Reavivados por Sua Palavra


Romanos 9 by jquimelli
7 de março de 2015, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Depois de Paulo desenvolver uma descrição clara do evangelho nos primeiros oito capítulos, na segunda metade do livro ele passa a apresentar aplicações práticas do evangelho.

Neste capítulo, Paulo expressa sua profunda tristeza pela condição espiritual que os judeus haviam perdido. Estes são seus parentes segundo a carne, mas não são seus irmãos espirituais. Muito tempo antes, alguns dos judeus haviam aceitado o verdadeiro evangelho, como Isaque. Seu nascimento foi um milagre e foi também o início e a confirmação da aliança. Abraão teve outros filhos, mas eles não foram os filhos da aliança.

Aqueles que se tornam parte do Israel espiritual devem ter um novo nascimento, que também é um milagre. O nascimento físico, mesmo alguém nascendo judeu, não salva ninguém. Alguns de nós adventistas do sétimo dia somos como os judeus de antigamente. Acreditamos ter a verdade, mas temos nós suficiente fé em Cristo para alcançar o nascimento espiritual que Deus nos prometeu?

Paulo estabelece, então, uma interessante discussão sobre diferentes respostas à misericórdia de Deus. Jacó aceitou a misericórdia de Deus, mas Esaú não. Deus enviou a Sua misericórdia e poder repetidamente a Faraó, mas ele se endureceu no pecado. Não é culpa de Deus que alguns de sua criação não respondam a sua misericórdia e se tornem vasos “para a destruição.” Mas aqueles que respondem em fé são a argila do oleiro que Ele molda em vasos de honra (vs. 11-24). O paradoxo surpreendente é que muitos judeus foram atingidos pela misericórdia de Deus demonstrada na pessoa de Jesus, mas reagiram com dureza de coração e o colocaram à morte. Eles tinham todas as verdades, mas eles não O reconheceram como o Doador de verdade. No entanto, muitos gentios responderam positivamente à misericórdia de Deus apesar de não possuir todas as vantagens espirituais que os judeus tinham.

Paulo conclui o capítulo citando Oseias, Isaías e Salmos. Nós todos nos desviamos de Deus como a prostituta que se tornou esposa de Oseias. No entanto, por meio da redenção que há em Cristo, Deus nos fez Seu povo e assim somos Seu remanescente por meio de quem Ele vai “terminar a obra e abreviá-la na justiça” (vs. 25-33).

Aqueles entre os sobreviventes que não tiveram fé, como o antigo Israel, encontrarão em Cristo uma pedra de tropeço. No entanto, aqueles que crerem no Jesus das Escrituras serão transformados em um remanescente que não se envergonha de Cristo e Seu evangelho. 

Norman McNulty
Neurologista, TN, EUA

 

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/rom/9/
Traduzido/adaptado por JAQ/GASQ
Texto bíblico: Romanos 9 
Comentário em áudio



Romanos 9 – Comentários Pr. Heber by jquimelli
7 de março de 2015, 0:30
Filed under: Sem categoria

Quem tem comunhão com Deus não terá tempo nem espaço no coração para comungar com o pecado. Quem não se relaciona com Cristo, nada poderá conduzir à salvação nem livrar da culpa e da morte.

1. Por mais privilégio que um povo ou indivíduo tenha em relação à informação, sem conexão com Cristo, tudo é em vão (vs. 1-5);
2. Por mais evidente que seja o amor, bondade e cuidado de Deus, sem submissão a Cristo é impossível qualquer tipo de salvação (vs. 9-26);
3. Por mais que Deus tenha dado nobres e importantes funções ou elegido para influenciar nações, se tropeçar em Cristo e desprezá-lO, nada mais transformará o coração (vs. 30-33).

Paulo é um grande exemplo, ele foi um tremendo evangelista. Sua preocupação “é como conseguir que Israel, seus parentes segundo a carne, possam crer no evangelho” (Raúl Quiroga).

Após ver a rejeição de seu povo ao Salvador, “Paulo afirma que Israel não desaparece como povo de Deus, mas sim como nação”, analisa Quiroga. A Igreja passa a ser o Israel espiritual, o atual povo de Deus com a missão, responsabilidade e dever de anunciar a salvação em Cristo Jesus.

É evidente neste texto a soberania de Deus. Ainda que Israel literal falhasse em cumprir os planos divinos, eles se cumprirão. Deus pode mudar a estratégia de alcançar o mundo, mas nunca abandonará Seu plano de salvar o mundo. O plano é Jesus!

Jesus é um judeu que morreu para judeus e gentios; Paulo dedicou sua vida e todo seu tempo em prol da promoção da pessoa de Jesus a fim de alcançar o maior número possível tanto de judeus quanto de gentios ao evangelho.

Um ponto importante: Não existe pessoas predestinadas para a salvação e outras para a perdição. Deus quer salvar a todos. A salvação é oferecida a todos, mas decidida por cada indivíduo.

“Os indivíduos nomeados nos versículos 7 a 13 são aqueles a quem Deus elegeu para cumprir funções necessárias para o avanço da Sua obra com as nações. A ênfase não está no destino individual dos que foram chamados, mas nos papeis históricos que eles desempenharam para as nações que eles representaram” (French L. Arrington).

Não permita que nada interfira entre você e Cristo – Heber Toth Armí.

https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra



Romanos 9 – Comentários selecionados by jquimelli
7 de março de 2015, 0:00
Filed under: Sem categoria

1 Não Minto. Paulo estava ciente de que muitos judeus o consideravam um traidor. Seus frequentes conflitos com os judeus e os judaizantes naturalmente lançavam dúvidas sobre seu amor á própria nação. Por isso, ele expressa a sinceridade de sua preocupação para com seu povo nestes termos fortes. Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 6, p. 640. 

3 Anátema. Tem havido discussão sobre o significado desta expressão forte de Paulo. A solução mais simples parece ser a comparação com a oração de Moisés: “Agora, pois, perdoa-lhe o pecado; ou, se não, risca-me, peço-te, do livro que escreveste” (Ex 32:32). A resposta de Deus a Moisés mostra que essa oração não poderia ser atendida. “Riscarei do Meu livro todo aquele que pecar contra Mim” (Ex 32:33). CBASD, vol. 6, p. 641.

5 Segundo a carne. Paulo limita a origem judaica de Jesus a Sua natureza humana (Rm 1:3). CBASD, vol. 6, p. 642.

6 Nem todos os de Israel. O que Paulo esta dizendo é que nem todos os que descendem de Israel pertencem realmente a Israel no pleno significando espiritual desse nome. Seu proposito ao fazer esta declaração é dizer que a palavra de Deus a Israel não falhou. O cumprimento da promessa de Deus é limitado aqueles que reúnem as condições dessa relação de aliança. Para esse remanescente fiel e obediente, a palavra de Deus não falhará. CBASD, vol. 6, p. 643.

8 Os da carne. Estes são os descendentes meramente físicos, que nascem no curso natural dos acontecimentos, como foi Ismael (Gl 4:23). Mas as bençãos de salvação não são herdadas pela ascendência natural. CBASD, vol. 6, p. 643.

12 Será servo do mais moço. Esta predição não se cumpriu literalmente no caso de Esaú e Jacó, mas aconteceu na história posterior de sues descendentes (Gn 25:23). O fato de a eleição divina de Jacó em detrimento de Esaú também incluir as nações que deles descenderiam está claro na predição inicial. CBASD, vol. 6, p. 645.

13 Porém me aborreci de Esaú. Esta expressão não indica aborrecimento, como a palavra é entendida hoje, mas que Deus preferiu escolher Jacó a Esaú como progenitor da nação escolhida. CBASD, vol. 6, p. 645.

16 Pois. A conclusão extraída das palavras de Deus a Moisés é que a eleição do povo escolhido não depende da vontade ou esforço humano, mas de sabedoria de Deus que sabe o que é melhor. CBASD, vol. 6, p. 645.

18 Endurece. O endurecimento do coração resulta de rebelião contra a revelação divina e rejeição ao Espírito de Deus. CBASD, vol. 6, p. 646.

20 Por que me fizeste assim? Subentende-se uma crítica á presunção de queixar-se contra Deus. Como criador, Deus tem o direito  de distribuir dons segundo Sua vontade. CBASD, vol. 6, p. 647.

22 Preparados. Paulo não quer dizer que Deus tinha preparado os vasos de ira para a destruição, mas apenas que eles estavam “maduros” ou “prontos” para isso. CBASD, vol. 6, p. 648.

27 O remanescente. Significa, neste contexto, “só um remanescente”. A doutrina do remanescente era uma parte importante da mensagem de Isaías. Foi incluída no comissionamento divino do profeta para ser mensageiro a Israel. Isaías foi ainda instruído pelo Senhor a chamar um de seus filhos de Shear-Jasub, literalmente, “Um Remanescente Voltará”. CBASD, vol. 6, p. 649.

30 Os gentios. Alguns gentios alcançaram justiça. A conclusão que Paulo faz de sua discussão até aqui é: a promessa de Deus não falhou, mas, enquanto os gentios obtiveram justiça, os judeus não conseguiram encontrá-la, porque a procuraram no caminho errado. CBASD, vol. 6, p. 650. 

32 Como que das obras. Literalmente, “como se fosse pelas obras”. Por essa frase qualificadora, Paulo indica que era opinião dos judeus que a justiça podia ser obtida desta forma. Eles pensavam que poderiam se tornar justos mediantes as obras, o que, na verdade, era impossível. Perfeita justiça só é possível pela fé. CBASD, vol. 6, p. 651.

Compilação: Tatiana W




%d blogueiros gostam disto: