Reavivados por Sua Palavra


I Samuel 13 – sexta, 21.12.2012 by Jeferson Quimelli
21 de dezembro de 2012, 0:30
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico à I Samuel 13

Texto de hoje do blog da Bíblia:
Saul tinha cerca de 30 anos de idade quando começou a governar como rei. Um ou dois anos depois, ele teve que guerrear contra os filisteus. Para esta batalha vieram milhares de todo Israel, mas destes Saul escolheu três mil e enviou o restante para casa. Mil destes israelitas Saul colocou sob o comando de seu filho Jônatas, e dois mil ele manteve sob o seu comando. Porém os filisteus vieram contra ele com três mil carros, seis mil cavaleiros, e um exército inacreditavelmente grande. Quando os homens de Israel viram isso, perceberam o quão perigoso era ir para a batalha em tamanha desvantagem numérica. E as pessoas que viviam na área se esconderam em cavernas e buracos subterrâneos.
Samuel havia dito a Saul que ele viria em sete dias para oferecer sacrifícios ao Senhor e para orar por ele. Mas Saul ficou impaciente e na manhã do sétimo dia decidiu oferecer, ele mesmo, os sacrifícios. Na providência de Deus Samuel se atrasou um pouco, mas assim que Saul tinha acabado de oferecer os sacrifícios, Samuel chegou e Saul saiu para cumprimentá-lo.
Samuel disse: “O que você fez?” Saul respondeu: “Quando eu vi os meus homens tão assustados e a dispersão da população local, bem como as forças dos filisteus se agrupando para atacar, e você ainda não havia chegado, eu me senti compelido a oferecer os sacrifícios por mim mesmo.” Samuel disse: “Você foi muito tolo. Você não obedeceu à ordem do Senhor para esperar. Se você tivesse obedecido e esperado, Ele teria estabelecido a sua dinastia sobre Israel para sempre. Mas agora seu reino será dado a alguém que Ele escolheu, um homem segundo o seu coração.” Então Samuel partiu dali e foi para Gibeá. Quando Saul contou os homens ainda com ele, apenas 600 haviam permanecido.
O outro problema que Saul enfrentou foi a falta de ferreiros em Israel para fazer espadas e lanças. Mesmo quando eles precisavam de ferramentas agrícolas tinham que ir aos filisteus para que as fizessem e afiassem. Então, no dia da batalha, os israelitas não tinham nem espadas, nem lanças, com exceção de Saul e Jônatas. Deus havia permitido que a situação chegasse a uma crise para repreender a desobediência obstinada de Saul e ensinar a seu povo uma lição de humildade e fé.
Devemos olhar para a vontade revelada de Deus e andar de acordo com os seus mandamentos, não importa as circunstâncias que nos cercam. Deus cuidará dos resultados. Através da fidelidade à Sua palavra podemos, em tempo de provação, mostrar que o Senhor pode confiar em nós, mesmo em situações difíceis, para realizar a Sua vontade e honrar Seu nome (Ver também Patriarcas e Profetas, p. 622 e 623).

Jack J. Blanco
Universidade Adventista do Sul
Trad JAQ – Rev GASQ/JDS



%d blogueiros gostam disto: