Reavivados por Sua Palavra


NÚMEROS 4 by Jobson Santos
14 de maio de 2022, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/nm/4

Pessoas seculares – e até mesmo alguns cristãos – vêem o sistema de culto israelita como o retrato de um Deus exigente. Os pecadores devem “andar pisando em ovos” quando perto dEle ou serão fulminados. Números 4 descreve o cuidado supremo tomado pelos levitas na manipulação de objetos sagrados, que não deviam ser tocados por qualquer pessoa não autorizada.

Para algumas pessoas, “temer” ao Senhor significa terem medo do Seu poder. Mas a Bíblia deixa claro que a preocupação de Deus com as coisas sagradas, envolve muito mais do que castigo divino pela desobediência. A história de Abraão e do rei Abimeleque (Gênesis 20) é muito útil a este respeito. Abraão esconde de Abimeleque o fato de Sara ser sua esposa, então Abimeleque a leva para sua casa. Mas Deus adverte Abimeleque a não tocá-la. O relacionamento matrimonial é sagrado, e a lei de Deus é uma defesa daquilo que é sagrado. Assassinar é “tocar” na alma humana, que tem valor infinito. Cobiçar é “tocar” ilegalmente, com o pensamento, em algo que pertence a outro. Mentir é “tocar” no vínculo da confiança.

Quando alguém falha em reconhecer que Deus e as coisas que O representam são santas, está, na verdade, destruindo a si mesmo e aos outros. Que Deus abra nossos olhos para discernir o que é sagrado.

Mark Sheffield
Southern Adventist University

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/num/4
Tradução: Pr. Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: