Reavivados por Sua Palavra


I Tessalonicenses 1 by jquimelli
3 de maio de 2015, 1:00
Filed under: alegria, gratidão, oração, relacionamento | Tags:

Comentário devocional:

Relacionamentos são delicados. Eles podem estar maravilhosamente bem num dia e tempestuosos no dia seguinte. O relacionamento de Paulo com os tessalonicenses era profundo em sentimento, mas teve pouco contato pessoal. A primeira visita de Paulo a Tessalônica durou apenas algumas semanas, mas aquela breve convivência tocou profundamente a sua alma. Paulo estava saudoso deles, então escreveu uma carta para assegurá-los de que permaneciam no centro de seus pensamentos e orações.

Provavelmente a coisa mais próxima ao “Skype” e as redes sociais na vida de Paulo era a oração. Paulo usava a oração para, na presença de Deus, relembrar as suas relações terrenas. A profundidade dessas lembranças transparece no primeiro capítulo de I Tessalonicenses. O resumo de sua oração nos versos 2-5 é uma única frase em grego. O principal ponto da sentença é: “damos graças” (v. 2). E a principal razão para a gratidão de Paulo era o crescimento espiritual  da igreja de Tessalônica. Sabemos que a alegria do Senhor é a nossa força (Ne 8:10). Mas a alegria é avivada pela gratidão.

Nos versos 6-10, Paulo continua expondo as razões pelas quais ele é grato a Deus pelos crentes de Tessalônica. A igreja estava imitando o caráter de Jesus e dos apóstolos e estava se tornando um modelo para os novos crentes em todos os lugares. 

Tanto os apóstolos quanto o Senhor haviam  sofrido injustamente, mas experimentaram alegria no meio do sofrimento (1 Ts 2:1-2; Hb 12:1-2). O fato de que os tessalonicenses estavam fazendo o mesmo foi para Paulo mais uma prova do seu crescimento espiritual. O apóstolo tinha se preocupado com a condição espiritual deles nos dias anteriores ao recebimento de notícias sobre eles (ver 1 Ts 3:1-8). Quando ele finalmente ouviu falar de sua fidelidade, ele irrompeu num hino de louvor e agradecimento a Deus (1:2-10).

Jon Paulien
Universidade Loma Linda
Estados Unidos
Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/1th/1/
Traduzido por: JDS/JAQ
Texto bíblico: I Tessalonicenses 1 
Comentários em áudio 



Efésios 1 by jquimelli
19 de abril de 2015, 1:00
Filed under: salvação | Tags: , ,

Comentário devocional:

Alguém descreveu a carta aos Efésios como os Alpes do Novo Testamento. O nosso guia de montanhismo, o apóstolo Paulo, nos leva a uma subida rápida. Ficamos rapidamente sem fôlego e espantados com a vista que se abre diante de nós.

Efésios 1:3-14 funciona como um mapa no alto da montanha que identifica os picos no horizonte. A partir deste lugar privilegiado, Paulo nos apresenta a vasta paisagem do Plano de Salvação. O cenário abrange a extensão completa da história da salvação, desde a eternidade passada, até à eternidade futura. A redenção dos crentes de Deus está enraizada em iniciativas divinas tomadas “antes da fundação do mundo” (v. 4), que agora estão produzindo efeito em nossas vidas (ver versos 7-8; 13-14). Estas estratégias estabelecidas antes da criação serão plenamente cumpridas no fim dos tempos, quando o plano de Deus se completar (vs. 9-10). Então, “todas as coisas”, tanto “no céu” quanto “na terra” serão “reunidas” em Cristo e o plano de Deus para “a plenitude dos tempos” se cumprirá (v. 10). Então, experimentaremos plenamente o plano misterioso de Deus (v. 9). 

No presente, no entanto, podemos estar certos de que a maravilhosa salvação centrada em Cristo, na qual permanecemos, é uma parte importante do plano de grande alcance de Deus para a redenção de “todas as coisas.”

Estar no topo de uma montanha inspira ações de graças ao Criador. Nos versos 15-19 Paulo dá graças a Deus ao orar para que os crentes possam experimentar a salvação que Deus planejou para eles. E nos encontramos em outra subida íngreme quando ele nos aponta para cima para o Cristo que ressuscitou, subiu ao céu e foi coroado, e que governa sobre todos os poderes imagináveis por todo o sempre (vv. 20-23).

Viva o dia de hoje no topo da montanha!

John McVay
Universidade Walla Walla
Estados Unidos


Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/eph/1/
Traduzido por: JAQ/JDS/IB
Texto bíblico: Efésios 1 
Comentários em áudio



Salmo 83 by jquimelli
29 de outubro de 2013, 0:00
Filed under: Salmos | Tags: , , ,

Salmo 83 – Comentário devocional:

Os inimigos do povo de Deus se uniram em uma coalizão contra eles, para oprimí-los. Alguns desses inimigos tinham parentesco com os israelitas: os moabitas e os amonitas, descendentes de Ló, sobrinho de Abraão, os descendentes de Ismael, o filho de Abraão, Ismael e os edomitas, descendentes de Esaú, filho de Isaque. A intenção deles era calar a voz de Israel para sempre; aniquilá-los tão completamente que eles não fossem mais lembrados.

O Comentário Bíblico Adventista sugere que este Salmo se refere à dificuldade que Josafá enfrentou quando seus inimigos se uniram em uma confederação contra ele. Qual foi a resposta de Josafá a este ataque? 

II Crônicas 20 conta a história.O rei e seu povo cairam de joelhos diante de Deus, reconheceram Sua soberania e apresentaram a Ele o seu problema, pedindo a intervenção divina. Então, com a bênção de Deus, marcharam para enfrentar os inimigos com louvores a Deus, cantando: “Rendei graças ao Senhor, porque a sua misericórdia dura para sempre” (2Cr 20:21b).

Quando o exército de Josafá chegou ao campo do inimigo, eles os encontraram todos mortos por terem lutado uns contra os outros. O inimigo foi derrotado sem que o povo de Deus tivesse que fazer qualquer coisa.

Alguma vez você já sentiu que o mundo inteiro está contra você? Talvez amados familiares e queridos amigos tenham trazido pesar à sua vida. Ou mesmo talvez a vida em geral tenha se tornado tão difícil a ponto de você se sentir sufocado sob o peso dos problemas.

Assim como o Senhor lutou pelos Israelitas, Ele vai lutar por você, hoje. Submeta-se a Ele com uma canção em seus lábios, e você verá a salvação do Senhor.

Kimberly Bobenhausen

Estados Unidos

 

Texto original em: http://revivedbyhisword.org/en/bible/Psa/83

Traduzido por JDS/JAQ

Texto bíblico: Salmo 83 http://biblia.com.br/novaversaointernacional/salmos/sl-capitulo-83



Salmo 50 by Jobson Santos
26 de setembro de 2013, 0:10
Filed under: Salmos | Tags: , , ,

Comentário devocional:

Este Salmo descreve um momento grandioso e solene quando Deus abre uma sessão do tribunal a fim de julgar seu próprio povo. A questão neste caso judicial é que Israel realiza todos os rituais do povo da aliança, mas não vive à altura das exigências da aliança. Eles são muito religiosos, mas não totalmente obedientes. Eles praticam as formas, mas não vivem a vida.

Em termos surpreendentes Deus apresenta a sua acusação contra o seu povo: “Que direito você tem de recitar as minhas leis ou de ficar repetindo a minha aliança? Pois você odeia a minha disciplina e dá as costas às minhas palavras!” (Sl 48:16-17, NVI). Tendo listados seus pecados específicos, Deus diz:”Vocês fizeram essas coisas, e eu fiquei calado; por isso, pensaram que eu era igual a vocês. Porém agora vou repreendê-los; vou mostrar-lhes os seus erros.” (v. 21, NTLH) Vocês conversam sobre temas religiosos e fielmente praticam a religião de vocês, mas tratam as minhas instruções como sem importância. Agora vou repreendê-los e acusá-los do mal que vocês tem feito e do bem que tem deixado de fazer.

Surpreendentemente, Deus nomeia as nações do mundo como Seu júri e como testemunhas no julgamento do Seu povo! Na realidade, o mundo nos observa e avalia. Até mesmo aqueles que não seguem a Deus esperam que nos comportemos de forma diferente do que as pessoas em geral e ficam desapontados quando não o fazemos. Afinal, a recomendação é: “não tenham nenhuma falha ou mancha. Sejam filhos de Deus, vivendo sem nenhuma culpa no meio de pessoas más, que não querem saber de Deus. No meio delas vocês devem brilhar como as estrelas no céu” (Filipenses 2:15, NTLH). Jesus nos convida a deixarmos nossa luz brilhar diante dos homens, para que nossas boas ações possam levá-los a louvar ao nosso Pai que está nos céus (Mateus 5:16). Infelizmente a igreja muitas vezes se comportou de uma maneira que danificou a reputação de Deus diante dos homens. Individualmente e como comunidade da Igreja temos a empolgante tarefa de resgatar e preservar o bom nome de Deus no mundo.

O inesperado remédio de Deus para a maldade religiosa do seu povo é que eles tragam oferendas de agradecimento e O agradeçam pelo que Ele tem feito. Isto faz com que Ele se torne real em nossa experiência. É possível estar envolvido nas formas de religião, sem nunca se envolver com Deus. Ações de Graças avivam a nossa confiança de que Deus irá intervir em nossas vidas, reconhecem a Sua atuação em nossas atividades diárias e levam a nossa adoração para fora das paredes da igreja, para nossas casas e ruas.

 

Garth Bainbridge

Australia

 

Traduzido por JDS/JAQ

Texto original em: http://revivedbyhisword.org/en/bible/Psa/50/

Texto bíblico: Salmo 50




%d blogueiros gostam disto: