Reavivados por Sua Palavra


1 SAMUEL 20 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
26 de setembro de 2022, 1:00
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO 1 SAMUEL 20 – Primeiro leia a Bíblia

1 SAMUEL 20 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL

1 SAMUEL 20 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO – ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

Acesse os comentários em vídeo em nosso canal no Youtube (pastores Adolfo, Valdeci, Weverton, Ronaldo e Michelson)



1 SAMUEL 20 by Luís Uehara
26 de setembro de 2022, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/1sm/20/a>

“[Jônatas] amava [Davi] como amava a sua própria alma.”

Jônatas fez de Deus parte de suas conversas e promessas a Davi. Ele procurou protegê-lo do perigo, até mesmo arriscando a própria vida. Ele sentiu as dores de Davi e chorou com ele. Jônatas mostrou o amor que todos nós somos chamados a mostrar àqueles que nos rodeiam. Você pode achar fácil amar seu melhor amigo, como Jônatas amava a Davi, mas e quanto ao seu vizinho, de acordo com a definição de Jesus? Você ama a senhora no ônibus, o homem que te corta no trânsito, a garota que está sempre feliz sem motivo aparente, o garoto desafiador?

Jesus quer que a gente ame a todos, como Jônatas amava a Davi. Ele quer que procuremos o bem deles, tenhamos empatia para com eles e os apresentemos ao Pai celestial em oração.

Você pode não ter uma amizade especial assim com outro ser humano, como muitos outros têm, mas todos podemos encontrar um amigo assim em Jesus.

Hoje, ao experimentar a fidelidade de Jesus, lembre-se de ser um amigo fiel.

Charlique Dobney
Igreja Adventista do Sétimo Dia da Nova Vida
Filadélfia, Pensilvânia, EUA.
Ex-aluna do REACH (programa americano de educação cristã)

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/1sa/20
Tradução: Pr. Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



I SAMUEL 20 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
26 de setembro de 2022, 0:50
Filed under: Sem categoria

478 palavras

1 fugiu Davi. Com certeza, para Gibeá [a casa de Saul] , a fim de conversar com Jônatas. Davi não teria ousado voltar lá enquanto Saul ali estava, mas, sob o poder de restrição do Espírito, o rei permaneceu em Ramá [lar de Samuel] a maior parte do dia e da noite (ver 1Sm 19:23, 24). A demora deu a Davi uma oportunidade de se encontrar com Jônatas e descobrir qual era a atitude de Saul. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 2, p. 591.

Lua Nova. O mês lunar começa com a lua nova e era festejada com holocaustos. Bíblia Shedd.

sacrifício anual. Indica que esta “lua nova” poderia ser a Festa das Trombetas, quando se iniciava o ano civil judaico (Lv 23.23-35; Nm 29.1-6). Bíblia Shedd.

se, porém. Davi tinha consciência de que sua condição não se devia a nenhum pecado de sua parte. … A certeza de sua inocência sustentou Davi na hora da provação. Uma consciência limpa pode compensar qualquer perda neste mundo. Aqueles que sentem inveja dos ímpios, que se permitem desfrutar os prazeres do pecado, devem lembrar que esses prazeres são pagos com horas de remorso e aversão a si mesmos. Muitos dos que bebem da fonte poluída da Terra dariam tudo o que têm para desfazer o passado e apagar a mancha vil de sua vida. Em contrapartida, os que podem olhar para Deus e para Seus semelhantes com a consciência limpa de ofensas são pessoas mais felizes. Talvez possuam poucas vantagens materiais, mas têm um tesouro que nem meso toda a riqueza do mundo seria capaz de comprar (ver 1Pe 3:13-17). CBASD, vol. 2, p. 592, 593.

13 e seja o SENHOR contigo, como tem sido com meu pai. Clara indicação de que Jônatas espera que Davi se torne rei. Bíblia de Estudo NVI Vida.

14 usará para comigo com bondade. Jônatas compreendeu e reconheceu que Deus havia escolhido Davi como rei. … Davi cumpriu em gesto tocante o pedido de Jônatas (2Sm 9), pois o costume era eliminar a família rival. Bíblia Shedd.

15 jamais. …duração da existência simultânea das duas casas. CBASD, vol. 2, p. 594.

19 lugar em que te escondeste no dia de ajuste (ARA; NVI: “lugar onde você se escondeu quando tudo isto começou”).

pedra de Ezel, “pedra de partida”. Com certeza foi ali que os dois amigos se separaram. Bíblia Shedd.

26 não está limpo (ARA; NVI: “cerimonialmente impuro”).  Pensava Saul que Davi tivesse se contaminado e procedia sua purificação conforme a lei (Lv 15). Bíblia Shedd.

27 o filho de Jessé. Expressão de mofa e ódio. Não mencionou o nome de Davi. Bíblia Shedd.

29 meu irmão ordenou que eu estivesse lá (NVI). A autoridade do irmão mais velho se iguala à dos pais. Andrews Study Bible.

30 Filho de mulher perversa e rebelde. O insulto é dirigido a Jônatas, não a sua mãe. Andrews Study Bible.

34 todo encolerizado (ARA; NVI: “muito irado”).

41 prostrou-se rosto em terra três vezes. Gesto de fidelidade e submissão (Dn 6.10). Bíblia Shedd.



1Samuel 20 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
26 de setembro de 2022, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Então, fugiu Davi da casa dos profetas, em Ramá, e veio, e disse a Jônatas: Que fiz eu? Qual é a minha culpa? E qual é meu pecado diante de teu pai, que procura tirar-me a vida?” (v.1).

O questionamento de Davi expressa a sua profunda angústia e, a resposta de Jônatas, a sua inocência quanto à malícia de seu pai. Saul era ardiloso, de forma que nem seu filho havia desconfiado da sua ira contra Davi. Mas Davi foi enfático em abrir os olhos de Jônatas para a realidade de que Saul já havia percebido a íntima amizade entre eles. Jônatas combinou com seu amigo um sinal, e sob forte tensão percebeu a gravidade das intenções de Saul, ficando “muito sentido por causa de Davi, a quem seu pai havia ultrajado” (v.34).

Davi já conhecia os perversos desígnios de Saul, mas a confirmação lhe trouxe profunda tristeza. Suas lágrimas não foram apenas por despedir-se de Jônatas, mas pela ira sem causa do rei a quem tanto amava. Percebam que os seus questionamentos no início do capítulo são também afirmações acerca de sua inocência: “Que fiz eu? Qual é a minha culpa?”. Ou seja, ‘não tenho ideia do que possa ter feito de errado, nem tampouco consigo achar algo que me incrimine’. Davi apenas seguia as ordens do rei, comandava os seus exércitos e tocava a sua harpa para acalmá-lo. Mas Saul enxergou em Davi a bênção que desejava para si, permitindo ser consumido pelo ódio e pela inveja.

Davi não somente perdeu a amizade de Saul, como também ganhou um inimigo mortal. O principal objetivo da vida de Saul era destruir Davi. Isto se tornou sua obsessão. Fez “o seu coração duro como diamante, para que não ouvisse a lei, nem as palavras que o Senhor dos Exércitos enviara pelo Seu Espírito, mediante os profetas” (Zc.7:12). O Senhor tentou advertir Saul por intermédio do profeta Samuel, mas sua dura cerviz o impedia de ouvir. Por duas vezes Saul jurou em falso, e sobre isso está escrito: “nenhum de vós pense mal no seu coração contra o seu próximo, nem ame o juramento falso, porque a todas estas coisas Eu aborreço, diz o Senhor” (Zc.9:17).

Devemos agir com cautela considerando a advertência de Jesus: “Eis que Eu vos envio como ovelhas para o meio de lobos; sede, portanto, prudentes como as serpentes e símplices como as pombas” (Mt.10:16). Ao perceber a raiva homicida de Saul, Davi buscou não apenas livrar-se da morte, mas prudentemente evitar que o rei cometesse tamanho pecado, assassinando o ungido do Senhor. Não se trata de erguer muros nos relacionamentos, e sim de evitar sofrimentos desnecessários. Saul precisava de ajuda, mas definitivamente Davi não era a pessoa mais indicada para ajudá-lo. Ainda que haja o perdão, se não é conveniente ser um amigo íntimo de alguém, sê, pois, um amigo de oração. “Então, andarás seguro no teu caminho, e não tropeçará o teu pé” (Pv.3:23). Vigiemos e oremos!

Bom dia, amigos de oração!

Rosana Garcia Barros

#1Samuel20 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



I SAMUEL 20 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
26 de setembro de 2022, 0:40
Filed under: Sem categoria

I SAMUEL 20 – Deus cuida de Seus servos! Detalhes entre os perigos da existência indicam providência da Onipotência.

É um milagre divino na vida de Davi que o filho de seu pior inimigo tornou-se seu melhor amigo. Jônatas era filho do maquiavélico rei Saul. Na ordem natural das coisas, ele daria continuidade à monarquia israelita; porém, aceitou a soberania divina na escolha de Davi.

Como amigo íntimo de Davi, Jônatas o protegeu da louca ambição assassina de seu pai. Por ironia, enquanto Saul estava obcecado por matar seu inimigo, o filho do ávido assassino corria risco de morte para preservar a vida do inimigo de seu próprio pai.

Além de poder contar com um nobre amigo nas horas difíceis da vida, é importante possuir uma consciência livre do peso da culpa. Davi não buscava aliado para sustentar um erro ou estratégia perversa; pelo contrário, Davi não havia maquinado nenhum mal contra Saul; todas as suas ações visavam ajudar e promover seu bem, ajudando-o em tudo (I Samuel 20:1-16).

“A certeza de sua consciência sustentou Davi na hora da provação. Uma consciência limpa pode compensar qualquer coisa neste mundo. Aqueles que sustentam inveja dos ímpios, que se permitem desfrutar os prazeres do pecado, devem se lembrar que esses prazeres são pagos com horas de remorso e aversão a si mesmos. Muitos que beberam da fonte poluída da Terra dariam tudo o que têm para desfazer o passado e apagar a mancha vil de sua vida. Em contrapartida, os que podem olhar para Deus e para Seus semelhantes com a consciência livre de ofensas são pessoas mais felizes. Talvez possuam poucas vantagens materiais, mas têm um tesouro que nem mesmo toda a riqueza do mundo seria capaz de comprar (ver 1Pe 3:13-17)”, aplica o Comentário Bíblico Adventista.

Pessoas como Saul que buscam interesses egoístas fazem da vida alheia um inferno, ainda que pessoas como Davi tenham a consciência limpa. E pessoas como Jônatas, que se submetem a Deus, são altruístas; e, posicionam inclusive contra a família quando precisam defender o que é certo e a quem faz a coisa certa (I Samuel 20:17-43).

Nossa sociedade deprimente carece muito de mais pessoas como Jônatas e Davi, e menos de pessoas como Saul. Façamos a diferença! Busquemos reavivarmo-nos! – Heber Toth Armí.



1 SAMUEL 19 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
25 de setembro de 2022, 1:00
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO 1 SAMUEL 19 – Primeiro leia a Bíblia

1 SAMUEL 19 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL

1 SAMUEL 19 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO – ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

Acesse os comentários em vídeo em nosso canal no Youtube (pastores Adolfo, Valdeci, Weverton, Ronaldo e Michelson)



1 SAMUEL 19 by Luís Uehara
25 de setembro de 2022, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/1sm/19/a>

Em 1 Samuel 19:2, Jônatas dá instruções muito importantes a Davi. O fiel amigo de Davi o avisa de um inimigo que busca uma oportunidade para matá-lo. Ele diz a Davi para estar em guarda na manhã seguinte, para se esconder e ficar lá. No verso 18, Davi foge para Samuel, mas ele também corre para o Senhor (2Sm 22:2-3; Salmo 91:2; Provérbios 18:10). Jesus diz que nós também devemos vigiar e a vestir-nos com toda a armadura de Deus (1 Pedro 5: 8, Efésios 6:11-13).

Tenha momentos devocionais pela manhã. Passe um tempo sozinho com o Pai celeste na hora do amanhecer. Treine sua mente para descansar na presença de Deus. Mantenha sua mente neste lugar elevado. O inimigo busca uma chance durante um momento de distração para nos derrubar. Devemos constantemente fugir para o nosso libertador. Devemos nos apegar a Jesus, para não perecermos. Permita que Jesus grave firmemente suas promessas em sua mente e seja a sua força (Colossenses 3:2). Seus pensamentos, seus sentimentos, sua mente, seu coração estão seguros com o Rei.

Jesus é um lugar seguro. Em Mateus 8:23-27, Cristo dorme durante uma poderosa tempestade. Sua mente estava em repouso, em meio ao caos e ao pânico, porque ele havia reconhecido e afirmado quem era seu pai antes da tempestade.

Amina Young-poon
Igreja Adventista do Sétimo Dia Espanhola de Oakwood
Huntsville, Alabama, EUA.

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/1sa/19
Tradução: Pr. Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



I SAMUEL 19 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
25 de setembro de 2022, 0:50
Filed under: Sem categoria

878 palavras

Neste capítulo, vemos como Deus levantou três intercessores diferentes para se interporem em favor de Davi: Jônatas, Mical e Samuel.
– O primeiro intercessor é Jônatas, suplicando a seu pai pela vida do seu amigo, com o risco de sua própria vida. É este o tipo de intercessor que estamos sendo para o povo escolhido de Deus? “Somos um amigo mais chegado que um irmão?” Prov. 18:24.
– O segundo intercessor é a esposa de Davi, Mical, a filha de Saul. Ela não apenas professa amar seu marido, mas se empenha de todo o seu coração e força física a fim de ajudá-lo a escapar. É este o tipo de intercessor que estamos dispostos a ser, transformando em ações a nossa retórica de amor, mesmo quando isso significa arriscar a nossa reputação? “Sede praticantes da palavra, e não apenas ouvintes, enganando-vos a vós mesmos” Tiago 1:22 NVI.
– O terceiro intercessor em favor de Davi é o profeta Samuel. E talvez a sua intercessão seja a mais importante das três. Neste capítulo, não o vemos argumentando com Saul ou agindo fisicamente a fim de salvar a vida de Davi, como os dois primeiros fizeram. Em vez disso, vemos o resultado que só poderia ter vindo de suas fervorosas orações. Vemos em operação aqui uma atuação tão poderosa do Espírito Santo de modo que ninguém, nem mesmo o rei Saul, conseguiu fazer mal a Davi. Este é um paralelo poderoso da história de Balaão em Números 23:8, onde ele mesmo é forçado a reconhecer: “Como posso amaldiçoar a quem Deus não amaldiçoou? Como posso pronunciar ameaças contra quem o Senhor não quis ameaçar? ” (NVI). Melody Mason, em http://revivedbyhisword.org/en/bible/1sa/19/

matar Davi. Saul agora abandona seus atentados indiretos contra a vida de Davi (ver 18.13, 17, 25) e adota uma abordagem mais direta, levando Davi a deixar o cargo que tinha na corte (cf. v. 12, 18; 20.42). Bíblia de Estudo NVI Vida.

Saul decidiu fazer de Davi o alvo de um expurgo político e discutiu o assunto com Jônatas e com alguns oficiais do governo. Sem dúvida, garantiu-lhes imunidade de qualquer punição. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 2, p. 586.

falarei. Jônatas demonstrou sensatez ao se comportar de uma maneira que conservou a influência sobre o pai e, ao mesmo tempo, salvou o amigo da morte certa. CBASD, vol. 2, p. 586.

Saul atendeu. Como são eficazes as palavras certas no momento certo(ver Pv 25:11; Is 50:4)! CBASD, vol. 2, p. 586.

17 ele me disse… eu te mato. Essa mentira deu a Saul um motivo para buscar com ainda mais vigor seu propósito de assassinar Davi, pois ele teria ameaçado sua filha. Se Davi ousava matar a filha do rei, não haveria segurança para nenhum membro da família real até que ele fosse exterminado. A falsidade, porém, era resultado da educação dada por Saul, e ele só podia culpar a sim mesmo. CBASD, vol. 2, p. 588.

18 Davi fugiu. O salmo 59, supõe-se, foi escrito nessa ocasião. Começa o período de fugas, por cerca de 5 anos. Bíblia Shedd.

Há momentos em que a causa do bem avança melhor pela fuga do que pela luta. … Caso houvesse enfrentado Saul com o mesmo espírito ousado usado no embate com Golias, teria conseguido atrair muitas pessoas para seu lado; mas tal ação levaria a uma guerra civil, pois Saul também era popular e muitos lhe obedeciam. Conforme os acontecimentos posteriores demonstram, foram necessários sete anos após a morte de Saul para Davi ser aceito por todo o Israel. Davi, portanto, procedeu como Cristo. Destemido, o Salvador poderia ter convocado os exércitos do Céu para auxiliá-lo. Em vez disso, permitiu que homens maus triunfassem temporariamente. CBASD, vol. 2, p. 587.

Ramá. A cidade natal de Samuel. Davi se sente mais seguro no norte, próximo a Samuel, que o ungiu como rei. Andrews Study Bible.

Naiote. Significa “habitações” ou “moradias”. Esse termo parece designar um complexo de casas numa certa seção de Ramá onde residia um grupo de profetas (cf v. 19, 20, 22, 23). Bíblia de Estudo NVI Vida.

23 profetizaram. Saul profetizava, não para trazer mensagens proféticas do Senhor, mas como sinal do poder de Deus. Andrews Study Bible.

… nessa questão havia uma grande diferença entre Saul e Davi. Saul era um outro homem, dentro das circunstâncias, mas não um novo homem. O Espírito estava sobre ele, mas não nele. Ele tinha dons, mas não a graça. Não havia raiz, e a planta secou. Comentário Bíblico Devocional – Velho Testamento, F. B. Meyer.

24 tirou suas roupas… nu. Saul retirou sua veste real externa [manto].Andrews Study Bible.

Ao tirar seu manto real, Saul ficou vestido mais ou menos como qualquer um dos alunos da escola. Talvez ali o Espírito Santo tenha insistido com Saul pessoalmente pela última vez. … Ao retornar, o espírito maligno que o controlara por tanto tempo encontrou seu coração desprovido da graça de Deus e se apossou dele com mais força do que antes. CBASD, vol. 2, p. 589.

despido, ficou deitado todo aquele dia e toda aquela noite. Saul foi tão dominado pelo Espírito de Deus que foi impedido de levar a efeito a sua intenção de tirar a vida de Davi. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Está também Saul entre os profetas? Tanto Saul como seus mensageiros profetizaram na presença dos profetas. Bíblia Shedd.

Essa segunda repetição ressalta como o espírito de Saul era totalmente diferente do espírito desses zelosos servos do Senhor. Bíblia de Estudo NVI Vida.



1Samuel 19 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
25 de setembro de 2022, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Procurou Saul encravar a Davi na parede, porém ele se desviou do seu golpe […] então, fugiu Davi e escapou” (v.10).

O capítulo de hoje deixa bem claro que Saul não estava bem espiritual e psicologicamente. O teste feito por Jônatas parecia ter provado que seu pai havia desistido de matar Davi. Mas a sua farsa logo seria descoberta. E Davi se dividia entre fugir e esconder-se, e ficar na presença do rei e ajudá-lo a livrar-se do espírito maligno. Só que o último atentado de Saul contra Davi, fez com que este percebesse o sério apuro em que se encontrava. Finalmente, o rei foi bem claro em suas intenções.

Tomando conhecimento do paradeiro de Davi, Saul enviou mensageiros a Samuel e à casa dos profetas. O Senhor fez com que estes profetizassem e não cumprissem o mandado do rei. E após mais duas tentativas frustradas, o próprio Saul foi no encalço de Davi, “e o mesmo Espírito de Deus veio sobre ele, que, caminhando, profetizava até chegar à casa dos profetas, em Ramá” (v.23). Provavelmente, a profecia fosse sobre o reinado de Davi, assegurando que não importasse o que Saul tentasse fazer, não conseguiria, porque o Senhor havia separado o menor filho de Jessé para um grande propósito.

Sabem o que isto significa, amados? Que não importa se a pessoa mais influente e poderosa esteja a intentar o mal contra um escolhido de Deus, ela não terá sucesso; que quanto mais procura fazer o mal, mais frustrada ficará. O profeta Jeremias já passou por algo parecido, quando disse: “Todos os meus íntimos amigos, que aguardam de mim que eu tropece […]” (Jr.20:10). Davi havia se afeiçoado a Saul em íntima amizade. Ele poderia, sendo o ungido de Deus e percebendo a malícia de Saul, tê-lo ferido assim como o fez com Golias e com tantos filisteus. Mas era sofrido para Davi pensar que o rei o odiava. Apesar do ódio implacável de Saul, Davi o amava.

Infelizmente, os piores inimigos muitas vezes são aqueles disfarçados de amigos. Na presença das pessoas são agradáveis e dóceis. Mas, na intimidade, mostram quem realmente são. E sabem qual foi o diferencial na vida de Davi e do profeta Jeremias? Logo após lamentar a triste perseguição, Jeremias escreveu: “Mas o Senhor está comigo como um poderoso guerreiro” (Jr.20:11). E vejamos o que diz o Salmo de Davi: “Com efeito, não é inimigo que me afronta […] mas tu és homem meu igual, meu companheiro e meu íntimo amigo. Juntos andávamos […] e íamos com a multidão à Casa de Deus […] A sua boca era mais macia que a manteiga, porém no coração havia guerra […] Tu, porém, ó Deus, os precipitará à cova profunda […] eu, todavia, confiarei em Ti” (Sl.55:12-14, 21 e 23).

O Senhor conhece todos os propósitos do coração e vê muito além do que possamos imaginar. Deus sabe que “o perverso espreita ao justo e procura tirar-lhe a vida. Mas o Senhor não o deixará nas suas mãos. […] O Senhor os ajuda e os livra; livra-os dos ímpios e os salva, porque nEle buscam refúgio” (Sl.37:32-33, 40).

Se alguém que você considerava amigo hoje lhe maltrata, confie no Senhor. Davi confiou em Deus e agiu com prudência fugindo na hora certa. Em nenhum momento revidou o mal. Mas chega um momento em que evitar a amargura das pessoas e orar por elas é a melhor decisão a se tomar. Evite o confronto. Fuja de palavras maliciosas e atitudes conflitantes. E, se surgir oportunidade, retribua sempre o mal com o bem. “Se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça. Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem” (Rm.12:20-21). Vigiemos e oremos!

Feliz semana, pacificadores!

Rosana Garcia Barros

#1Samuel19 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



I SAMUEL 19 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
25 de setembro de 2022, 0:40
Filed under: Sem categoria

I SAMUEL 19 – O Espírito Santo está atuando no mundo, mas também existem muitos espíritos malignos infernizando a vida da humanidade.

Observe que, após todas as estratégias de prejudicar Davi fracassaram no capítulo anterior, I Samuel 19 indica que Saul pediu ajuda do filho Jônatas (que era amigo de Davi) em seu intento de matá-lo; depois, astutamente, tentou cravar Davi na parede com sua lança; sem obter sucesso, organizou estratégia para matá-lo enquanto dormia; porém, também não deu certo. Diante dessa orquestração assassina, Davi refugiou-se com o profeta de Deus.

Nessa altura da leitura das Escrituras é possível notar a atuação do Espírito Santo descrito desde Gênesis 1:2. Além de ser citados em outras ocasiões de Gênesis a Juízes, como se vê no caso de Gideão (Juízes 6:34), Jefté (Juízes 11:29) e Sansão (Juízes 14:6, 19; 15:14), em I Samuel ele é essencial na execução dos planos divinos entre os seres humanos. “O Espírito do Senhor veio sobre Saul e Davi após terem sido ungidos como reis (1Sm 10:10; 16:13). O poder do Espírito Santo trouxe profecia (1Sm 10:6) e vitória na batalha (1Sm 11:6)” observa John MacArthur.

Por outro lado, assim como em Juízes, “Deus enviou um espírito maligno entre Abimeleque e os cidadãos de Siquém, e estes agiram traiçoeiramente contra Abimeleque” (Juízes 9:23); também, em I Samuel 19:9, Saul possuiu o mesmo espírito desses pagãos; “um espírito maligno mandado pelo Senhor apoderou-se de Saul quando ele estava sentado em sua casa, com sua lança na mão” ao tentar cravar Davi na parede.

O verbo indica ação divina devido a que a operação do espírito mal só pode atuar quando Deus permite, quanto retira Seu Espirito Santo (I Samuel 16:14). No entanto, até mesmo possuído de espíritos demoníacos, o poder do Espirito Santo continua agindo soberanamente para que as formas satânicas não façam estrago total nos planos divinos (I Samuel 19:18-24).

Quando em Apocalipse 7:1-3 diz que ao soltarem os quatro anjos os quatro ventos que estão segurando, significa que o Espírito Santo se retirará da Terra; porém, não dos fieis remanescentes, estes serão poderosamente protegidos por Cristo até a consumação dos séculos (Apocalipse 18:1; Mateus 28:20; Efésios 1:13-14).

Precisamos distinguir o Espírito Santo dentre os espíritos demoníacos, e reavivarmo-nos no Espírito certo! – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: