Reavivados por Sua Palavra


JOSUÉ 18 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
6 de agosto de 2022, 0:40
Filed under: Sem categoria

JOSUÉ 18 – A essa altura ainda havia sete tribos que não tinham recebido herança, território. Então, Josué dividiu em sete partes o restante da terra. O capítulo encerra apresentando a herança a o limite do território de Benjamim com suas cidades.

Nenhuma tribo deveria ficar sem herança, exceto a tribo de Levi; a qual serviria às outras tribos como líderes espirituais.

A fim de não consumirem seu tempo com atividades seculares, os levitas não deveriam cultivar a terra nem criar animais. Deveriam dedicar tempo às coisas espirituais, desenvolvendo a importantíssima obra de Deus (Josué 18:7).

O capítulo inicia informando que a tenda da congregação, o Santuário, foi armado em Siló, cujo significado é “lugar de descanso”. O Comentário Bíblico Adventista apresenta três razões para a conveniência deste lugar:
• Era um lugar central.
• O local estava protegido e isolado.
• Ficavam no território da tribo de Efraim, da qual Josué fazia parte. Dessa maneira, ele, líder da nação, teria fácil acesso ao santuário sempre que precisasse consultar a Deus.

“Na terra de Canaã, o povo de Deus devia ter um lugar de reunião, onde, três vezes ao ano, poderiam todos se encontrar para adorar ao Senhor… Deus não varreria da existência as nações idólatras. Ele lhes daria oportunidade de se familiarizarem com Ele por meio de Sua igreja. A experiência de Seu povo durante os quarenta anos de vagueação pelo deserto devia ser objeto de estudo dessas nações. As leis e o reino de Deus deviam se estender pelo território de toda a Terra, e Seu povo devia ser conhecido como o povo do Deus vivo. Seu culto era imponente e testificava da verdade do Deus criador. Seus sacrifícios apontavam para um Salvador vindouro que tomaria os reinos debaixo de todo o céu e os possuiria para sempre. Haviam sido dadas evidências de Seu poder para fazer isso, pois, como Líder invisível, não havia Ele subjugado os inimigos de Sua igreja e aberto caminho para ela no deserto? Seu povo nunca conheceria derrota se permanecesse à sombra do Altíssimo, pois Alguém mais poderoso do que os anjos lutaria ao lado deles em todas as batalhas”, comenta Ellen White (CBASD, v.2, p.1102).
• Toda estratégia divina era evangelística.
• Deus quer salvar pecadores!

Colaboremos com Ele: Vamos evangelizar! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: