Reavivados por Sua Palavra


GÊNESIS 16 by Jobson Santos
29 de janeiro de 2022, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/gn/16

É fácil para nós, leitores, acusar interiormente Sarai e Abrão por serem impacientes. Afinal, sabemos que em cinco capítulos nascerá Isaac e então o casal terá seu tão esperado final feliz. No entanto, quando se trata de nossas próprias vidas, muitas vezes lutamos com o mesmo desafio básico da caminhada cristã – a espera.

Esperar para ver as promessas de Deus se cumprirem pode parecer um dos períodos mais difíceis de nossa vida. Do nosso ponto de vista, a espera parece longa e justificamos buscar o cumprimento da promessa à nossa maneira. Achamos que talvez Deus queira que façamos algo para que as coisas aconteçam. Quando não confiamos no tempo de Deus, nos machucamos e inevitavelmente também afetamos a vida das pessoas ao nosso redor. No entanto, servimos a um Deus que não nos abandona às nossas escolhas precipitadas.

Deus não camuflou para Hagar o que os futuros relacionamentos de Ismael se tornariam como resultado das decisões de seus pais e dele próprio. Ao mesmo tempo, Deus escolheu abençoar a criança, como filho de Abrão, com muitos descendentes. Deus ouve nossos gritos de angústia, tanto os de nossa autoria como aqueles proferidos por outras pessoas. Ele não nos ignora.

Kathlyn Mayer
Troy, Nova York, EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/gen/16
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: