Reavivados por Sua Palavra


Gênesis 35 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
17 de fevereiro de 2022, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Então, disse Jacó à sua família e a todos os que com ele estavam: Lançai fora os deuses estranhos que há no vosso meio, purificai-vos e mudai as vossas vestes” (v.2).

Após o ocorrido em Siquém, Jacó temeu pela própria vida e pela vida de sua família. A atitude assassina de seus filhos certamente despertaria o ódio geral das nações ao redor. Porém, “o terror de Deus invadiu as cidades que lhes eram circunvizinhas, e não perseguiram aos filhos de Jacó” (v.5). A ordem divina para que fossem a Betel foi seguida de um despertamento e reforma no meio do povo: “Então, deram a Jacó todos os deuses estrangeiros que tinham em mãos e as argolas que lhes pendiam das orelhas” (v.4). Este rito representa uma purificação, uma demonstração de arrependimento e de desapego das influências pagãs e mundanas.

Ao enterrar aqueles objetos, Jacó deu início a uma nova fase em sua família, assumindo um novo estilo de vida. O Senhor Se agradou disto, lhe aparecendo outra vez, lhe abençoando e renovando a aliança que havia feito com ele com seus pais, Abraão e Isaque. A morte de Raquel lhe causaria grande dor, mas o nascimento de Benjamim selaria a sua prole com a promessa de que se tornariam uma “multidão de nações” (v.11). Cada altar erguido ao Senhor simbolizava um lugar de verdadeira adoração. Os doze filhos de Israel possuíam limitações e fraquezas, mas seria a partir de sua descendência que Deus suscitaria uma nação de verdadeiros adoradores. E como um outro presente do Céu, Jacó teve a alegria de reencontrar seu pai ainda vivo (v.27), e Isaque, o privilégio de conhecer os netos que dariam continuidade à descendência de Abraão.

Rúben, o primogênito de Jacó” (v.23), estava entre aqueles que participaram do ritual de purificação, mas ao se deitar “com Bila, concubina de seu pai” (v.22), mostrou que seu coração ainda estava longe de Deus. A purificação é um processo de limpeza que resulta da busca por santificação. Não se trata de uma mudança externa apenas, mas do resultado de uma transformação que começa no coração. Cada “ídolo” rejeitado, cada hábito nocivo abandonado, é seguido de uma bênção divina. Para cada degrau avançado, erguemos um altar de adoração ao “Deus Todo-Poderoso” (v.11). Deus não exige de nós uma mudança instantânea, mas nos conduz em uma jornada onde, passo a passo, nos ensina que a verdadeira adoração não provém de nosso enganoso coração, e sim da entrega deste aos cuidados do Espírito Santo. É um processo gradual e crescente, como está escrito: “Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito” (Pv.4:18).

A obra de purificação que o Senhor realiza no meio do Seu povo sempre será o resultado da graça e do perdão que Ele nos oferece: “Eu, Eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de Mim e dos teus pecados não Me lembro” (Is.43:25). Não há mérito algum naquele que decide abandonar a velha vida para tornar-se uma nova criatura. Mas quando adoramos a Deus através da nossa vida porque O amamos, tudo passa a ter um significado diferente, e abandonar a aparência do mal torna-se um resultado inevitável. Isto não significa deixar de ser um pecador, mas, conscientes da natureza pecaminosa que domina os nossos membros, colocarmo-nos nas mãos do Oleiro a fim de que Ele nos molde segundo a Sua vontade. E, pela graça de Jesus, corresponder ao chamado divino: “Sede santos, porque Eu sou santo” (1Pe.1:16).

Quer você ser purificado e despir-se das vestes do pecado? Precisamos clamar pelo Espírito Santo! No livro O Desejado de Todas as Nações, página 135, lemos: “Quando o Espírito de Deus, com Seu maravilhoso poder vivificante, toca a alma, abate o orgulho humano. Prazeres, posições e poder mundanos aparecem como sem valor”. Deus deseja nos vestir das vestes da pureza e da justiça de Cristo, como está escrito: “Eis que tenho feito que passe de ti a tua iniquidade e te vestirei de finos trajes” (Zc.3:4). Vigiemos e oremos!

Bom dia, purificados por Cristo!

DEZ DIAS DE ORAÇÃO – 8° DIA: Oremos pelo batismo do Espírito Santo e Seu lavar purificador em nossa vida. Oremos por nossos cinco nomes de oração.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Gênesis35 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Amém!
Obrigado!

Comentário por Silvio Fernandes




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: