Reavivados por Sua Palavra


João 15 by jquimelli
23 de janeiro de 2015, 1:00
Filed under: crescimento espiritual, Jesus, parábolas, religião viva | Tags: , , , , ,

Comentário devocional:

Não é bom não produzir frutos. Quem quer ser infrutífero? No entanto, aqui Jesus diz que alguns serão encontrados infrutíferos. Então, o Pai, como jardineiro, irá cortar fora estes ramos da videira. 

Esta parábola pode trazer um sentimento de preocupação. Afinal, como é que vamos realmente saber se somos frutíferos ou não? Dentro do Reino de Deus, muitas vezes nosso fruto não se mostra imediatamente. Muitas vezes, como diz a Bíblia: um planta, outro rega, e ainda um outro colhe! Ou um estabelece uma base enquanto outro edifica sobre ele (1Co 3:5-10). Aqui Jesus usa a analogia de uma videira e um ramo. Trabalhe um pouco em jardinagem e a preocupação começará a se dissipar. 

No meu quintal, há árvores e arbustos. Meus dois favoritos são a macieira e um arbusto especial. O arbusto me traz grande alegria, porque, naturalmente, atrai muitos tipos de borboletas. Mas ele exige um trabalho cuidadoso de poda. A macieira também requer muito cuidado. Ao longo dos anos, ao cuidar dessas duas obras de Deus, tenho notado que os ramos que não produzem frutos são os que não se desenvolveram da maneira certa. O que quero dizer? Eles não cresceram para cima, para o sol, então não produzem frutos. 

Nenhuma planta produz frutos a menos que olhe para o sol. Nenhuma pessoa dá frutos a menos que olhe para o Filho de Deus. “Permaneçam em mim, e eu permanecerei em vocês. Nenhum ramo pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira. Vocês também não podem dar fruto, se não permanecerem em mim” (Jo 15:4 NVI). Você está mantendo seus olhos em Jesus? 

Jesus disse: “Como o Pai me amou, assim eu os amei; permaneçam no meu amor. Se vocês obedecerem aos meus mandamentos, permanecerão no meu amor, assim como tenho obedecido aos mandamentos de meu Pai e em seu amor permaneço. Tenho lhes dito estas palavras para que a minha alegria esteja em vocês e a alegria de vocês seja completa” (vv 9-11 NVI).

Christopher Bullock, M.Div. 
Pastor, em Atlanta, Georgia
Estados Unidos da America

 

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/jhn/15/
Traduzido por JAQ/GASQ
Texto bíblico: João 15 
Comentário em áudio 



João 15 – Comentários selecionados adicionais by jquimelli
23 de janeiro de 2015, 0:30
Filed under: Sem categoria

1 Agricultor. Anteriormente, Deus tomara "uma videira do Egito" (SI 80:8), plantando-a na terra de Canaã. Então, Ele tomou outra vinha, Seu próprio Filho, e a plantou na terra de Israel (ver DTN, 675). CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 5, p. 1159.

2 todo ramo. …o cristão é dependente da união com Cristo para uma vida espiritual frutífera. CBASD, vol. 5, p. 1159.

Não der fruto. Daquele que professa estar em Cristo espera-se a produção de frutos adequados. Esses frutos também são chamados de "frutos do Espírito" (Gl 5:22; E f 5:9) ou "frutos de justiça" (Fp 1:11; cf. Hb 12:11), que são evidentes no caráter e na vida. Quando esses "bons frutos" (Tg 3:17) estão ausentes, torna-se necessário cortar o ramo infrutífero. CBASD, vol. 5, p. 1159.

Corta . Do gr. airo, "remover", "tirar". Limpa . Do gr. kathairo, "para limpar", neste caso, por meio da remoção de crescimento inútil. Há um jogo de palavras no grego entre airõ ("cortar") e kathairo ("limpar") que não pode ser reproduzido em português. O caráter é "purificado" através de testes e provações da vida. O Pai, o lavrador celeste, supervisiona o processo. E, embora pareça dolorosa, a disciplina "produz fruto pacífico aos que têm sido por ela exercitados" (Hb 12:11). CBASD, vol. 5, p. 1159.

Mais fruto. Não pode haver vida sem crescimento. Enquanto há vida, existe a necessidade de desenvolvimento contínuo. O aperfeiçoamento do caráter é obra da vida inteira (ver PJ, 65, 66; ver com. de Mt 5:48). CBASD, vol. 5, p. 1159.

3 palavra. Resume a mensagem de Jesus. Bíblia de Estudo NVI Vida.

4 permaneçam em Mim. O ramo sem contato com a videira não tem vida. Bíblia de Estudo NVI Vida.

6 Se alguém não permanecer. Esta condição desfaz a ilusão "uma vez salvo pela graça, salvo para sempre". É possível àqueles que estão em Cristo romperem a conexão com Ele e se perderem (ver com. de Hb 6:4-6). A condição para ser salvo é permanecer em Cristo até o fim. CBASD, vol. 5, p. 1159.

7 Se permanecerdes em Mim. A permanência é recíproca, como se expressa no v. 4. Enquanto permanece em Cristo, Ele habita no ser humano e este se torna participante da natureza divina (2Pe 1:4). Seus pensamentos se identificam tanto com a vontade divina que apenas pedidos que estejam em harmonia com essa vontade são feitos (ver lJo 5:14; DTN, 668). Além disso, nenhum pecado interfere para impedir a resposta favorável. CBASD, vol. 5, p. 1160.

as Minhas palavras permanecerem. Isto mostra que a habitação de (ou permanência em) Cristo não é uma experiência mística ou inexplicável. As pessoas recebem a Cristo pela aceitação de Sua palavra. Enquanto se alimentam da Palavra, essas pessoas têm a mente iluminada por ela (ou pelo Espírito Santo). E, quando elas escolhem inteligentemente seguir e obedecer a Palavra, pelo poder capacitador do Céu, Cristo, a esperança da glória, transforma-as interiormente (Cl 1:27). Além disso, para essa experiência ser constante, elas precisam se alimentar diariamente da Palavra (ver com. de Jo 6:53). CBASD, vol. 5, p. 1160.

8. Muito fruto. O agricultor é honrado quando suas plantas produzem bem. Da mesma forma, a glória é dada a Deus quando Sua imagem é refletida na vida de Seus seguidores. Satanás alega que as exigências de Deus são severas e que a humanidade não pode atingir o ideal da perfeição cristã. Portanto, o caráter de Deus é vindicado quando o ser humano, pela graça de Deus, se torna participante da natureza divina. CBASD, vol. 5, p. 1160.

9 permanecei no Meu amor. Permanecer em Cristo significa estar abrigado em Seu amor. E animador saber que o amor de Cristo por nós é tão permanente quanto o amor do Pai para com o Filho. Mais do que isso, "o próprio Pai vos ama" (Jo 6:27) da mesma forma que ama o Filho (Ellen White, RH, 04/11/1890). CBASD, vol. 5, p. 1160.

10 mandamentos de Meu Pai. Sua vida sem pecado provou que é possível ao ser humano, com a ajuda divina, guardar os mandamentos (ver DTN, 24). CBASD, vol. 5, p. 1160.

11 Meu gozo. A alegria de Cristo repousava na consciência de uma missão cumprida com fidelidade. O Salvador se alegrava em cumprir o propósito divino na redenção do ser humano, a fim de que a humanidade pudesse ser salva. O objetivo de Sua vida era glorificar o Pai. CBASD, vol. 5, p. 1160.

O caminho do cristão nunca é enfadonho. Bíblia de Estudo NVI Vida.

vosso gozo. A alegria é o segundo fruto do Espírito alistado por Paulo (Gl 5:22).A verdadeira alegria não está no riso frenético ou no entusiasmo passageiro causados pelos prazeres superficiais do mundo. O cristão encontra alegria em desfrutar o amor de Cristo, nas vitórias conquistadas e no auxílio desinteressado ao próximo. A completa alegria só será alcançada no mundo por vir, mas grande alegria pode ser experimentada aqui e agora por aqueles que permanecem em Cristo. CBASD, vol. 5, p. 1160.

13. maior amor. O "novo mandamento” (Jo 13:34; cf. 15:12) ordenado aos discípulos é amar uns aos outros como Jesus os amou Jesus veio revelar a extensão desse amor, que O levou a dar a vida por eles. No entanto, Seu amor excedeu aquilo que Ele recomenda: "Enquanto nós ainda éramos pecadores" Ele morreu por nós (cf. Rm 5:6-8). CBASD, vol. 5, p. 1159, 1161.

18 se o mundo vos odeia. Eles sofreriam o ódio do mundo, mas entre os crentes deveria haver amor (v. 17). Eles seriam capazes de enfrentar o amargo conflito com o mundo, sem temor (Lc 22:24). O mundo odeia aqueles cujos interesses e simpatias estão em desacordo com ele (ver com. de Jo 7:7). CBASD, vol. 5, p. 1161.

19 se vós fôsseis. A condição não é confortável, de acordo com o sentido do texto grego. Eles tinham sido do mundo, mas atenderam ao apelo de Jesus para sair do mundo. CBASD, vol. 5, p. 1161.

odeia. Os motivos que despertam o ódio do mundo são: "permanecer" em Cristo (v. 4),
produzir frutos da justiça (v. 5) e manifestá-los (v. 16). As obras do mundo são reprovadas pela vida justa e pelo testemunho do cristão (Jo 7:7; IJo 3:13). Robertson faz a seguinte indagação: "Será que o mundo nos odeia? Se não, por que não? Será que o mundo tem se tornado mais mais cristão ou os cristãos, mais mundanos?" CBASD, vol. 5, p. 1161.

perseguirão a vós. Jesus já tinha avisado isto anteriormente (ver Mt 10:17-23). Ele não queria que os discípulos se desanimassem quando enfrentassem forte perseguição. Quão efetivamente essa lição fora aprendida seria visto mais tarde na coragem com o qual eles enfrentariam espancamento, prisão, tortura e morte (At 5:41; 16:22-25; etc.). Ao enfrentar perseguição (ICo 11:23-28; 2Co 4:8-12), Paulo pôde dizer: "Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de glória" (2Co 4:17). CBASD, vol. 5, p. 1161.

22 pecado não teriam. “Ora, não levou Deus em conta os tempos da ignorância" (At 17:30). Uma vez que Jesus veio e revelou o caminho da salvação, os judeus não tinham desculpa. Que maior revelação de Si mesmo Deus poderia ter-lhes dado? Pecaram em não aceitar Jesus, "o caminho, e a verdade e a vida" (Jo 14:6). "Aquele que sabe que deve fazer o bem e não o faz, nisso está pecando" (Tg 4:17). No julgamento, as pessoas serão condenadas, não por terem errado, mas por terem "negligenciado as oportunidades enviadas pelo Céu, para conhecer a verdade" (DTN, 4 9 0 ) .CBASD, vol. 5, p. 1162



João 15 – Comentários selecionados by jquimelli
23 de janeiro de 2015, 0:00
Filed under: Sem categoria

1 Videira verdadeira. Como em outros lugares neste Evangelho, “verdadeira” significa genuína. Jesus é a “videira” final e real, quando comparado a Israel, que era um tipo que prefigurava a realidade. Bíblia de Genebra.

Israel era a videira de Deus no A.T. (Sl 80.8-16; Is 5.1-7; Jr 2.21, etc.), mas sempre visto em termos de degeneração e destruição. Falhou na missão de produzir o fruto desejado por Deus. Cristo é o verdadeiro Israel (Gl 3.16) substituindo esta nação na missão de trazer salvação ao mundo. A "Videira" de Jo 15 equivale ao "Corpo" de Cristo nas Epístolas de Paulo. Bíblia Shedd.

2 fruto. Nenhum ramo que está em Cristo pode ser totalmente infrutífero. Porém, todo ramo que pertence a Cristo produzirá fruto e sofrerá a poda necessária para aumentar. … o fruto se refere a uma vida como a de Cristo, produzida pelo Espírito Santo (Gl 5.22-23), mais do que o número de pessoas convertidas sob o ministério do crente. Bíblia de Genebra.

Uma videira tem somente duas utilidades: produzir comida e bebida ou ser cortada e servir de combustível. Andrews Study Bible.

3 Produção maior de fruto vem do coração purificado pela Palavra. Bíblia Shedd.

4 permanecei. Continuar, ficar. Andrews Study Bible.

em Mim. Somente quando os nutrientes fluem livremente para os ramos é que os frutos aparecem. Bíblia de Genebra.

A contínua conexão com Cristo é essencial para o crescimento e a fecundidade. A dedicação eventual aos interesses religiosos não é suficiente. Experimentar elevado fervor religioso num dia apenas para cair num período de negligência no seguinte não promove a força espiritual. Permanecer em Cristo significa que a pessoa deve estar em constante comunhão diária com Ele e viver a Sua vida (Gl 2:20). Não é possível um ramo depender de outro para a vitalidade; cada um deve manter sua relação pessoal com a videira. Cada membro deve produzir seus frutos. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 5, p. 1159.

5, 6 O contraste entre permanecer ou não na videira. Bíblia Shedd.

7 As palavras vivas de Cristo comunicam Sua pessoa. Bíblia Shedd.

8 que deis muito fruto; e assim vos tornareis Meus discípulos. As obras referidas não são a base da nossa aceitação por parte de Deus, mas são o resultado da união salvífica com Cristo, recebida através da graça e não do mérito. Bíblia de Genebra.

Ver 13.35. “…deis muito fruto”, aqui, faz paralelo com “amor”. Andrews Study Bible.

11 Meu gozo. Muitos imaginam que a obediência a Cristo é algo extremamente pesado, porque exige submissão sacrificial e serviço (Rm 12.1-2). Jesus ensina o oposto, associando a obediência à alegria. Bíblia de Genebra.

16 e o vosso fruto permaneça. Uma característica distintiva do serviço cristão é que seus resultados têm significação eterna. Bíblia de Genebra.

Tudo quanto pedirdes ao Pai. Em relação á produção de frutos. Genuíno crescimento da igreja é fundamentado na oração. Andrews Study Bible.

18 o mundo vos odeia. O ódio do mundo não se deve àquilo que os discípulos fazem de errado, mas àquilo que eles fazem de certo. Bíblia de Genebra.

A oposição aos discípulos nasce porque eles não se conformam com os caminhos do mundo. O “mundo” não tolera a mínima ameaça ao seu controle. Andrews Study Bible.

Servo Senhor. Aqueles em íntimo relacionamento com Jesus experimentarão a mesma oposição do mundo que Jesus experimentou. (ver 11:47-53; 18:1-3, 6, 15). Andrews Study Bible.

22 pecado não teriam. O pecado aqui é o pecado específico do ódio a Jesus e àqueles que Lhe pertencem, e não pecado em sentido geral (v. 24). Bíblia de Genebra.

24 obras. As obras culminantes quais nenhum outro fez, foram a Sua entrega à morte e a ressurreição. Bíblia Shedd.




%d blogueiros gostam disto: