Reavivados por Sua Palavra


I SAMUEL 2 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
8 de setembro de 2022, 0:40
Filed under: Sem categoria

I SAMUEL 2 – Antes de expor a corrupção da família do sacerdote Eli no serviço do Santuário e antes do profeta revelar a morte de Hofni e Finéias, o texto apresenta a profunda teologia de Ana ao exaltar ao soberano Deus do Universo. “Por sua semelhança com o cântico de Maria, em Lucas 1, esta oração tem sido chamada de Magnificat [Cântico de Maria] do AT”. Sua abrangência é ampla, pois, “Ana orou pela vitória suprema sobre o mal mediante o Messias, ou o Cristo” (Bíblia Andrews).

Da sociedade apóstata, hipócrita e perversa da época dos juízes, Ana eleva-se com uma teologia pura. Em meio à idolatria, imoralidade e promiscuidade, essa mulher sofredora humilhada, cuja oração fora atendida, tem um coração voltado ao culto ao único Deus verdadeiro.

Notam-se sete pontos teológicos em sua canção: DEUS…
• …deve ser exaltado por possuir toda sabedoria e força/poder do Universo.
• …merece nosso louvor por mudar a sorte dos seres humanos.
• …exerce poder sobre todos, então orgulhosos e presunçosos devem humilhar-se.
• …torna possíveis os casos dificílimos e improváveis.
• …inclina-Se com compaixão para os que não podem se ajudar.
• …julga e faz justiça abatendo aos ímpios e recompensando aos fieis.
• …lida com maestria com a efemeridade e a incerteza da existência humana.

Nitidamente, Ana conhecia as Escrituras. Nelas, “encontrou as promessas de um futuro rei. Deus disse a Abraão e a Sara que haveria reis entre seus descentes (Gn 17:6, 16) e repetiu essa promessa a Jacó (35:11). Nas últimas palavras que proferiu aos filhos, Jacó anunciou que Judá seria a tribo real (49:10); em Deuteronômio 17:14-20, Moisés deu instruções com referência a um futuro rei… Em vários sentidos, o rei Davi cumpriu essa profecia, mas seu cumprimento absoluto encontra-se em Jesus Cristo (‘o Ungido’), que, um dia, Se assentará no trono de Davi e governará sobre seu reino glorioso (Lc 1:32-33, 69-75)”, avalia Warren Wiersbe.

De forma geral, “o livro [de Samuel] ajuda-nos a ver que Deus é Senhor da história. Seus planos soberanos são cumpridos apesar do fracasso humano”; especificamente, “a oração de Ana em forma de cântico celebra a justiça e a santidade de Deus. Ele derrota o orgulhoso e exalta o humilde. Ele protegerá seus santos e fortalecerá seu rei ungido” (Kenneth Mathews). Portanto, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: