seria ceifada de forma cruel. As Escrituras não revelam a reação daqueles homens, mas, certamente, a do padeiro-chefe não deve ter sido das melhores. No terceiro dia, porém, tudo se cumpriu “como José havia interpretado” (v.22).

Quando José terminou de dar a interpretação do sonho do copeiro-chefe, rogou para que este se lembrasse dele e que falasse em seu favor a Faraó. Ele esperava que o seu feito causasse profunda gratidão no coração daquele servidor egípcio, de forma que pudesse beneficiá-lo. “O copeiro-chefe, todavia, não se lembrou de José, porém dele se esqueceu” (v.23). Ao ser encarregado de servir aqueles homens, José procurou tornar aquela prisão o lugar mais agradável possível. Dia após dia os servia com singeleza de coração e os motivava a confiar de que o sofrimento deles não duraria para sempre. Ao vê-los tristes, logo se compadeceu e procurou despertar-lhes a lembrança de sua sincera amizade.

José aprenderia na prisão outra lição importante. Nem sempre o bem que fazemos a alguém produz gratidão. Muitas vezes não há retorno. Fazer o bem com sinceridade de coração deve ser simplesmente o resultado do amor de Deus em nossa vida. Pessoas decepcionam pessoas. Mas Deus jamais nos decepciona! Alguém pode até ser ingrato conosco, mas as recompensas do Senhor são infinitamente maiores e melhores do que qualquer favor humano. Aquele episódio pode ter decepcionado e entristecido o coração de José, mas Deus logo provaria a Sua benignidade para com ele.

Alguém já lhe decepcionou? Você já decepcionou alguém? Creio que a nossa resposta seja unânime para ambas as perguntas: Sim. Que o Espírito Santo nos conceda a paciência para esperar no Senhor, dando-nos um coração sempre disposto a responder com gratidão àqueles que nos fazem bem, e a retribuir com o bem aos que nos fazem mal, pois através destes podemos avançar no exercício do perdão e do amor. Lembremos de Jesus que, semelhante a José, foi preso injustamente assumindo a nossa culpa, e, por Sua vitória sobre os grilhões da morte, nEle somos livres. Vigiemos e oremos!

Bom dia, livres em Cristo!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Gênesis40 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Excelente!

Comentário por Silvio Fernandes




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: