Reavivados por Sua Palavra


Hebreus 6 by Jeferson Quimelli

Comentário devocional:

De todos os capítulos de Hebreus, esse é o que provavelmente mais tem causado consternação entre os cristãos. É realmente possível que uma pessoa possa ir além da graça de Deus? Existem pessoas que Deus realmente não pode perdoar? Sim, este capítulo diz que é possível.

Nos versos 1-3 o apóstolo diz que seus leitores precisam avançar em seu conhecimento do evangelho. Eles precisam comer o alimento espiritual dos adultos. Sua recusa em fazê-lo não só interrompe o crescimento, mas também pode levar à morte de sua relação com Cristo. Os versos 4-6 argumentam que o problema não é a possibilidade de haver um pecado grande demais para ser perdoado (pois o sangue de Jesus pode cobrir qualquer pecado, I João 1:7), mas que uma vez que o dom de Deus tenha sido apreciado e, em seguida, rejeitado, a pessoa assim neutraliza os meios que Deus usa para sua salvação. Na verdade, nesse caso possuir dons do Espírito pode causar mais distanciamento de Deus (vs. 7-8).

Felizmente, esse não é o caso da audiência da carta. Eles estão no caminho para a salvação. Eles precisam, no entanto, fazer duas coisas: (1) manter sua esperança até o fim e (2) ter paciência e perseverança (vv 9-12).

No resto do capítulo, o autor explica como realizar essas duas coisas. Os versos 13-15 descrevem Abraão como um exemplo de perseverança a imitar e os vs. 16-20 apresentam Jesus como a âncora firme da esperança do crente. Deus jurou a Abraão que através de sua descendência iria abençoar todas as famílias da terra (isto é, você e eu). Ao entronizar Jesus à Sua mão direita, Deus começou a cumprir Sua promessa a Abraão. É impossível que Ele esqueça do Seu juramento.

Jesus é a âncora de nossa alma!

Felix H. Cortez
Andrews University Theological Seminary 
Estados Unidos

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/heb/6/
Traduzido por JAQ/JDS/IB
Texto bíblico: Hebreus 6 
Comentário em áudio 



Jeremias 42 by Jeferson Quimelli
12 de junho de 2014, 0:00
Filed under: fidelidade | Tags: , ,

Comentário devocional:

Joanã e outros capitães militares resgataram com sucesso as pessoas que tinham sido capturadas por Ismael. Então, em vez de voltarem para Mispa, Joanã, os capitães e as pessoas, temendo a vingança dos caldeus da Babilônia, decidiram fugir para o Egito e chegaram a uma estalagem em Gerute-Quimã perto de Belém, ao sul de Jerusalém (Jer 41:17).

Os capitães militares e as pessoas resgatadas queriam uma viagem segura para o Egito. Jeremias estava entre essas pessoas em Gerute-Quimã. Eles sabiam que a profecia de Jeremias acerca da destruição de Jerusalém pelos caldeus tinha se cumprido integralmente. Por isso queriam ouvir da boca de Jeremias qual a orientação de Deus a respeito, a fim de garantir a proteção divina em sua fuga para o Egito. Eles ocultaram a firme determinação de fugirem para o Egito fingindo ser humildes, e disseram a Jeremias: “Quer seja favorável ou não, obedeceremos ao Senhor, o nosso Deus” (Jer 42:6, NVI). 

Jeremias lhes garantiu que bênçãos divinas seriam derramadas sobre eles se aceitassem ficar em Judá (42:7-19), mas se fugissem para o Egito, perderiam suas vidas. Deus conhecia os corações deles e que estavam determinados a fugir para o Egito. Então Jeremias acusou-os, dizendo: “Eu lhes disse, hoje mesmo, o que o Senhor, o seu Deus, me mandou dizer a vocês, mas vocês não lhe estão obedecendo. Agora, porém, estejam certos de que vocês morrerão pela guerra, pela fome e pela peste, no lugar em que vocês desejam residir” (Jer 42:21-22, NVI).

Quando procuraram a Jeremias para ouvirem a Palavra do Senhor eles haviam jurado solenemente: “Que o Senhor seja uma testemunha verdadeira e fiel contra nós, se não mantivermos o nosso juramento! Juramos que faremos tudo o que o Senhor teu Deus te mandar dizer-nos “(Jeremias 42:5 New English Bible – NEB). Eles enganosamente juraram em nome do Senhor. Eles quebraram o mandamento encontrado em Levítico 19:12 “Não jurem em meu nome com a intenção de enganar profanando assim o nome do vosso Deus” (NEB).

Toda forma de engano é pecado contra Deus. Precisamos ser cristãos verdadeiros, pessoas sinceras, sem engano, que não profanam o nome de Deus.

Nesse relato percebemos o imenso amor de Deus para com seu povo. Após a destruição de Jerusalém, sob circunstâncias nada favoráveis, Deus amorosamente promete proteção aos restantes que haviam ficado na terra, caso eles confiassem em Sua Palavra e aceitassem permanecer em Judá. Infelizmente os líderes decidiram ir para o Egito e o povo os seguiu. Mais uma vez os planos bondosos de Deus foram impedidos de se cumprirem na vida do seu povo devido à incredulidade e desobediência. 

Oremos para que Deus nos dê um coração disposto a aceitar e obedecer a todas as suas orientações.

Yoshitaka Kobayashi
Japão

 

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/jer/42/

Traduzido por JDS/JAQ

Texto bíblico: Jeremias 42 




%d blogueiros gostam disto: