Reavivados por Sua Palavra


COMENTÁRIO GÊNESIS 15 – PR. HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
28 de janeiro de 2022, 0:40
Filed under: Sem categoria

GÊNESIS 15 – Nesse ponto da história, por três vezes Abrão recebera de Deus a promessa que até agora não se cumprira. Por três vezes Deus havia instigado a esperança do velho Abrão, de um filho com sua esposa estéril (Gênesis 12:2, 7; 13:6); contudo, ainda era apenas promessa.

Muitas vezes quando parece que Deus brinca com sentimentos, na verdade Ele está trabalhando o desenvolvimento espiritual do pecador. Nesse diálogo íntimo entre Deus e Abrão, há indagações, propostas; e, Deus corrige as boas intenções do ansioso: “Levando-o para fora da tenda, disse-lhe: ‘Olhe para o céu e conte as estrelas, se é que pode contá-las’. E prosseguiu: ‘Assim será a sua descendência’. Abrão creu no Senhor, e isso lhe foi creditado como justiça” (Gênesis 15:5-6). Na sequência, ambos entraram em aliança através de rituais culturais da época (Gênesis 15:7-11).

Quando olhamos a imensa criação, entendendo que Deus é maior que o infinito Universo, depositaremos nossa confiança nEle e tranquilizaremos nosso coração. Existe uma ligação dessa confiança, com a justificação pela fé. Quanto mais o pecador conhece a grandeza de Deus, menos confia em si mesmo, passando a confiar mais nEle. “Deus declarou que Abrão era justo não por causa de atos de justiça ou grandes sacrifícios, mas com base em sua fé”, comenta a Bíblia Andrews.

O Deus que faz promessas conhece o futuro e interage na história. Ele revelou o que aconteceria à descendência de Abrão no Egito e indicou as terras dos povos que daria a sua posteridade (Gênesis 15:12-21).

A grande questão é, por que Deus tiraria nações das próprias terras para entregá-las a Israel?

• Deus é Soberano do Universo, e está no controle da cada situação julgando o mal, a fim de fazer com que o bem prevaleça neste mundo tomado pelo maligno. O Egito seria o primeiro a ser julgado; antes, porém, teria portentosas provas para render-se a Deus.
• As nações teriam um tempo de graça, e só deveriam ser destruídas quando estivessem totalmente saturadas de pecado – assim como um saco de batatas podres.

Nossa sociedade já está saturada da imundícia do pecado. Está podre! Se o retorno de Cristo é o próximo “basta” divino frente à multiplicação da iniquidade, deve estar quase no tempo dEle voltar!

Compartilhe essa revelação! – Heber Toth Armí.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: