Reavivados por Sua Palavra


Josué 15 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
3 de agosto de 2022, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Esta, quando foi a Otniel, insistiu com ele para que pedisse um campo ao pai dela; e ela apeou do jumento; então, Calebe lhe perguntou: Que desejas?” (v.18).

Iniciou-se a distribuição de terras entre as tribos de Israel. A primeira a se apresentar foi a tribo de Judá, a qual Calebe pertencia. Tudo foi dividido “segundo as suas famílias” (v.12), de forma proporcional. A fim de avançar na conquista de sua porção, Calebe lançou um desafio que valia uma recompensa. O homem que fosse vitorioso, se casaria com sua filha Acsa. Otniel, sobrinho de Calebe, demonstrou muita coragem, mas também casou-se com uma mulher corajosa.

Acsa devia ser uma filha muito querida e amada. Seria desposada por um homem movido pela força do Senhor. E, como um pai zeloso, Calebe sabia que se sua filha casasse com um homem temente a Deus, este também a amaria com a própria vida. Sabemos que naquela época a mulher não tinha muita vez e nem tampouco voz ativa. Mas Acsa teve uma atitude corajosa, o que demonstra o grau de confiança que tinha na relação pai e filha. Isso está implícito na pergunta de Calebe: “Que desejas?” (v.18). Seu desejo era que seu pai lhe desse de presente fontes de água, e Calebe lhe deu “as fontes superiores e as fontes inferiores” (v.19).

Deus é nosso Pai. E como Pai, Ele espera ansioso por nosso pedido: “Dá-me um presente” (v.19). Calebe sabia exatamente o que dar à sua filha e deu muito mais do que ela esperava receber. Acsa aceitou o fato de casar-se com o escolhido não apenas pela vontade de seu pai terreno, mas de Seu Pai do Céu. Ela honrou a vontade de Calebe e consentiu com a vontade de Deus. O pedido de Acsa foi um pedido simples, mas grandioso. Ela pediu água e a recebeu em abundância.

Disse Jesus: “Aquele, porém, que beber da água que Eu lhe der nunca mais terá sede; pelo contrário, a água que Eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna” (Jo.4:14). Quando vamos a Cristo, vamos também em direção ao Pai (Jo.8:19). Mas a atitude inicial de Acsa deve ser a nossa. Foi a de pedir água? Não. Foi a de aceitar a vontade do Senhor para a sua vida. Quando a mulher samaritana teve um encontro com Cristo no poço, antes de receber da Água viva, ela creu e manifestou a sua fé fazendo o que Cristo lhe mandou fazer. Semelhantemente, quando aceitamos a Cristo primeiro como Senhor e dEle nos tornamos servos, Ele nos atende na condição de filhos.

Eis o convite do Salvador para nós, hoje: “Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida” (Ap.22:17). Aceite, agora, a oferta das fontes superiores do Céu e Ele fará de você “uma fonte a jorrar para a vida eterna” (Jo.4:14). Vigiemos e oremos!

Bom dia, filhos do Pai do Céu!

* Oremos pelo batismo do Espírito Santo. Oremos uns pelos outros.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Josué15 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: