Reavivados por Sua Palavra


Provérbios 7 – As consequências da infidelidade by Jeferson Quimelli
11 de janeiro de 2014, 16:16
Filed under: sabedoria | Tags:

Provérbios 7 nos traz o relato de um rapaz sem juízo que caiu na armadilha de uma mulher adúltera e imoral. Ele se entregou a ela “como um boi que vai ao matadouro, como um animal que corre para a armadilha” (v. 22).

As pessoas precisam se proteger das armadilhas do adultério. Existem algumas precauções que tanto o homem como a mulher devem ter, como desconsiderar qualquer relacionamento profundo que não seja com sua própria esposa ou esposo, além de evitar ficar a sós por muito tempo e desenvolver intimidade com alguém do sexo oposto.

A infidelidade traz consequências terríveis. Ela:
– entristece a Deus;
– desonra o nome do Senhor;
– torna a pessoa inadequada para o ministério;
– causa uma ferida dolorosa;
– machuca os filhos e lhes causa vergonha e dor;
– desqualifica a pessoa a ensinar os preceitos de Deus aos filhos;
– abala seriamente o respeito próprio;
– provoca um terrível sentimento de culpa: Deus perdoa o pecado, mas muitas vezes a própria pessoa não consegue se perdoar;
– gera marcas, sequelas que podem prejudicar o relacionamento com o cônjuge e filhos;

Além disso, a pessoa que adulterou corre o risco de não receber o perdão da esposa ou marido, porque ele ou ela não consegue perdoar.

Será que vale a pena pagar esse preço? Proteja a si mesmo e ao seucasamento.

Esteja atento às armadilhas que Satanás espalha pelo seu caminho. Invista em seu casamento e seja fiel. A fidelidade e a confiança fortalecerão sua vida conjugal e, esteja certo, podem tornar seu casamento muito feliz.

Jaime Kemp. Comentário da Bíblia da Família (NTLH) sobre Provérbios 7. Sociedade Bíblica do Brasil.



Provérbios 7 by Jeferson Quimelli
11 de janeiro de 2014, 0:00
Filed under: sabedoria | Tags: , , , ,

Comentário devocional:

Neste capítulo, Salomão aborda a questão do sexo e da imoralidade. Sexo é amplamente reconhecido por pesquisadores contemporâneos como sendo um dos mais poderosos – se não o mais poderoso – desejo humano. Ele está no topo da lista dos motivadores que nos impulsionam como seres humanos, juntamente com a alimentação e o medo. Os profissionais de marketing sabem há muito tempo que eles podem nos convencer a comprar o seu produto ou serviço através da integração de sexo, comida ou medo em sua publicidade.

Poucos argumentariam contra a noção de que a comida e o medo podem destruir vidas. Mas a ameaça potencial do sexo é muitas vezes ignorada em uma geração cujo lema é: “Se dá prazer, faça!”

Salomão mostra que a imoralidade sexual é um pecado difícil de ser superado.

Paulo viu o mesmo perigo quando escreveu: “Fuja da imoralidade sexual. Qualquer outro pecado que o homem comete é fora do corpo, mas aquele que comete pecados sexuais peca contra o próprio corpo” (1 Coríntios 6:18 NVI).

Em Provérbios 7, Salomão diz que viu um jovem entrar na casa de uma mulher tentadora e sensual. Talvez o jovem tenha pensado que seria uma visita de apenas uma noite. Talvez, após ter sido vencido pelo desejo, tenha prometido a si mesmo que isso nunca mais iria acontecer novamente. Mas ele nunca mais seria o mesmo depois da experiência proibida e do conhecimento que ele vivenciou. Salomão diz que o jovem inocentemente cometeu suicídio moral: “…como o pássaro que salta para dentro do alçapão, sem saber que isso lhe custará a vida” (v. 23 NVI).

Sexo fora dos limites do casamento custa às pessoas suas vidas morais. É por isso que o Senhor diz: “Não cometa adultério” (Ex. 20:14 NTLH).

Andrew McChesney
Jornalista na Rússia

Texto original em: http://revivedbyhisword.org/en/bible/pro/7/

Traduzido por JAQ/GASQ/JDS

Texto bíblico: Provérbios 7  




%d blogueiros gostam disto: