Reavivados por Sua Palavra


Números 02 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
12 de maio de 2022, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Os filhos de Israel se acamparão junto ao seu estandarte, segundo as insígnias da casa de seus pais; ao redor, de frente para a tenda da congregação se acamparão” (v.2).

A disposição das tribos de Israel enquanto acampavam no deserto foi meticulosamente organizada por Deus. Cada tribo, conforme a turma de sua seleção, deveria permanecer em seu lugar tanto acampados quanto em marcha. As primeiras tribos compunham o “arraial de Judá” (v.9), que ficava “ao lado oriental (para o nascente)” (v.3); estes marchariam primeiro. O segundo arraial, o “arraial de Rúben” (v.16) era composto por outras três tribos, que acampavam “para o lado sul” (v.10), sendo estes a marchar “em segundo lugar” (v.16). O arraial dos levitas ficava no meio dos demais arraiais, ao redor do tabernáculo. “Para o lado ocidental” (v.18) ficariam as tribos de Efraim, Manassés e Benjamim, compondo o “arraial de Efraim”, que marcharia “em terceiro lugar” (v.24). E, finalmente, o “arraial de Dã”, localizado ao norte e que marcharia por último. Esta ordem foi estabelecida pelo próprio Deus e certamente obedecia a uma lógica para fins especiais.

Tal organização promovia confiança nas promessas de Deus. Ele prometeu habitar no meio do Seu povo. Acampando ou marchando, os filhos de Israel tinham sempre a presença de Deus no meio deles: “como se acamparem, assim marcharão, cada um no seu lugar” (v.17). Sendo vista do alto, a planta do acampamento de Israel, conforme a disposição das tribos, formava a imagem de uma cruz com o santuário ao centro. E ao marcharem assim dispostos, carregavam a “cruz” por onde quer que fossem. Também eram organizados por famílias e “segundo a casa de seus pais” (v.34). Ou seja, os membros de cada família estavam sempre juntos, quer acampando quer marchando. Israel estava dividido por tribos, estandartes, turmas e famílias, mas era um só povo com um só objetivo de alcançar a terra prometida.

Na visão de João, do livro selado com sete selos, o apóstolo ficou perturbado e chorou muito com a informação de que ninguém era digno de abrir aquele livro e desatar-lhe os selos. Até que um dos vinte e quatro anciãos se dirigiu a ele em sua aflição e disse que “o Leão da tribo de Judá… venceu para abrir o livro e os seus sete selos” (Ap.5:4). Percebam que o arraial que marchava à frente de Israel era o arraial de Judá. Um símbolo inquestionável de Cristo, o Senhor dos Exércitos, marchando à frente do Seu povo. Uma marcha vitoriosa dAquele que “saiu vencendo para vencer” (Ap.6:2). Jesus declarou a Seus discípulos: “Se alguém quer vir após Mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-Me” (Mt.16:24). Quem sabe o Salvador visualizou o acampamento de Israel ao proferir estas palavras. Este símbolo faz com que estas palavras de Jesus tenham um sentido muito mais significativo e pontual. Assim como o antigo Israel acampava e marchava conforme a orientação de Deus, colocando o plano divino acima de suas terrenas aspirações, como povo remanescente, precisamos fazer o mesmo. Todas as vezes que Israel se desviava da vontade de Deus, desfigurava o projeto divino e colocava em risco a segurança e bem-estar de todos.

Tomar a cruz de Cristo e levá-la não tem a ver com trabalho excessivo e nem com autoflagelo, mas em que nos tornemos um reflexo do amor sacrifical do Salvador, de forma que Ele sempre esteja no centro de nossa vida. Esta é uma obra que Ele deseja realizar não somente em nós, mas em nós, em nossa casa, na igreja e, então, no mundo. Esta é a sequência que precisamos obedecer. Esta é a mensagem da cruz que o mundo precisa conhecer. Que Deus tem uma família na Terra composta por pessoas de todas as tribos, línguas, povos e nações, mas unida num só propósito e marchando para o mesmo lugar. Pela fé, façamos parte desta família mundial, “coluna e baluarte da verdade” (1Tm.3:15) que, cheia do Espírito Santo, acampada ou em marcha, é uma prova inequívoca de que “o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor” (Dt.6:4).

Bom dia, Israel de Deus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Números2 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: