Reavivados por Sua Palavra


Gênesis 12 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
25 de janeiro de 2022, 0:45
Filed under: Sem categoria

“De ti farei uma grande nação, e te abençoarei, e te engrandecerei o nome. Sê tu uma bênção!” (v.2).

Da mesma forma que chamou a Noé, Deus chamou a Abrão e lhe deu uma ordem expressa: “Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, e vai para a terra que te mostrarei” (v.1). Semelhante ao pregador da justiça, Abrão obedeceu sob o amparo da promessa divina: “Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra” (v.3). Abrão obedeceu, saindo de sua zona de conforto para habitar em tendas como um peregrino. Como não tinha filhos, seu sobrinho Ló recebeu a afeição de filho e decidiu segui-lo na peregrinação rumo ao desconhecido.

Não há como experimentar as bênçãos da obediência por procuração. A caravana que o seguia podia até desfrutar temporariamente dos benefícios dados a Abrão, mas sempre chega um momento em que as nossas decisões pessoais definem de que lado nós estamos. É propósito de Deus que Seus filhos sigam pelo caminho que Ele mostra em Sua Palavra, mas isso requer uma escolha particular baseada no livre arbítrio. Se Abrão houvesse recusado o chamado de Deus, ou simplesmente questionasse as ordens divinas, não teria deixado o legado de fé e paciência que nos inspiram e motivam a seguir pelo mesmo caminho da obediência que é movida pelo amor.

Aonde Abrão armasse a sua tenda, ali edificava um altar ao Senhor, reconhecendo a guia divina e invocando o nome de Deus. Mas apesar de sua fidelidade, ele também era homem sujeito a erros. Ao fazer uso de uma “meia verdade”, Abrão colocou em risco a sua vida e seu próprio casamento. Naquele tempo a expectativa de vida era outra, e uma mulher como Sara, com aproximadamente sessenta e cinco anos, ainda esbanjava uma encantadora beleza jovial. Por ser uma mulher “sobremaneira formosa” (v.14), Abrão temeu assumi-la como esposa, submetendo-a a ser “levada para a casa de Faraó” (v.15). Mas as misericórdias do Senhor foram maiores do que o medo do patriarca, que teve sua mulher de volta após Deus lançar juízo sobre a casa do rei do Egito.

Quantas vezes frustramos os propósitos de Deus em nossa vida porque deixamos de invocar o Seu nome para olhar para as dificuldades que nos cercam. Em cada lugar onde chegava, Abrão edificava um altar ao Senhor. Mas no Egito foi diferente. Se tão somente ele tivesse confiado na boa mão de Deus, teria deixado ali o testemunho de um verdadeiro adorador. Como representantes de Deus na Terra, Ele nos concede a oportunidade e o privilégio de sermos Suas testemunhas. O Eterno deseja abençoar a nossa vida a fim de que ela seja uma bênção para outros. Erguemos um altar de adoração ao Deus único quando nossa vida se encontra velada em Cristo Jesus, Aquele que Se doou “para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo.3:16).

Em Cristo, somos todos filhos de Abraão e herdeiros da mesma promessa (Gl.4:28). Que se cumpra em nossa vida a profecia de Isaías: “A sua posteridade será conhecida entre as nações, os seus descendentes, no meio dos povos; todos quantos os virem os reconhecerão como família bendita do Senhor” (Is.61:9). Vigiemos e oremos!

Bom dia, família bendita de Deus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Gênesis12 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Parabéns pelo seu post. Gostei muito. Venha conhecer meu canal CRISTÃO EM AÇÃO.
Paz!

Comentário por Cristão em Ação




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: